Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8876
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cinema e cultura midiática: a pequena loja de suicídios - representações em torno do mal-estar na modernidade líquida
Título(s) alternativo(s): The suicide shop – representations about the disenchantment in liquid-modernity
Autor: Sarques, Brenno Alves Pereira
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/5667893588251476
Primeiro orientador: Santos, Goiamérico Felício Carneiro dos
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/4360025460772301
Primeiro membro da banca: Santos, Goiamérico Felício Carneiro dos
Segundo membro da banca: Gomes, Suely Henrique de Aquino
Terceiro membro da banca: Oliveira, Rodrigo Cássio
Resumo: O presente estudo visa analisar a associação existente entre o cinema de animação e o mal-estar na modernidade líquida, período histórico marcado por mudanças nas comunicações, nas relações interpessoais, na identidade de povos e nações, na integração global, na presença do capital internacional e sua interferência em questões locais e nacionais, com reflexos na individualidade do ser humano e no seu comportamento social. O cinema, como representação da realidade, não está alheio a esse fenômeno da modernidade. Assim, a partir da análise fílmica da obra A Pequena Loja de Suicídios, este estudo busca traçar quais elementos deste mal-estar estão presentes no filme e como o cinema de animação interpreta essas questões. A partir disso, será possível perceber qual a contribuição do cinema de animação para o debate acerca do mal-estar na modernidade líquida. O método empregado foi a análise fílmica, embasada por um levantamento teórico dos conceitos de mal-estar, modernidade líquida, identidade e cinema de animação. O resultado foi uma análise que apontou uma forte relação entre as abordagens de A Pequena Loja de Suicídios sobre o suicídio e o mal-estar na modernidade líquida, com os conceitos da sociologia sobre esses temas. O cinema de animação foi capaz de representar a cultura ocidental marcada pelo mal-estar na modernidade líquida a tal ponto de se colocar como um, cada vez mais, importante meio de comunicação e identificação entre a arte e a sociedade.
Abstract: This study seeks to analyse the association between the animation film and the malaise in the liquid modern society, an historical period formed by changes in communications, interpersonal relationships, people and nation identities, in global integration, in the presence of international capital and its interference in local and national issues, and its consequences on the human individuality and its social behavior. The cinema, as a representation of reality, is not oblivious to this phenomenon of modernity. So, from the film analysis of the movie The Suicide Shop, this research seeks to draw which elements of this malaise are evident in the movie and how the animation film plays these questions. From this point on, it will be possible to see what is the contribution this movie genre gives to the debate about the malaise in the liquid modern society. The emplyed methodology is the film analysis, supported by a deep theorical research on concepts of disenchantment, liquid modernity, identity and animation movies. The result of it was an analysis which revealed a storng relationship from The Suicide Shop approaches on suicide and the malaise in the liquid modern society to the sociological concepts of these issues. The animation cinema was able to represent the occidental culture hit by the disenchantment of the liquid modern society in such a strong way to set itself as a great communication and identification link between art and society.
Palavras-chave: Cinema
Mal-estar
Modernidade
Suicídio
Disenchantment
Modernity
Suicide
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Comunicação (FIC)
Citação: SARQUES, B. A. P. Cinema e cultura midiática: a pequena loja de suicídios - representações em torno do mal-estar na modernidade líquida. 2018. 157 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8876
Data de defesa: 30-Mai-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Comunicação (FIC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Brenno Alves Pereira Sarques - 2018.pdf6,66 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons