Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7084
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ações afirmativas na UFG: Psicologia para mudança e fortalecimento de minorias sociais
Título(s) alternativo(s): Affirmative actions at UFG: Psychology for change and empowerment of social minorities
Autor: Palla, Amanda Cristina Fonseca
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/0823629207561454
Primeiro orientador: Hur, Domenico Uhng
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9021644568209077
Primeiro membro da banca: Hur, Domenico Uhng
Segundo membro da banca: Lacerda Junior, Fernando
Terceiro membro da banca: Castanho, Pablo de Carvalho Godoy
Resumo: O ensino superior, no Brasil, passou por um processo de modificação ao longo da última década. Isso se dá, principalmente, pela intensificação do programa de ações afirmativas, o qual traz consigo iniciativas para a democratização do acesso e permanência ao ensino superior. O quadro de estudantes da universidade pública brasileira passou, então, por uma transformação e, atualmente, 50% das vagas são destinadas aos alunos cotistas, dentre eles estudantes de baixa renda, negros, indígenas e quilombolas. Este novo cenário gera questionamentos acerca de como é feita a manutenção do estudante e a vivência em um espaço que ainda reproduz os preconceitos e opressões da sociedade. Nesse sentido, propomos uma pesquisa de caráter empírico que investigue a problemática das ações afirmativas na Universidade Federal de Goiás e como a Psicologia pode auxiliar na permanência do estudante que integra as minorias sociais. Para tanto, utilizamos a teoria e técnica de Pichon-Rivière com destaque para o dispositivo do grupo operativo como intervenção neste trabalho, o qual pretende, como objetivo geral, analisar o discurso dos estudantes que participaram da ação a fim de averiguar se o dispositivo de grupo operativo auxilia no processo de fortalecimento dos discentes. A análise dos grupos possibilitou a construção de categorias que nos revelam as dificuldades que influenciam na não-permanência dos estudantes, além de apresentar o caráter construtivo do grupo para a tomada de consciência e fortalecimento. Ao fim, constatamos a importância de pensar uma assistência estudantil que vá além do auxílio material e acolha o estudante com suas demandas psicossociais. A necessidade de se repensar uma psicologia, portanto, com estudos e intervenções que auxiliem na mudança da realidade desses estudantes.
Abstract: The higher education in Brazil has been gone through a process of modification throughout the last decade. It is mainly because of the intensification of affirmative action’s programs, which brings with itself initiatives for the democratization of the higher education access and permanence. There was a transformation on Brazilian public universities picture of students and currently 50% of the vacancies are intended for quota holders’ students, including low income, black, indigenous and quilombolas students. This new scenario generates questions about how the permanence and experience of these students will give itself in an environment where prejudices and society’s oppression are still reproduced. On this matter, we propose a research of empirical character, which investigates affirmative actions’ problems in Federal University of Goiás, and how can psychology help on the permanence of these social minorities’ students. Therefore, Pichon-Rivière’s theory and technique were used, highlighting the operative group device as intervention in this work, which has as general goal analyze the speech of those students who participated of the intervention to investigate if the operative group’s device assists on the process of empowerment of students. Those groups’ analysis made it possible to develop categories that reveal difficulties that influence the non-permanence of students as well as the group’s constructive character for the awareness and fortification. Finally, we verified the importance of thinking in students’ assistance that goes beyond financial aid and welcomes students with their psychosocial demands. Therefore, there is a need to rethink a psychology with studies and intervention that helps with the change on student’s realities.
Palavras-chave: Ações afirmativas
Psicologia social
Intervenção psicossocial
Minorias sociais
Grupo operativo
Affirmative actions
Social psychology
Psychosocial intervention
Social minorities
Operative group
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Educação - FE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia (FE)
Citação: PALLA, A. C. F. Ações afirmativas na UFG: Psicologia para mudança e fortalecimento de minorias sociais. 2017. 159 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7084
Data de defesa: 2-Mar-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicologia (FE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Amanda Cristina Fonseca Palla - 2017.pdf2,73 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons