Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8155
Tipo do documento: Dissertação
Título: Espaço, memória e identidade em Dois irmãos, de Milton Hatoum
Título(s) alternativo(s): Space, memory and identity in Dois irmãos, by Milton Hatoum
Autor: Silva, Alex Bruno da
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5177889803531913
Primeiro orientador: Camargo, Flávio Pereira
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/5015485726957185
Primeiro membro da banca: Camargo, Flávio Pereira
Segundo membro da banca: Rocha, Rejane Cristina
Terceiro membro da banca: Ribeiro, Renata Rocha
Quarto membro da banca: Frota, Adolfo José de Souza
Quinto membro da banca: Santana, Jorge Alves
Resumo: Nesta pesquisa propomos uma análise do romance Dois irmãos, de Milton Hatoum, com o objetivo de verificar o entrelaçamento entre memória, espaço e identidade. Nesse romance, Hatoum consegue entrelaçar o espaço da casa e da cidade de Manaus com a necessidade do narrador de preencher os vazios da sua história, o que nos leva à hipótese de que a representação do espaço, no romance Dois irmãos, tem um papel preponderante na construção da memória subjetiva do narrador. Essa hipótese de pesquisa parte dos seguintes questionamentos: a) o que há de novo na temática da memória em Dois irmãos, que nos leva a refletir sobre as experiências do sujeito contemporâneo?; e b) de que maneira a representação do espaço afeta a subjetividade das personagens e nos permite pensar a respeito da identidade na sociedade contemporânea? Para responder esses questionamentos e refletir sobre a hipótese levantada, optamos por estruturar esse trabalho em dois capítulos, nos quais teoria e crítica aparecem associados à análise do texto ficcional de forma dialógica. O tratamento dado à memória, ao espaço e à identidade aparece imbricado na tessitura do romance Dois irmãos de forma que, ao falar sobre a memória do narrador e as construções das identidades das personagens, o aspecto espacial é indispensável para entender essa relação. Assim, no primeiro capítulo intitulado “Fios de histórias: tecendo as memórias em Dois irmãos, de Milton Hatoum”, iremos problematizar o modo como o tema da memória trata a relação entre lembrança e esquecimento, realidade e imaginação, e os aspectos individuais e coletivos, para pensar o resgate da memória em uma sociedade contemporânea. Para entender a memória, a partir de um evento traumático, embasaremos nossas reflexões e discussões nas proposições de Walter Benjamin (1985), Jeanne Marie Gagnebin (2009), Márcio Seligmann-Silva (2002/2003/2008), Michael Pollak (1989), Primo Levi (2004) e Maurice Halbwachs (2006), para, a partir deles, estabelecermos um diálogo com outros críticos e observarmos os sentidos da memória no romance de Hatoum. No segundo capítulo, intitulado “Espaços em ruínas: figurações do trânsito em Dois irmãos, de Milton Hatoum”, iremos analisar alguns aspectos da construção do espaço nas narrativas de Hatoum para pensar a relação entre o espaço e as personagens. O aporte teórico- crítico utilizado para analisar essa relação entre espaço e sujeito nos remete aos estudos de Osman Lins (1976), Michel de Certeau (2014), Oziris Borges Filho (2007), Luis Alberto Brandão (2013/2015), Doreen Massey (2015), entre outros. Neste capítulo também abordaremos, a partir de uma perspectiva dos Estudos Culturais, os sentidos do trânsito, do exílio e da errância, para levantar algumas questões que dizem respeito, especificamente, à condição do sujeito imigrante em constante deslocamento espacial. A representação da cidade e dos espaços de intimidade serão observados também como lugares de práticas sociais e subjetivas do sujeito de modo a evidenciar com esses espaços revelam experiências vividas que, na narrativa, são filtradas pelo olhar do narrador e (re)construídas por meio de sua memória.
Abstract: In this research we propose an analysis of the novel Dois irmãos, by Milton Hatoum, in order to verify the interweaving between memory, space and identity. In this novel, Hatoum manages to interweave the space of the house and the city of Manaus with the narrator's need to fill the voids of his story, which leads us to the hypothesis that the representation of space, in the novel Dois irmãos, plays a preponderant role in the construction of the narrator's subjective memory. This research hypothesis is based on the following questions: a) What is new in the theme of memory in Dois irmãos, which leads us to reflect on the experiences of the contemporary subject? and b) how does the representation of space affect the subjectivity of the characters and allows us to think about identity in contemporary society? To answer these questions and reflect on the hypothesis raised, we chose to structure this work into two chapters, in which theory and criticism are associated with the analysis of the fictional text in a dialogical way. The treatment given to memory, space and identity is imbricated in the context of the novel Dois irmãos so that when talking about the narrator's memory and the constructions of characters identities, the spatial aspect is indispensable to understand this relation. Thus, in the first chapter titled "Threads of Stories: Weaving Memories in Dois irmãos by Milton Hatoum," we will problematize how the theme of memory deals with the relation between memory and forgetfulness, reality and imagination, individual and collective aspects, to think about the rescue of memory in a contemporary society. To understand memory, from a traumatic event, we will base our reflections and discussions on the propositions of Walter Benjamin (1985), Jeanne Marie Gagnebin (2009), Márcio Seligmann-Silva (2002/2003/2008), Michael Pollak (1989), Primo Levi (2004) and Maurice Halbwachs (2006), to establish a dialogue with other critics and observe the meanings of memory in Hatoum's novel. In the second chapter, entitled "Spaces in Ruins: Traffic Pictures in Dois irmãos, by Milton Hatoum," we will look at some aspects of space construction in Hatoum's narratives to think about the relationship between space and characters. The theoretical-critical contribution used to analyze this relationship between space and subject refers us to the studies of Osman Lins (1976), Michel de Certeau (2014), Oziris Borges Filho (2007), Luis Alberto Brandão (2013/2015), Doreen Massey (2015), among others. In this chapter we will also examine, from a Cultural Studies perspective, the meanings of traffic, exile and wandering, to raise some questions that specifically concern the condition of the immigrant subject in constant spatial displacement. The representation of the city and the spaces of intimacy will also be observed as places of social and subjective practices of the subject to reveal with these spaces, they reveal lived experiences that, in the narrative, are filtered by the narrator's gaze and (re)constructed by means of your memory.
Palavras-chave: Narrativa brasileira contemporânea
Milton Hatoum
Memória
Trânsito
Identidade
Contemporary brazilian narrative
Memory
Transit
Identity
Área(s) do CNPq: LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: SILVA, Alex Bruno da. Espaço, memória e identidade em Dois irmãos, de Milton Hatoum. 2018. 128 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8155
Data de defesa: 6-Fev-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Alex Bruno da Silva - 2017.pdf1,05 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons