Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7557
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da qualidade da assistência de enfermagem em salas públicas de vacinação de Goiânia
Título(s) alternativo(s): Assessment of the nursing care quality in public vaccination rooms in Goiânia
Autor: Mochizuki, Ludmila Bastos
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/2099738934322773
Primeiro orientador: Silva, Ana Elisa Bauer de Camargo
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8388407861788466
Primeiro membro da banca: Pessoni, Grécia Carolina
Segundo membro da banca: Junqueira, Ana Luiza Neto
Terceiro membro da banca: Minamisava, Ruth
Quarto membro da banca: Dewulf, Nathalie de Lourdes Souza
Resumo: INTRODUÇÃO: O monitoramento da qualidade da assistência de salas de vacinas é essencial para minimizar a ocorrência de evento adverso pós-vacinação, do tipo erro de imunização, garantindo a manutenção da confiança e adesão aos programas de imunização. OBJETIVO: Avaliar a qualidade da assistência de enfermagem no processo de vacinação. METODOLOGIA: Estudo analítico realizado em 10 salas de vacinação de um Distrito Sanitário do município de Goiânia. A coleta de dados ocorreu de julho a outubro de 2016, com utilização das técnicas de observação e entrevista. Participaram do estudo 28 profissionais de enfermagem, realizando atendimento a 450 usuários no preparo e administração de 736 doses de vacinas. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Goiás. RESULTADOS: O estudo possibilitou a observação da assistência de enfermagem durante o atendimento de 450 usuários e o preparo e administração de 736 doses de vacinas. A mediana de idade dos profissionais foi de 52,5 anos. A predominância em relação ao sexo foi o feminino (92,8%). As medianas de tempo de formação profissional e atuação na sala de vacinas foram de 24,5 e 8 anos. Com respeito ao treinamento de vacinação, 89,3% revelaram ter realizado no último ano. Na avaliação da qualidade da assistência de enfermagem, o escore médio na etapa da triagem e registro de vacinação foi de 54,7%, sugerindo assistência sofrível, e na etapa do preparo e administração de vacinas, o escore médio foi de 77,9%, sugerindo qualidade da assistência limítrofe. A assistência de enfermagem prestada nos Centros de Saúde apresentou escores mais elevados de qualidade que nos CAIS (60,2% versus 49,6%; p < 0,001). Foram identificados 318 incidentes/erros de imunização ocorridos nas salas de vacinação, sendo 166 na triagem e registro e 152 no preparo e administração de vacinas. Nas etapas de triagem e registro os mais frequentes foram: ausência de registro da vacina administrada no Sistema de Informação (47,6%) e ausência de indicação de vacinas específicas para a faixa etária (44,6%). Já nas etapas de preparo e administração de vacinas foram: administração da vacina na topografia errada 74 (48,7%) e administração da vacina com a agulha inadequada 69 (45,4%). Observou-se alta frequência de não adesão à higienização das mãos antes e/ou após administração de vacinas em 691 (93,9%) doses. Em análise bivariada, procedimentos com incidentes/erros de imunização tiveram escores de qualidade menores do que aqueles sem incidente (77,3% versus 87,4%; p < 0,001). As vacinas que apresentaram correlação significativa positiva entre a qualidade da assistência e a sua administração foram a Pentavalente, Hepatite A, Pneumo 10, Meningo C, Tetra Viral, dTpa e Hepatite B. Observou-se correlação significativa negativa entre qualidade de assistência e administração da BCG, febre amarela e dT. CONCLUSÃO: O estudo permitiu identificar pontos vulneráveis que interferem na qualidade e segurança do processo de vacinação, apontando a necessidade de implementação de medidas que visem ao aumento das práticas seguras e melhorias da assistência de enfermagem no âmbito da atenção primária em saúde.
Abstract: INTRODUCTION: Monitoring the quality of care in vaccination rooms is essential to minimize the occurrence of post-vaccination adverse events, such as immunization error, ensuring the maintenance of confidence and adherence to immunization programs. OBJECTIVE: To evaluate the quality of nursing care in the vaccination process. METHODOLOGY: Crosssectional study in 10 vaccination rooms of a Sanitary District in the city of Goiânia. Data collection took place from July to October of 2016, using observation and interview techniques. 28 nursing professionals participated in the study, performing health care to 450 users with the preparation and administration of 736 doses of vaccines. The research was approved by the Research Ethics Committee of the Federal University of Goiás. RESULTS: The study made possible the observation of nursing care during the care of 450 users and the preparation and administration of 736 doses of vaccines. The median age of the professionals was 52.5 years. The predominant gender was female (92.8%). The medians of professional training time and performance in the vaccination ward were 24.5 and 8 years, respectively. Regarding vaccination training, 89.3% reported having gone through it in the past year. In the evaluation of the quality of nursing care, the medium score at the screening and registration stage was 54.7%, suggesting tolerable care. At the stage of preparation and administration of vaccines, the medium score was 77.9%, suggesting borderline quality of care. The nursing care provided at the Health Centers presented higher quality scores than at the Centers of Integral Health Care (60.2% versus 49.6%, p <0.001). The most frequent incidents/ immunization errors in the screening and registration stage were: lack of indication of specific vaccines for the age group (44.6%) and lack of registration of the administered vaccine in the Information System (40.3%). Regarding the incidents/ immunization errors in the preparation and administration of vaccines, the absence of hand hygiene before and / or after administration of the vaccine (93.9%), administration of the vaccine in the wrong topography (48,7%) and administration of the vaccine with inadequate needle (45,4%) were identified. In bivariate analysis, procedures with incident had lower quality scores than those without incident (77,3% versus 87,4%, p < 0,001). A total of 318 immunization incidents / errors occurred in the vaccination rooms, 166 in the screening and recording and 152 in the preparation and administration of vaccines. In the screening and registration stages, the most frequent were: absence of registration of the vaccine administered in the Information System (47.6%) and absence of indication of specific vaccines for the age group (44.6%). In the preparation and administration stages of vaccines, administration of the vaccine in the wrong topography 74 (48.7%) and administration of the vaccine with the inadequate needle 69 (45.4%). There was a high frequency of non-adherence to hand hygiene before and / or after administration of vaccines in 691 (93.9%) doses.The vaccines that showed a significant positive correlation between quality of care and administration were Pentavalente, Hepatite A, Pneumo 10, Meningo C, Tetra Viral, dTpa e Hepatite B. There was a significant negative correlation between quality of care and administration of BCG, Yellow Fever and dT. Using bivariate analysis, procedures with incidents/ immunization errors had lower quality scores than those without incidents (77.3% versus 87.4%, p <0.001). The vaccines that showed a significant positive correlation between quality of care and administration were Pentavalent, Hepatitis A, Pneumo 10, Meningo C, Viral Tetra, DTP, dTpa and Hepatitis B. There was a significant negative correlation between quality of care and administration Of BCG, yellow fever and dT. CONCLUSION: This study allowed the identification of vulnerabilities that interfere with the quality and safety of the vaccination process, indicating the need to implement measures aimed at increasing safe practices and improving nursing care in primary health care.
Palavras-chave: Qualidade da assistência à saúde
Segurança do paciente
Erros de medicação
Vacina
Cuidados de enfermagem
Quality of health care
Patient safety
Medication errors
Vaccine
Nursing care
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Enfermagem (FEN)
Citação: MOCHIZUKI, L. B. Avaliação da qualidade da assistência de enfermagem em salas públicas de vacinação de Goiânia. 2017. 103 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7557
Data de defesa: 26-Mai-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem (FEN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Ludmila Bastos Mochizuki - 2017.pdf1,08 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons