Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7057
Tipo do documento: Tese
Título: Ação de detergentes e desinfetantes em biofilme tradicional e buildup no modelo MBEC
Título(s) alternativo(s): Action of detergents and disinfectants in traditional biofilm and buildup in the MBEC model
Autor: Luciano, Cristiana da Costa
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/8960122214003826
Primeiro orientador: Tipple, Anaclara Ferreira Veiga
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4288704233343920
Primeiro coorientador: Alfa, Michelle J.
Primeiro membro da banca: Hunt, Alessandra Marçal Agostinho
Segundo membro da banca: Watanabe, Evandro
Terceiro membro da banca: Melo, Dulcelene de Souza
Quarto membro da banca: Teles, Sheila Araújo
Quinto membro da banca: Tipple, Anaclara Ferreira Veiga
Resumo: INTRODUÇÃO: Endoscópios Gastrointestinais Flexíveis (EGF) são utilizados para procedimentos de diagnóstico e terapêutica, classificados como Produtos Para Saúde (PPS) semicríticos, que necessitam ser submetidos ao processamento de Desinfecção de Alto Nível (DAN) entre usuários. Os designs dos EGF são complexos, dificultando o processamento e favorecem a ocorrência de falhas que contribuem para o acúmulo de matéria orgânica na superfície dos canais internos dos endoscópios e para a formação do biofilme. OBJETIVO: Desenvolver um modelo de acumulação de Biofilme Buildup (BBF), baseado em exposição repetida de solo teste, contendo Entercoccus faecalis e Pseudomonas aeruginosa por meio de ciclos repetidos de fixação e avaliar a capacidade de detergentes e desinfetantes para destruir e remover Bactérias nos Biofilmes Tradicional (TBF) e buildup. MATERIAIS E MÉTODOS: O TBF foi desenvolvido em MBEC™ peg, sem hidroxiapatita, e o BBF, com hidroxiapatita, ao longo de oito dias. Para o desenvolvimento de ambos os biofilmes, utilizaram-se E. faecalis e P. aeruginosa, contendo 8 log10, unidades formadoras de colônias por centímetros cúbicos (UFC/cm2). Testaram-se os detergentes, Prolystica enzimática (D1), Prolystica Neutro (D2), Neodisher (D3) e Endozime (D4) isoladamente e em combinação com o Glutaraldeído (GLUT), Ortoftaldeído (OPA) e Acelerador Peróxido de Hidrogênio (APH) para determinar se ambos os biofilmes poderiam ser removidos. Avaliou-se a remoção dos biofilmes tradicional e buidulp, utilizando contagem de bactérias viáveis, quantificação de proteína e carboidratos e por meio da microscopia eletrônica de varredura (MEV). RESULTADOS: Após oito dias de desenvolvimento BBF, foram atingidos 6,14 log10 UFC/cm2 de E. faecalis e 7,71 log10 UFC/cm2 de P. aeruginosa. Nenhum dos detergentes e desinfetantes conseguiu remover os biofilmes tradicional e buildup ou reduzir o nível de bactérias. A combinação de detergentes e desinfetantes testada em BBF proporcionou uma redução de 3 a 5 log10 em bactérias viáveis, mas nenhuma combinação pôde proporcionar a redução esperada de log10. Apenas Prolystica enzimática e Endozime removeram ambos E. faecalis (3,90 log10 unidades formadoras de colônias por mililitros (UFC/mL) e P. aeruginosa (3,96 log10 UFC/mL) em bactérias em suspensão. Nenhum dos detergentes testados removeu > 1 log10 UFC/cm2 das bactérias dentro do biofilme tradicional. Nenhuma combinação de detergente e desinfetante de alto nível reduziu o nível de ambos E. faecalis e P. aeruginosa do interior de biofilme tradicional (3 a 5 log10 UFC/cm2). Embora a combinação de Endozime e Glutaraldeído reduziu 6 log10, não eliminou ambas as bactérias no biofilme tradicional. CONCLUSÃO: Os dados indicam que, se TBF e BBF acumularem nos canais de EGF durante ciclos repetidos de processamento, nem os detergentes nem os desinfetantes de alto nível irão fornecer o nível esperado de sua remoção ou destruição bacteriana. Pesquisas futuras, utilizando o modelo buildup, podem ajudar a desenvolver novos métodos de limpeza e desinfecção que consigam evitar ou eliminar a BBF dentro dos canais do endoscópio.
Abstract: INTRODUCTION: Flexible Gastrointestinal Endoscopes (FGE) are used for diagnostic and therapeutic procedures, classified as semicritical health products (HP), requiring High-Level Disinfection (HLD) processing among users. The FGE designs are complex, making it difficult to process and favor the occurrence of faults that contribute to the accumulation of organic matter on the surface of the internal channels of the endoscopes, contributing to the formation of the biofilm. OBJECTIVE: To develop a Biofilm Buildup (BBF) accumulation model, based on repeated exposure of test soil containing Entercoccus faecalis and Pseudomonas aeruginosa by means of repeated cycles of fixation and to evaluate the ability of detergents and disinfectants to destroy and remove bacteria in the Traditional Biofilm (TBF) and Buildup. MATERIALS AND METHODS: TBF was developed in MBEC ™ peg, without hydroxyapatite, and BBF, with hydroxyapatite, over a period of eight days. For the development of both biofilms, E. faecalis and P. aeruginosa, containing 8 log10, colony forming units per cubic centimeters (CFU/cm2) were used. Prolystica Enzymatic (D1), Prolystica Neutral (D2), Neodisher (D3) and Endozime (D4) were tested alone and in combination with Glutaraldehyde (GLUT), Orthophthaldehyde (OPA) and Hydrogen Peroxide Accelerator (APH) to determine if both biofilms could be removed. The removal of the traditional biofilm and buidulp, using viable bacteria count, quantification of protein and carbohydrates and by means of scanning electron microscopy (SEM) was evaluated. RESULTS: After eight days of BBF development, 6.14 log10 CFU/cm2 of E. faecalis and 7.71 log10 CFU/cm2 of P. aeruginosa were reached. None of the detergents and disinfectants have been able to remove the traditional biofilms and buildup or reduce the level of bacteria. The combination of detergents and disinfectants tested in BBF provided a reduction of 3 to 5 log10 in viable bacteria, but no combination could provide the expected reduction of l log10. Only enzyme Prolystica and Endozime removed both E. faecalis (3.90 log10 colony forming units per milliliter (CFU/mL)) and P. aeruginosa (3.96 log10 CFU/mL) in suspension bacteria. None of the detergents tested removed > 1 log10 CFU/cm2 from the bacteria within the traditional biofilm. No combination of high-level disinfectant and detergent reduced the level of both E. faecalis and P. aeruginosa from the traditional biofilm interior (3 to 5 log10 CFU/cm2). Although the combination of Endozyme and Glutaraldehyde reduced 6 log10, it did not eliminate both bacteria in the traditional biofilm. CONCLUSION: Data indicate that if TBF and BBF accumulate in the EGF channels during repeated processing cycles, neither detergents nor high level disinfectants will provide the expected level of bacterial removal or destruction. Future research using the buildup model can help develop new cleaning and disinfection methods that can prevent or eliminate the BBF within the endoscope channels.
Palavras-chave: Endoscópios gastrointestinais
Biofilmes e desinfecção
Gastrointestinal endoscopes
Biofilms and disinfection
Área(s) do CNPq: SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Enfermagem (FEN)
Citação: LUCIANO, C. C. Ação de detergentes e desinfetantes em biofilme tradicional e buildup no modelo MBEC. 2016. 166 f. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7057
Data de defesa: 20-Dez-2016
Aparece nas coleções:Doutorado em Enfermagem (FEN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Cristiana da Costa Luciano - 2016 - parte 1.pdf9,28 MBAdobe PDFBaixar/Abrir
Tese - Cristiana da Costa Luciano - 2016 - parte 2.pdf14,44 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons