Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7695
Tipo do documento: Dissertação
Título: (Re)significações das tranças e outros penteados em Angola: as moças das tranças na “Praça Nova” da cidade do Lubango
Título(s) alternativo(s): (Re)significations of braids and other hairstyles in Angola: the braid women at "Praça Nova" in Lubango city
Autor: Songa , Eufrásia Nahako
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1618046088480358
Primeiro orientador: Ratts, Alecsandro José Prudêncio
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0348844638764982
Primeiro membro da banca: Ratts, Alecsandro José Prudêncio
Segundo membro da banca: Souza , Maria Luiza Rodrigues
Terceiro membro da banca: Gomes , Nilma Lino
Resumo: Esta experiência etnográfica apresenta as tranças e outros penteados feitas(os) em cabelos femininos, mais do que uma questão de pilosidade, como sendo uma construção social e como referências identitárias de indivíduos ou grupos étnicos. O objetivo geral é compreender os padrões identitários e estéticos da corporeidade feminina e seus significados na construção das identidades contemporâneas no sul de Angola. A principal hipótese é que tanto as tranças quanto outros penteados, feitos nos salões de beleza localizados em praças como em outros lugares, contribuem para a ressignificação do corpo feminino como objeto de identidade e estética, dando “positividade” às características corporais e sociais das mulheres negras do sul de Angola e de seus grupos de identificação. A experiência etnográfica foi feita com as moças das tranças que trabalham na “Praça Nova”, um dos mercados da cidade do Lubango. O trabalho de campo foi realizado na província da Huíla, nas cidades do Lubango e da Chibia. Considerado uma das instituições fundamentais no país, a praça é aqui apresentada enquanto lugar não apenas de compra e venda de produtos e dos serviços dos sujeitos, isto é, trocas econômicas, mas também de socialização e permanência e de trocas sociais para as interlocutoras e outros agentes que a frequentam. É evidenciada a presença do gênero feminino, suas relações no lugar, com o lugar e com outros agentes que frequentam o lugar. A relação das moças das tranças, e de outros agentes no local, com a praça reproduz, em parte, o sistema social existente. As práticas corporais e as inter-relações entre as moças das tranças e suas clientes, as técnicas de corpo, modalidades de trançado, estilos de tranças e muito mais, ali se observam, muitas vezes, lado a lado. Por meio do método etnográfico, foi elaborado o Diário de Campo, registro fotográfico, além de entrevistas e levantamento bibliográfico. Conclui-se, a partir do contato com as interlocutoras e da experiência da pesquisadora, que os cabelos crespos, as tranças e outros penteados são ressignificados em relação a construções locais, regionais, nacionais e globais e a distintas temporalidades coloniais e pós-coloniais, no caso em foco.
Abstract: This ethnographic experience presents the braids and other hairstyles made in women’s hair, more than a hairiness matter, as a social arrangement and as identity references of individuals or ethnic groups. The general purpose is to understand the identity and aesthetic patterns of female’s corporeity and its meanings toward the establishment of contemporary identities in the south of Angola. The main hypothesis is that, either for braids or other hairstyles, made within the hairdressing houses located in the informal markets and other places, contribute for the ressignification/definition of the woman body as an identity and aesthetic object, providing “positivity” to the physical and social characteristics of black women from the south of Angola and their identity groups. The ethnographic experience was carried out with the braid women who work at “Praça Nova”, one of the informal markets from Lubango city. The field survey was carried out in Huíla province, in Lubango and Chibia cities. Well-known as one of the vital institutions in Angola, the informal market is here presented as a place used not only for shopping and product sales or as the subjects service attendance area, i.e. economic exchanges, but also a place for socialization, their permanence and other social exchanges for the interlocutors and those who attend the market. It is evidenced the presence of women, their relationships in the market with the place and other entities that attend the place. The braid women relationships and other individuals, at the place, replicate to certain extent the existing social system. The bodily practices and the interrelationships between the braid women and their customers, the body techniques, the sorts of braids, the braid styles and many other issues are here observed, often side by side. Through the ethnographic method, it was designed the Field Diary, photographic registry, besides the interviews and bibliographic survey. It is concluded from the interaction with the participants and from the researcher experience that, the frizzy hairs, the braids and other hairstyles are redefined based on local, regional, national and global standards and from distinct colonial and post-colonial periods in this specific matter.
Palavras-chave: Cabelo
Mercado
Corpo
Identidade cultural
Angola
Hair
Market
Body
Cultural identity
Angola
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (FCS)
Citação: SONGA, Eufrásia Nahako. (Re)significações das tranças e outros penteados em Angola: as moças das tranças na “Praça Nova” da cidade do Lubango. 2017. 146 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7695
Data de defesa: 8-Mai-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Antropologia Social (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Eufrásia Nahako Songa - 2017.pdf5,5 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons