Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8244
Tipo do documento: Tese
Título: Trabalho, gênero e identidade no setor de confecção no município de Goiânia-Go: o polo da região da Rua 44
Título(s) alternativo(s): Work, gender and identity in the clothing sector in the municipality of Goiânia-GO: the pole of Rua 44
Autor: Silva, Selma Maria da
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5758523556200038
Primeiro orientador: Nunes, Jordão Horta
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0257540968113535
Primeiro membro da banca: Nunes, Jordão Horta
Segundo membro da banca: Oliveira, Roberto Veras de
Terceiro membro da banca: Vilasboas, Jaqueline Pereira de Oliveira
Quarto membro da banca: Tosta, Tânia Ludimila Dias
Quinto membro da banca: Santos, Cleito Pereira
Resumo: Esta tese tem como objetivo analisar a organização do trabalho e a identidade dos/as trabalhadores/as ocupados/as em estabelecimentos do Polo de confecção da região da Rua 44, em Goiânia-GO. O trabalho no Polo envolve a imbricação entre produção e comercialização. Diante de tal particularidade investigou-se as atividades e os processos laborais envolvidos no trabalho no Polo, questionando a organização, as relações e a configuração do trabalho, a posição de homens e mulheres na ocupação e a construção da identidade profissional. A metodologia que ampara a pesquisa consiste na triangulação de fontes e métodos, abrangendo a abordagem quantitativa de dados secundários (PNAD, Censo e RAIS) e dados primários (surveys nos estabelecimentos) e a abordagem qualitativa de dados primários (entrevistas semiestruturadas). A análise da organização do trabalho permitiu identificar que a maioria dos/as proprietários/as fabricam as mercadorias em suas facções localizadas em domicílio com a ajuda da família. Contudo, há uma nítida divisão sexual do trabalho no processo produtivo: as mulheres exercem as etapas mais simples e manuais; os homens exercem as atividades mais valorizadas e com algum recurso tecnológico. No comércio, as mulheres exercem a função de vendas; se proprietárias, exercem também a função de gestoras do estabelecimento. Os homens exercem predominantemente a função de gestores, a maioria contrata mulheres para a função de vendas. A qualificação, a escolaridade e a remuneração das mulheres são inferiores à dos homens. Sobre as condições de trabalho no Polo, o espaço laboral é pequeno e apertado, os/s trabalhadores/as não têm horário para as refeições nem intervalo para descanso. Independentemente da posição ocupada, as mulheres conciliam trabalho produtivo com trabalho reprodutivo. Assim, a jornada de trabalho para a maioria das mulheres é dupla, para as mulheres fabricantes é tripla. O uso de tecnologia é baixo nas duas atividades: produção e comercialização. Nas relações de trabalho, constatou-se que a metade dos/as trabalhadores/as apresenta vínculo de trabalho desprotegido, ou seja, informal; a maioria são mulheres. A informalidade abrange também a atividade econômica e os terceirizados. Quanto ao trabalho no Polo, foi possível constatar que este se configura em torno das novas formas de organização do trabalho, tendo na informalidade e na precarização suas principais características. Sobre a posição na ocupação, verificou-se que a maioria das mulheres ocupa os postos de execução, de menor qualificação e baixa remuneração. Embora homens e mulheres ocupem postos de comando do negócio, os homens são mais qualificados e melhor remunerados que as mulheres. Sobre o reconhecimento social, constatou-se que praticamente todos/as os/as trabalhadores/as atribuem um significado positivo ao trabalho, gostam do que fazem e estão satisfeitos, o que inclui os/as trabalhadores/as inseridos/as em formas precárias de trabalho. O reconhecimento positivo abrange também o modo como eles/as acham que o trabalho é percebido pela família, parentes e amigos. Assim, este estudo permite sustentar a seguinte tese: ainda que a organização do trabalho no Polo de confecção tenha sido atingida pelas transformações ocorridas no mundo do trabalho e se reconfigurado através de trabalho flexível e precário, este possibilita a construção de uma identidade positiva vinculada ao trabalho no setor.
Abstract: This thesis proposes to analyze the organization of work and the identity of the workers employed in establishments in the polo area of ​​Rua 44, in Goiânia, GO. Working at the Pole involves the imbrication between production and commercialization. In view of this particularity, the activities and labor processes involved in the work in the Pole were investigated, questioning the organization, relationships and configuration of work, the position of men and women in the occupation and the construction of professional identity. The methodology that supported the research consists of triangulation of sources and methods, covering the quantitative approach of secondary data (PNAD, Census and RAIS) and primary data (surveys conducted at the Pole) and the qualitative approach of primary data (semi-structured interviews). This analysis of the organization of the work allowed to identify that the majority of owners manufacture their goods in factions at home with the help of the family. However, there is a clearly sexual division of labor in the productive process: women carry out the simplest and most manual steps; the men perform the most valued activities and with some technological resource. In the business venue, women perform the sales function; if they are owners, they also perform the function of managers of the establishment. Men are predominantly managerial and most hire women for the sales function. Women's qualifications, schooling and remuneration are lower than men’s. As for the working conditions in the Pole, the work space is small and tight, the workers do not have schedule for meals or a rest break. Regardless of the position occupied, women combine productive work with reproductive work. Thus, the working hours for most women is double, for female manufacturers it is triple. The use of technology is low in the two activities: production and marketing. In labor relations, it was found that half of the workers have an unprotected, or informal, work link; the majority are women. Informality also encompasses economic activity and its outsourcers. About the work in the Pole, it was possible to verify that it is based around the new forms of organization of the work, having in the informality and the precariousness its main characteristics. Regarding the position in the occupation, it was verified that the majority of the women occupy the offices of execution, of less qualification and low remuneration. Although men and women occupy business command posts, men are more skilled and better paid than women. Concerning social recognition, it has been found that practically all workers give a positive meaning to work, they like what they do and are satisfied, which includes workers in precarious forms of work. Positive recognition also covers the way they think work is perceived by family, friends, and others. Thus, this study supports the following thesis: even though the organization of the work in the Pole of clothing making has been affected by changes in the world of work and has been reconfigured through flexible and precarious work, it allows the construction of a positive identity linked to the work in the sector.
Palavras-chave: Trabalho
Confecção
Gênero
Identidade
Brasil
Goiânia
Work
Confection
Genre
Identity
Brazil
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: SILVA, S. M. Trabalho, gênero e identidade no setor de confecção no município de Goiânia-Go: o polo da região da Rua 44. 2017. 265 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8244
Data de defesa: 20-Dez-2017
Aparece nas coleções:Doutorado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Selma Maria da Silva - 2017.pdf5,37 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons