Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8027
Tipo do documento: Dissertação
Título: (Auto)representações de professores de uma escola pública do ensino médio sobre a docência: os processos discursivos de objetivação/subjetivação e as possibilidades de resistência
Título(s) alternativo(s): (Auto)representation of public high school teachers about teaching: the discursive processes of objectification/subjectivation and the possibilities of resistance
Autor: Araújo, Maria Dolores Martins de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5747789790729955
Primeiro orientador: Lima, Lucielena Mendonça de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/5215089054455580
Primeiro membro da banca: Lima, Lucielena Mendonça de
Segundo membro da banca: Silva, Odália Bispo de Souza e
Terceiro membro da banca: Fernandes, Eliane Marquez da Fonseca
Quarto membro da banca: Oliveira, Hélvio Frank de
Quinto membro da banca: Preuss, Elena Ortiz
Resumo: Esta pesquisa se configura como um estudo de caso de cunho etnográfico (ANDRÉ, 2005; LÜDKE; ANDRÉ, 1986; MOURA FILHO, 2005; STAKE, 1994), inserindo-se no âmbito da pesquisa qualitativa interpretativista (DENZIN; LINCOLN, 2006; ESTEBAN, 2010; ROSA; ARNOLDI, 2006), e tem por objetivo contribuir para a compreensão do processo de representação dos professores da escola pública. Para tanto, tem-se como alicerce os construtos identidade e representação, na perspectiva pós-estruturalista dos Estudos Culturais apresentados por Hall (2009, 2011), Tadeu da Silva ([1999]/2001, 2001, 2009) eWoodward (2009). Nessa acepção, a representação é entendida como uma forma de atribuição de sentidos, produto dos discursos e sujeita às relações assimétricas de poder (FOUCAULT, 1995; TADEU DA SILVA, [1999]/2001), e a identidade seria, portanto, representacional (TADEU DA SILVA, 2009). Também tomamos as contribuições dadas por Foucault (1979, 1995, 1996, 2003a, 2003b, 2004a, 2004b, 2004c) referentes às noções de discurso, sujeito, relações de poder/saber/verdade, objetivação, subjetivação e resistência, bem como pautamo-nos nas considerações de Paniago (2005), Morgado (2015), Silva (2016) e Paraguassú (2017) sobre os processos discursivos de objetivação/subjetivação e as possibilidades de resistência do sujeito-professor. Além disso, consideram-se as elucidações das pesquisas nas áreas da Educação (ARROYO, 2000; TARDIF, 2000, 2014). A investigação envolveu dezesseis professores de uma escola da rede pública estadual de Ensino Médio de uma cidade do interior de Goiás. No processo de geração de dados foram utilizados os seguintes instrumentos: questionários (perfil e reflexivo), narrativa, entrevista e diário de campo da pesquisadora. Inicialmente, foi possível perceber que a identidade é representacional e está em contínua (trans)formação, de modo que a representação profissional envolve as histórias de vida de cada um dos professores, sua realidade social, o contexto em que vivem, suas condições financeiras, questões familiares e representações (objetivações) em torno da docência. Eles (re)constroem suas identidades mediante as relações com o contexto de trabalho, com os discursos recorrentes socialmente, com a política educacional nacional e a partir das relações com o outro (Seduce, direção, alunos, pais, colegas de trabalho) e as relações de poder integram todo esse processo. Desse modo, os sujeitos professores são um efeito do poder, um produto constituído a partir da produtiva relação poder-saber-verdade, mas também sujeitos que encontram micropráticas de resistência. Nossas análises evidenciam a produtividade do poder e a “luta perpétua e multiforme” entre poder/saber/resistência. Contudo, como o poder do professor é um micropoder, sua resistência, preponderantemente, está no negar as objetivações que lhe são impostas. Assim, esta pesquisa pode ser relevante por possibilitar condições para a reflexão sobre a profissão de professor da escola pública em Goiás na atual conjuntura político-social, abrindo espaço para que esses profissionais se (auto)representem.
Abstract: This research is configured as a case study with an ethnographic character (ANDRE, 2005; LÜDKE, ANDRE, 1986; MOURA FILHO, 2005; STAKE, 1994), within the scope of the qualitative interpretativist research (DENZIN; LINCOLN, 2006; ESTEBAN, 2010; ROSA, ARNOLDI, 2006) and aims to contribute to the understanding of the process of representation of public school teachers. In order to do so, it is based on the constructs ‘identity and representation’ in the post-structuralist perspective of Cultural Studies presented by Hall (2009, 2011), Tadeu da Silva ([1999]/2001, 2001, 2009) and Woodward (2009). In this sense, representation is understood as a form of attribution of meanings, product of discourses and subject to asymmetric relations of power (FOUCAULT, 1995; TADEU DA SILVA, 1999), and identity would therefore be representational (TADEU DA SILVA, 2009). We also take the contributions given by Foucault (1979, 1995, 1996, 2003a, 2003b, 2004a, 2004b, 2004c) concerning the notions of discourse, subject, relations of power /knowledge /truth, objectification, subjectivation and resistance as well as on Paniago’s (2005) Morgado’s (2015), Silva’s (2016) and Paraguassú’s (2017) contributions on the discursive processes of objectification/subjectivation and the possibilities of resistance of the subject-teacher. In addition, the elucidations of research in the areas of Education are considered (ARROYO, 2000; TARDIF, 2000, 2014). The research involved sixteen teachers from a state public high school of a town in the interior of Goiás. In the data generation process, the following instruments were used: questionnaires (profile and reflective), narrative, interview and the field diary of the researcher. Initially, it was possible to perceive that the identity is representational and is in continuous (trans) formation, so that the professional representation involves the life histories of each of the teachers, their social reality, the context in which they live, financial conditions, family issues and representations (objectifications) around teaching. They (re)construct their identities through relationships with the work context, with socially recurrent discourses, with a national educational policy, and from relationships with one another (Seduce, direction, students, parents, co-workers), and power relations integrate the whole process. Thus, the subject teachers are an effect of power, a product constituted from the productive power-knowledge-truth relationship, but also, subjects who find micro-practices of resistance. Our analyzes show the productivity of power and the “perpetual and multiform struggle” between power/ knowledge /resistance. However, since the power of the teacher is a micro-power, its resistance, predominantly, is in the sense of denying the objections imposed upon him/her. Thus, this research may be relevant because it allows conditions for reflection on the teaching profession of the public school in Goiás in the current political-social context, opening space for these professionals to (represent) themselves.
Palavras-chave: Representações
Identidade profissional
Objetivação/subjetivação
Resistência
Professores de escola pública
Contrato temporário
Representations
Professional identity
Objectification/subjectivation
Resistance
Public school teachers
Temporary contract
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: ARAÚJO, M. D. M. (Auto)representações de professores de uma escola pública do ensino médio sobre a docência: os processos discursivos de objetivação/subjetivação e as possibilidades de resistência. 2017. 151 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8027
Data de defesa: 16-Nov-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Maria Dolores Martins de Araújo - 2017.pdf2,22 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons