Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8828
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estado da arte de pesquisas sobre letramento no Brasil: como são pesquisadas agências, eventos e práticas além da escola?
Título(s) alternativo(s): The condition of the search art about literacy in Brazil: how agencies, events and practices are searched over the school?
Autor: Gonçalves, Bruna Angélica
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3358301105209547
Primeiro orientador: Pinto, Joana Plaza
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8100370294969259
Primeiro membro da banca: Pinto, Joana Plaza
Segundo membro da banca: Oliveira, Hélvio Frank de
Terceiro membro da banca: Nascimento, André Marques do
Resumo: O tema letramento se constitui de extremas complexidade e divergências no que diz respeito às discussões a ele relacionadas. Mais do que apenas um fenômeno relacionado aos usos da escrita, ele se constitui como elemento principal das trajetórias dos indivíduos, revelando a riqueza significados que podem ser atribuídos aos mais diversos usos de linguagem. Assim, como tudo que é de natureza social, os letramentos são permeados acompanham a dinâmica das relações de poder, estando sujeitos a hierarquizações a depender de onde e por quem são produzidos e/ou analisados. Tendo tudo isso em vista e partindo de discussões até então suscitadas na literatura dos letramentos, esta pesquisa objetiva descrever o estado da arte atual dos estudos sobre letramentos desenvolvidas fora da agência escola; bem como comparar perspectivas desenvolvidas nestes estudos com propostas de letramento social e avaliar o impacto das abordagens de letramento social nos estudos descritos. Para tanto, o embasamento teórico se mantem no campo dos atuais estudos críticos sobre os letramentos a partir de perspectivas socioculturais, dentre eles (STREET, 2003, 2014; TERRA, 2013) em interlocução com os estudos decoloniais (SANTOS & MENESES, 2009; QUIJANO, 2009; MIGNOLO, 2003, 2014; NASCIMENTO, 2014) e estudos críticos à Modernidade (MAKONI & PENNYCOOK, 2007). O conceito de pesquisa bibliográfica serve como referência na medida em que foi feito o levantamento das referências já publicadas, a fim de conhecer, de forma geral, o que já se estudou sobre o assunto (FONSECA, 2002). O corpus da pesquisa, composto por 142 artigos publicados em português entre os anos de 1997 a 2016, foi gerado a partir de buscas no Scielo e Portal de Periódicos da Capes no mês de março de 2017 tomando como referência critérios préestabelecidos de acordo com os objetivos da pesquisa. As discussões sobre os letramentos se mostraram então menos ancoradas aos próprios campos nas quais são desenvolvidas, e muito mais vinculadas a discursos já cristalizados e hegemônicos. Como mostrado, o quadro teórico nessas duas últimas décadas não mudou muito, e novas discussões não estão sendo evidenciadas. Continua-se falando dos letramentos a partir de lugares geopoliticamente marcados enquanto espaços institucionais descritos por vozes hegemônicas. Sobre letramentos ainda há muito a ser discutido. Duas décadas de estudos no Brasil ainda não foram capazes de captar a complexidade que envolve tal assunto. Há de se construir nossas percepções a respeito dos usos de linguagem pelas pessoas, esquecendo concepções simplistas, partindo para a compreensão dos letramentos a partir realmente das trajetórias dos sujeitos pelos quais eles são produzidos.
Abstract: The literacy theme is constitute by extreme complexity and disagreement with regard to the discussions related to this theme. More than just a phenomenon related to the uses of writing, it constitutes as the main element of the trajectories of individuals, revealing the rich meanings that can be attributed to the most diverse uses of language. Thus, like all that is social in nature, literacies are permeated with the dynamics of power relations, being subject to hierarchies depending on where and by whom they are produced and / or analyzed. Bearing all this in mind and based on discussions so far raised in the literature of literacies, this research aims to describe the current state of the art studies of literacies developed outside the school agency; as well as compare perspectives developed in these studies with social literacy proposals and evaluate the impact of social literacy approaches in the studies described. To that end, the theoretical basis remains in the field of current critical studies on literacy from sociocultural perspectives, among them (STREET, 2003, 2014, TERRA, 2013) in interlocution with decolonial studies (SANTOS & MENESES, 2009; QUIJANO , MIGNOLO, 2003, 2014, NASCIMENTO, 2014) and critical studies of Modernity (MAKONI & PENNYCOOK, 2007). The concept of bibliographic research serves as a reference in that it has been made the survey of the references already published, in order to know, in a general way, what has already been studied on the subject (FONSECA, 2002). The corpus of the research, composed of 142 articles published in Portuguese between 1997 and 2016, was generated from searches in the Scielo and Capes’ Periodics Portal in the month of March 2017 taking as reference a pre-established criterion according to the objectives of the research. The discussions about the literacies were then less anchored to the very fields in which they are developed, and much more linked to already crystallized and hegemonic discourses. As shown, the theoretical framework in these last two decades has not changed much, and new discussions are not being highlighted. We continue to speak of literacies from geopolitically marked places as institutional spaces described by hegemonic voices. About literacies much remains to be discussed. Two decades of studies in Brazil have not been able to capture the complexity that surrounds this subject. We must construct our perceptions about the uses of language by people, forgetting simplistic conceptions, starting with the understanding of literacies, starting from the trajectories of the subjects by which they are produced.
Palavras-chave: Geopolítica do conhecimento
Decolonialidade
Agências de letramento
Eventos de letramento
Práticas de letramentos
Knowledge's Geopolitic
Decoloniality
Literacy agencies
Literacy events
Literacy practices
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Letras - FL (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística (FL)
Citação: Gonçalves, Bruna Angélica. Estado da arte de pesquisas sobre letramento no Brasil: como são pesquisadas agências, eventos e práticas além da escola? 2018. 139 f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8828
Data de defesa: 4-Jun-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Letras e Linguística (FL)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Bruna Angélica Gonçalves - 2018.pdf3,74 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons