Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7020
Tipo do documento: Tese
Título: Caracterização sensorial e físico-química de tangerinas produzidas em Goiás
Título(s) alternativo(s): Characterization sensorial and chemical physical of tangerine produced in Goiás
Autor: Belo, Ana Paula Marquez
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2006002110850269
Primeiro orientador: Souza, Eli Regina Barboza de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/7641431808466123
Primeiro coorientador: Cunha Júnior, Luis Carlos
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/3474242164762840
Primeiro membro da banca: Souza, Eli Regina Barboza de
Segundo membro da banca: Naves, Ronaldo Veloso
Terceiro membro da banca: Fernandes, Paulo Marçal
Quarto membro da banca: Borges, Jácomo Divino
Quinto membro da banca: Camilo, Yanuzi Mara Vargas
Resumo: Existe uma vulnerabilidade da citricultura brasileira, permeada por uma pequena variabilidade no grupo de tangerinas que são comercializadas com a carência do mercado consumidor por maior oferta de diversidade deste produto. Aliado a esse fato está a defazagem de informações quantitativas referentes ao mercado e a caracterização da tangerina comercializada dificultando ações públicas e privadas visando o planejamento e desenvolvimento de sua cadeia produtiva e comércio. Fundamentado nessas questões objetivou-se realizar um estudo da evolução de preço, caracterização fisico-química e sensorial de frutos de tangerina Ponkan produzidos no início de safra, safra e final de safra do Estado de Goiás. As tangerinas e os dados de preços de comércio foram coletadas semanalmente durante os meses de março a agosto (safra e entressafra) de 2015. Simultaneamente com a coleta do material vegetal foi realizada a coleta de dados referentes aos preços de mercado praticados pelos distribuidores de tangerinas do Estado. Foi realizada análise sensorial, utilizando escala hedônica e teste de intenção de compra, determinação da massa fresca, diâmetros longitudinal e transversal, número de sementes, sólidos solúveis, acidez titulável, pH, ratio, teores de vitamina C e dados de coloração da casca. Os dados obtidos foram submetidos à estatística descritiva (medidas de posição - média) e análise de variância (Teste F, Teste de Tukey) para verificar a significância do período da safra (entressafra, safra, final de safra) nos atributos químicos e físicos de frutos. Também foi pretendido analisar organicamente e comparar a casca de três variedades de citros, tangerina Ponkan (C. reticulata Blanco), o híbridos Clementina (Citrus clementina hort. ex Tanaka) x Murcote (C. reticulata Blanco X C. sinensis Osbeck) e tangerina Clementina sel. Palazelli (Citrus clementina hort. ex Tanaka) e comparar as características físico-químicas de uma variedade tradicional de tangerina no Brasil, a Ponkan, com as demais variedades caracterizadas. Foram estudadas as variedades Hino Akebono, Oogui Wase, Ogata, Iwaki, Híbrido 21, Clementina x Murcote, Oota Poncan, Nankan 20, Clementina Palazelli, Ankou Tangor, Imazu Poncan, Cravo, Robson, Ortanique Tangor, ‘Poncan Embrapa, Tangor Nova, Híbrido 34, Ponkan, Clemenules, Ponkan Orgânica, BRS Page, Miyauti, Montenegrina, Clementina, Decopon, Tangor Lee, Kyomi Tangor, Ellendalle Tangor. Foi realizado estudo das características físico-químicas dos frutos, como massa fresca, diâmetro longitudinal e transversal, rendimento em suco (Suco), número de sementes (NS), sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), pH, ratio (SS/AT), teores de vitamina C, e de polifenóis extraíveis totais (PFT), assim como a atividade antioxidante total e os dados de coloração da casca. A caracterização dos compostos orgânicos foi obtida a partir de extratos analisados por espectrometria de massas (MS), utilizando a técnica de ionização por electrospray (ESI). Os resultados foram submetidos à análise de variância, complementada pelo teste de Scott-Knott. Buscou-se também avaliar a aceitabilidade, a intenção de compra e a preferência de cinco variedades de tangerinas quando comparadas à variedade Ponkan, no início e fim de safra e também conhecer a colação entre a Ponkan conevncional e orgânica. Foram utilizadas no estudo as variedades Oogui Wase, Hino Akebono, Ogata, Lee e Kyomi Taylor, a variedade comercial Ponkan e a Ponkan orgânica. Realizou-se teste de ordenação de preferência e escala de atitude ou intenção de compra e teste de preferência de comparação pareada e aceitação com escala hedônica estruturada verbal. Todos os testes ocorreram com a presença 50 avaliadores, com idade entre 18 e 70 anos. Os dados obtidos foram submetidos a estatística descritiva (média, frequência relativa) e a significância dos tratamentos foi estimada por meio do Teste F, sendo as médias comparadas pelo Teste de Tukey. Os atributos referentes a aparência, sabor e compra de todas as variedades foram compilados para condução de análise multivariada. Empregou-se Análise de Componentes Principais (via matriz de correlação) e Análise de Agrupamento (UPGMA – Unweighted Pair Group Method sing Arithmetic Averages), usando a distância euclidiana como coeficiente de similaridade. As principais conclusões obtidas em cada estudo foram: A evolução de preços de frutos de tangerina Ponkan comercializadas no Estado de Goiás segue uma tendência parabólica. O preço depende de fatores sazonais ligados ao período de safra. Frutos comercializados durante a safra exibem adequados padrões físicos (maior massa e diâmetro) e químicos (menos ácidos e com maior ratio) culminando em maior aceitabilidade pelos julgadores. A variedade Ponkan , comercialmente preferida , não pode ser considerada uma fonte natural com propreidades antioxidantes elevadas. A tangerina Miyauti é um material bastante promissor para o mercado consumidor devido à sua composição fitoquímica benéfica à saúde. O material Oogui Wase é o que possuí maior similitude com a variedade Ponkan em relação aos atributos físicos, além de não apresntar sementes. As tangerinas Clementina x Murcote e Clementina Palazelli apresentam em suas cascas perfis químicos que devem ser estudados e podem ter aproveitamento pelas ciências farmacológicas. Frutos de Lee, Oogui, Hino e Ogata não agradam devido ao sabor e aparência culminando em baixa intenção de compra. Frutos de Ponkan de inicio e final de safra são preferidos devido a superioridade em aparência e sabor. A aparência é o atributo majoritário para a definir a intenção de compra. Frutos de Ponkan oriundos de sistema convencional são superiores em aparência mas inferiores a sabor em relação a frutos orgânicos.
Abstract: There is a Brazilian citriculture vulnerability, permeated by a small variability on the tangerines which are part of a comercialized group, with a lack of consumer market by a greater supply of this product. Linked to this fact, there is a divergence of quantitative information related to the market and the tangerine characterization making it difficult the public and private actions that provide to the planning and development of the production and trade. Based on these issues, it is aimed to develop a study of the evolution of price, the physico-chemical characterization and Ponkan tangerine sensory characteristics for fruits of early harvest, harvest and of harvest of Goiás State.The tangerines and the price data on trade were collected weekly during the months between March and August (season and off season) in 2015. Simultaneously with the collection of plant material, it was collected data related to market prices charged by tangerine distributors of Goiás State. Sensory analysis was performed, using hedonic scale and test purchase intent, determination of fresh mass, longitudinal and transverse directions diameters, number of seeds, soluble solids, titratable acidity, pH, ratio, vitamin C levels and peeling color. The obtained data was submitted to descriptive statistics (measures of position - average) and variance analysis (F test, Tukey test) to assess the significance of the harvest period (harvest season, late harvest) in the tangerine chemical and physical attributes. It was also intended to do an organical analysis and compare the three varieties of citrus, Ponkan Tangerine (C. reticulata Blanco), the hybrids Clementina (Citrus Clementina Hort. eg. Tanaka) and the Murcote one (C. reticulata Blanco x C. Sinensis Osbeck) and tangerine Clementina sel. Palazelli (Citrus Clementina hort. eg. Tanaka) and compare the physico-chemical characteristics of a traditional variety of tangerine in Brazil, the Ponkan tangerine, with other varieties. Varieties were studied such as Hino Akebono, Oogui Wase, Ogata, Iwaki, Hybrid 21, Clementina x Murcote, Oota Poncan Nankan, 20, Clementina Palazelli, Ankou Tangor, Imazu Poncan, Cravo, Robson, Ortanique tangor, 'Poncan Embrapa, Tangor Nova, Hybrid 34, Ponkan, Clemenules, Organic Ponkan, BRS Page, Miyauti, Montenegrin, Clementina, Decopon, Tangor Lee, Kyomi Tangor, Ellendalle Tangor. A study was carried out on the physicochemical fruit characteristics, as fresh mass, longitudinal diameter and transverse directions, juice yield, number of seeds (SN), soluble solids (SS), titratable acidity (TA), pH, ratio (SS/TA), levels of vitamin C, and total extractable polyphenols (PFT), as well as the total antioxidant activity and the data of peel color. The organic compounds characterization was obtained from plant extracts analyzed by mass spectrometry (MS), using the electrospray ionization technique (ESI). The results were submitted to variance analysis, complemented by the Scott-Knott test. It was also aimed to evaluate the acceptability, the purchase intent and the preference for five tangerine varieties when compared to the variety ponkan, at the beginning and end of season and also to get to know the discussion between the convencional and organic ponkan. And during the study, some varieties were used such as Oogui Wase, Hino Akebono, Ogata, Lee and Kyomi Taylor, the commercial variety of Ponkan and organic ponkan. There was a preference and scale of attitude ranking test or purchase intention and preference test for paired comparison and acceptance with structured hedonic scale verbal. All tests had the presence of 50 evaluators, aged between 18 and 70 years. The data obtained were subjected to descriptive statistics (average, relative frequency) and the significance of the treatments was estimated through the F test, and the average compared by the Tukey test. The attributes for the appearance, taste and purchase of all varieties were compiled for conducting multivariate analysis. They were used principal components analysis (via correlation matrix) and cluster analysis (UPGMA - Unweighted Pair Group Method sing Arithmetic Averages), using the euclidean distance as similarity coefficient. The main obtained conclusions in each study were: the evolution of Ponkan fruit price that are comercialized in Goiás State following a parabolic trend.The price depends on seasonal factors linked to the harvest period. The fruit which are sold during the season, show physical specific standard (greater mass and diameter) and chemical (less acid and with greater ratio), culminating in greater acceptability by people who judge it. The variety Ponkan, one of the favorite commercially , cannot be considered as a natural source with properties high antioxidants. The Miyauti tangerine is a very promising one for the consumer market due to their beneficial health phytochemistry composition. Oogui Wase is the one with higher similarities with Ponkan in relation to physical attributes, in addition to be seedless. Clementina Murcote x and Clementina Palazelli show chemical profiles that should be studied and can be used by science source. Frutos de Lee, Oogui, Hino and Ogata are not considered good to consumme because of the taste and appearance culminating in low purchase. Ponkan fruit from the beginning to the end of season are the favorite ones because of their appearance and taste superiority. The appearance is the main attribute to set the intention to purchase. Ponkan from conventional system are superior in appearance but below the flavor in relation to organic fruit in general.
Palavras-chave: Citros
Análise comparativa
Espectrometria de massas
Citros
Análise multivariada
Comparative analysis
Mass spectrometry
Multivariate analysis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Agronomia (EAEA)
Citação: BELO, A. P. M. Caracterização sensorial e físico-química de tangerinas produzidas em Goiás. 2017. 107 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7020
Data de defesa: 23-Fev-2017
Aparece nas coleções:Doutorado em Agronomia (EA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Ana Paula Marquez Belo - 2017.pdf1,76 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons