Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8437
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fizeram-me corpo, fiz-me heterotopia: um estudo das heterotopias corporais dos personagens queers no cinema de Pedro Almodóvar
Título(s) alternativo(s): They made me body, I did heterotopia: a study of the body heterotopias of the queers characters in the cinema of Pedro Almodóvar
Autor: Oliveira, Mayllon Lyggon de Sousa
Currículo Lattes do Autor: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4407231U4
Primeiro orientador: Gomes, Suely Henrique de Aquino
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4781724P1
Primeiro coorientador: Costa, Deyvisson Pereira da
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4735659A
Primeiro membro da banca: Gomes, Suely Henrique de Aquino
Segundo membro da banca: Costa, Deyvisson Pereira da
Terceiro membro da banca: Borges, Rosana Maria Ribeiro
Quarto membro da banca: Santos, Adriana Rosa Cruz
Resumo: É na língua que as coisas adquirem significação. Nela, alguns verbos são impessoais e não possuem sujeito. Isso implica em não ter com quem concordar, como o verbo “fazer”. Todo verbo indica uma ação, um ato em constituição. É o caso desse trabalho: um processo de “feição”, um devir-outro, um devir-corpo. A materialização de um corpus sobre o qual se disserta acerca das relações do corpo com o mundo e com os outros. Essa constituição, será feita em quatro ações principais: fizeram, desfazendo, (re) fazendo e fiz. Tais ações indicam o rompimento da ordem, para estabelecer um estranhamento, inaugurar uma nova forma de ver e pensar o corpo. Essa dissertação objetiva pesquisar as práticas, os cuidados de si e as performatividades na constituição do corpo de personagens queers no cinema de Pedro Almodóvar. Para tanto se apropria dos conceitos de subjetivação, práticas e cuidados de si, performatividade, corpo, heterotopia e, metodologicamente, se vale de uma perspectiva desconstrucionista e de análise fílmica para perceber as performatividades e práticas de si dos personagens. Como recorte e objeto de análise selecionamos os personagens Tina e Pablo do filme A lei do desejo (1987) de Pedro Almodóvar. Tais personagens possuem sexualidades polimorfas, permitindo perceber como se dão os processos de constituição de si e mostram perspectivas de subversão da sexualidade. Seus corpos são plásticos, flexíveis, transgressores e indicam uma busca agonística na criação de uma verdade ético estética sobre si mesmos. Nesse estudo, interessa-nos discorrer sobre o corpo queer e como ele se constitui uma heterotopia, ou seja, as técnicas, os cuidados e as práticas de si pelas quais esse corpo subverte os espaços e determinações corporais previamente determinados, das relações de poder impostas através do dispositivo da sexualidade inaugurando contraespaços. É contra a tríplice saber-poder-sujeito que define o dispositivo da sexualidade que esses sujeitos se colocam. Isso porque o queer já é uma sobreposição das posições sociais, um deslocamento para a margem, são corpos fronteiriços e desviantes que não se contentam em atravessar as divisões binárias, mas vivem na fronteira. Definir o corpo queer como uma heterotopia é compreendê-lo pela subversão da ordem natural. É vê-lo na modificação dos espaços e posições dos discursos da sexualidade normatizadora. Estudá-lo sob essa configuração possibilita à Comunicação entendê-lo, imerso em uma cultura, a partir de rastros de um acontecimento. É nesse corpo que chora, que ri, que faz festa (que é festa) que são travadas relações de poder e é nelas que eles transitam, estabelecendo resistências, se fazendo, sendo e (sobre)vivendo.
Abstract: It is in language that things get a meaning. In it, some verbs are impersonal and have no subject. This implies not having someone to agree with, like the verb "to do”. All verb indicates an action, an act in constitution. This is the case of this study: a process of "feature", a becoming-another, a becoming-body. The materialization of one corpus, about which to tell about the body's relations with the world and with others. This constitution will be made in four main actions: did, undoing, (re) doing and did. Such actions indicate the disruption of order, to establish estrangement, to inaugurate a new way of seeing and thinking the body. This dissertation aims to investigate practices, self-care and performativity in the body constitution of queers characters in the cinema of Pedro Almodóvar. In order to do so, it appropriates the concepts of subjectivities, practices and care of himself, performativity, body, heterotopy and, methodologically, uses a deconstructionist perspective and filmic analysis to perceive the performativity and self-practices of the characters. As a clipping and object of analysis, we selected the characters Tina and Pablo from Pedro Almodóvar's Law of Desire (1987). Such characters have polymorphous sexualities, allowing us to perceive how the processes of self-constitution occur and show perspectives of sexuality subversion. Their bodies are plastic, flexible, transgressors and indicate an agonistic quest in creating an aesthetic ethical truth about themselves. In this study, we are interested in discussing the queer body and how it constitutes a heterotopy, that is, the techniques, the cares and the practices of the self by which this body subverts the previously determined spaces and determinations of the body of the relations of power imposed through the device of sexuality inaugurating counter space. It is against the triple knowledge-power-subject that defines the device of sexuality that these subjects put themselves. This is because the queer is already an overlapping of social positions, a displacement to the margin, are boundary and deviant bodies that are not content to cross the binary divisions but live on the border. To define the queer body as a heterotopy, is to understand it by subversion of the natural order. It is to see it in the modification of the spaces and positions of the discourses of normatizing sexuality. Studying it under this configuration enables the communication to understand it, immersed in a culture, from traces of an event. It is in this body that cries, that laughs, that makes party (that is a party) that are locked relations of power and is in them that they transit, establishing resistances, if doing, being and surviving.
Palavras-chave: Corpo
Queer
Heterotopia
Cinema
Pedro Almodóvar
Body
Heterotopy
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC)
Citação: OLIVEIRA, M. L. S. Fizeram-me corpo, fiz-me heterotopia: um estudo das heterotopias corporais dos personagens queers no cinema de Pedro Almodóvar. 2018. 133 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8437
Data de defesa: 16-Mar-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Comunicação (FIC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Mayllon Lyggon de Sousa Oliveira - 2018.pdf2,33 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons