Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8097
Tipo do documento: Dissertação
Título: Haemophilus influenzae e Haemophilus haemolyticus isolados de crianças que frequentam creches no município de Goiânia-GO: prevalência, fatores de risco e caracterização molecular da resistência antimicrobiana
Título(s) alternativo(s): Haemophilus influenzae and Haemophilus haemolyticus isolates from children who attend day care centers in Goiânia-GO: prevalence, risk factors and molecular characterization of antimicrobial resistance
Autor: Almeida, Robmary Matias de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5140427153146218
Primeiro orientador: Cardoso, Juliana Lamaro
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0768752229180519
Primeiro membro da banca: Cardoso, Juliana Lamaro
Segundo membro da banca: Kipinis, André
Terceiro membro da banca: Moraes, Camile de
Resumo: Haemophilus influenzae (Hi) e Haemophilus haemolyticus (Hhae) são importantes microrganismos presentes na colonização nasofaríngea humana, com taxas que variam de acordo com a localidade, frequência de amostragem, fatores individuais e sociais. O Hi é um agente patológico causador de doenças como meningite, pneumonia, sepse e otite média que se apresenta sob as formas capsuladas com seis sorotipos a, b, c, d, e, f, e não capsuladas ounão tipáveis (HiNT). O Hhae é comensal nasofaríngeo e raramente causa doenças invasivas. O objetivo do estudo foi estimar a prevalência de Hi e Hhae em crianças menores de cinco anos de idade que frequentam creches públicas no município de Goiânia-GO, determinar os sorotipos circulantes, analisar os fatores de risco associados ao portador nasofaríngeo, bem como caracterizar a resistência antimicrobiana dos Hi. Foram analisados 1.188 swabs de nasofaringe de crianças saudáveis entre 36 e 59 meses de idade, no período de outubro a dezembro de 2010. As amostras foram submetidas à cultura bacteriana para o isolamento do Haemophilus spp. Para identificação da espécie foi utilizada a Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real (PCR-TR). A sorotipagem, assim como a detecção dos genes de resistência bla TEM-1 e bla ROB-1 , foi realizada através da Reação em Cadeia da Polimerase convencional. A detecção fenotípica para produção da β-lactamase foi executada pelo teste da cefalosporina cromogênica. A base de dados foi construída com o programa estatístico SPSS (Chicago, IL, USA) versão 18.0. Os fatores de risco, crianças com idade de 3 anos, baixa escolaridade da mãe e três ou mais crianças menores de 10 anos de idade convivendo no mesmo domicilio da criança recrutada no estudo, foram avaliados por regressão de Poisson multivariada. A prevalência de portador do Hi foi de 54,4% (646/1.188) sendo 0,9% (n=11) do sorotipo e, 0,9% (n=11) do sorotipo f, 0,2% (n=2) do sorotipo a, 0,08%(n=1) do sorotipo d, 0,0% (n=0) dos sorotipos b e c e 52,3% (621/1.188) de HiNT. A prevalência do Hhae foi de 1,2% (14/1.188). Entre os Hi encapsulados a prevalência do gene bla TEM-1 foi de 4,0% (1/25) e do gene bla ROB-1 foi de 4,0% (1/25). Em 20% (124/621) dos HiNT, a prevalência do gene bla TEM-1 foi de 13,7% (17/124) e do gene bla ROB-1 de 1,6% (2/124). A vigilância contínua do Haemophilus spp. como colonizador, se faz necessária para avaliar sua transmissão e disseminação na população onde há maior risco de incidência de doenças invasivas, controlar a re-emergência do Hib após a vacinação e continuar monitorando a resistência antimicrobiana.
Abstract: Haemophilus influenzae (Hi) and Haemophilus haemolyticus (Hhae) are important microorganisms present in human nasopharyngeal colonization, with rates varying according to locality, sampling frequency, individual and social factors. Hi is a pathological agent that causes diseases such as meningitis, pneumonia, sepsis and otitis media, which presents in encapsulated forms with six serotypes a, b, c, d, e, f, and uncapsulated or non-typeable (HiNT). Hhae is a nasopharyngeal comensal and rarely causes invasive diseases. The objective of this study was to estimate the prevalence of Hi and Hhae in children under five years of age attending public day care centers in the city of Goiânia-GO, to determine the circulating serotypes, to analyze the risk factors associated with the nasopharyngeal carrige, as well as to characterize the antimicrobial resistance of Hi. Were analyzed 1.188 nasopharynx swabs from healthy children between 36 and 59 months of age from October to December 2010. The samples were submitted to bacterial culture for the isolation of Haemophilus spp. For the identification of the species, the Real-Time Polymerase Chain Reaction (TR-PCR) was used. Serotyping, as well as detection of the bla TEM-1 and bla ROB-1 resistance genes, was performed through the conventional Polymerase Chain Reaction. Phenotypic detection for β-lactamase production was performed by the chromogenic cephalosporin test. The database was constructed with the statistical software SPSS (Chicago, IL, USA) version 18.0. Risk factors, children aged 3 years, low maternal schooling and three or more children under 10 years of age living in the same household of the child recruited in the study were evaluated by multivariate Poisson regression. The prevalence of Hi carriers was 54.4% (646 / 1.188), 0.9% (n = 11) of the serotype e, 0.9% (n = 11) of serotype f, 0.2% (n = 2) serotype a, 0.08% (n = 1) serotype d, 0.0% (n = 0) serotype b and c and 52.3% (621 / 1.188) of HiNT. The prevalence of Hhae was 1.2% (14 / 1.188). Among the encapsulated Hi, the prevalence of the bla TEM-1 gene was 4.0% (1/25) and the bla ROB-1 gene was 4.0% (1/25). Among the 20% (124/621) of HiNT analysed, the prevalence of the bla TEM-1 gene was 13,7% (17/124) and the prevalence of the bla TEM-1 gene was 1,6% (2/124). Continuous surveillance of Haemophilus spp. as a colonizer, is necessary to evaluate its transmission and dissemination in the population where there is a higher risk of invasive disease, to control Hib re-emergence after the vaccinacion and to continue to monitor antimicrobial resistance.
Palavras-chave: Haemophilus influenzae
Haemophilus haemolyticus
Haemophilus haemolyticus
Crianças
Resistência antimicrobiana
Haemophilus influenzae
Children
Portador nasofaríngeo
Nasopharyngeal carrier
Antimicrobial resistance
Área(s) do CNPq: BIOLOGIA E FISIOLOGIA DOS MICROORGANISMOS::BACTEROLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)
Citação: ALMEIDA, R. M. Haemophilus influenzae e Haemophilus haemolyticus isolados de crianças que frequentam creches no município de Goiânia-GO: prevalência, fatores de risco e caracterização molecular da resistência antimicrobiana. 2017. 79 f. Dissertação (Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8097
Data de defesa: 26-Jun-2017
Aparece nas coleções:Mestrado em Biologia da Relação Parasito-Hospedeiro (IPTSP)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Robmary Matias de Almeida - 2017.pdf3,47 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons