Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7993
Tipo do documento: Dissertação
Título: Pichadores de rua, territorialidades urbanas em conflito: territórios (in)visíveis de Goiânia
Título(s) alternativo(s): Street taggers, urban territoriality in conflict: visible and invisible territories of Goiânia
Autor: Masson, José Renato
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9479203369587086
Primeiro orientador: Almeida, Maria Geralda de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4465452999284335
Primeiro membro da banca: Almeida, Maria Geralda de
Segundo membro da banca: Ribeiro, Miguel Ângelo
Terceiro membro da banca: Cavalcanti, Lana de Souza
Resumo: Os pichadores introduzem na paisagem urbana, principalmente das médias e grandes cidades, suas pichações ansiando demarcar territórios, agredir a paisagem urbana e provocar grupos rivais. As pichações não podem ser entendidas, apenas, como atos de vandalismo, elas procuram fazer presentes no cotidiano da cidade, (re)presentando e (re)ssignificando a paisagem. Movimento surgido nos guetos urbanos do Bronx nos EUA disseminou pelo mundo. Em Goiânia existem diversas “galeras” que podem ser categorizadas em dois tipos. No primeiro, membros de torcidas organizadas de futebol rivais que disputam o espaço da metrópole para fazer apologia a sua agremiação e denegrir o rival , a TEV (Torcida Esquadrão Vilanovense) e FJG (Força Jovem do Goiás). E os grupos de bairro, como MGC (Moleques Grafiteiros do Criméia), BF (Bairro Feliz), UPS (União dos Pichadores Skatistas), etc. Estes grupos demarcam o seu território frente aos adversários exercendo territorialidade sobre uma área. Ao mesmo tempo, constituem uma identidade própria que insubmetem e contrapoem-se aos ditames convencionais do urbano. A Geografia não pode abster-se da compreensão deste fenômeno que envolve diretamente categorias de análise geográfica, como território, territorialidades, identidade e urbano.
Abstract: The street pitchers, look for the introduction, especially in big and medium sized cities, of their pieces of graffiti, willing to demarcate territories, attack the urban scene and provoke the rival groups.The pitch can not be undestood as na act of vandalism: they mean to be present on the city’s routine, “re”presenting and signifying again the scenery. The Movement cropped up in Bronx’s urban ghettos, USA, spreaded out around the world, and in Goiânia, there are many “goups”, that can be categorized in 2 types. In the first one, members of groups of rooters, compete with each other around the metropolis signing the acronyms TEV (Torcida Esquadrão Vilanovense) and FJG (Força Jovem de Goiás). And the neighbourhood groups, like the MGC (Moleques Grafiteiros do Criméia), BF (Bairro Feliz), UPS (União dos Pichadores Skatistas), etc. This groups search for the demarcation and the consolidation of the territory facing off the opponent, exerting territoriality, over na especific area. At the same time, they constitute a self identify, with the intention to put down and to oppose to the conventional urban patterns. Geography must not abstein it self from the comprehension of this phenomenon, once this understanding straightly involves the categories of geographical analysis, such as territory, territoriality, identity and urban.
Palavras-chave: Pichação
Território
Teritorialidade
Identidade
Urbano
Pitch
Territory
Territorially
Identify
Urban
Área(s) do CNPq: GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA URBANA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: MASSON, José Renato. Pichadores de rua, territorialidades urbanas em conflito: territórios (in)visíveis de Goiânia. 2005. 107 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/7993
Data de defesa: 10-Jun-2005
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - José Renato Masson - 2005.pdf3,22 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons