Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8884
Tipo do documento: Dissertação
Título: A formação docente em química para a inclusão escolar: a experimentação com alunos com deficiência visual
Título(s) alternativo(s): The teaching training in chemistry for school inclusion: the experimentation with students with visual impairment
Autor: França, Fernanda Araújo
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1559258289144443
Primeiro orientador: Benite, Claudio Roberto Machado
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9059906601238363
Primeiro membro da banca: Benite, Claudio Roberto Machado
Segundo membro da banca: Déa, Vanessa Helena Santana Dalla
Quarto membro da banca: Queiroz, José Rildo de Oliveira
Resumo: Esta dissertação objetivou estudar as contribuições da parceria colaborativa universidade/escola como proposta formativa de professores pela pesquisa para a inclusão escolar. A pesquisa ocorreu em um Centro de Apoio a pessoas com deficiência visual por meio do atendimento educacional especializado como espaço de reflexão teórica da prática docente em química para pessoas com deficiência em busca de pressupostos para a formação de professores numa perspectiva inclusiva. Participaram desta investigação um professor formador, uma professora de apoio, uma professora em formação continuada/ aluna de pós-graduação e cinco professores em formação inicial/ alunos do curso de graduação em química licenciatura da Universidade Federal de Goiás, além de alunos com deficiência visual, estudantes da educação básica. Refletindo sobre a relação existente entre pesquisa e a ação docente, esta investigação se configurou como uma pesquisa ação, dividida em três etapas: a 1a etapa consiste na atuação efetiva dos professores em formação inicial e continuada no cotidiano da instituição de ensino; 2a etapa, na reflexão teórica prática das propostas desenvolvidas e 3a etapa, em planejamento, ação e reflexão conjunta das atividades desenvolvidas na instituição pelos professores em formação. Analisando os dados empíricos no que tange às falas dos alunos e professores durante as aulas, as entrevistas dos representantes do CEBRAV e o progresso dos alunos com deficiência visual (DV) que participaram das aulas, nossos resultados apontam que a formação de professores a partir do desenvolvimento de pesquisas em parcerias colaborativas com instituições de ensino pode ser uma alternativa para a melhoria da qualidade do ensino inclusivo nas salas de aulas regulares. Direcionam ainda a possibilidade de ensinar química para DV através da experimentação, com isso assumimos a reflexão teórica da prática no atendimento educacional especializado (AEE) como alternativa para a construção de conhecimentos necessários à formação do professor para atuar no âmbito da formação docente.
Abstract: This dissertation objectified to study the contributions of the collaborative partnership university/school as a formative proposal of school inclusion professors. The research occurred in a Support Center to people with a visual impairment by means of Specialized Educational Assistance as a space for theoretical reflection of teaching practice in chemistry to people with a visual impairment in search of assumptions for teachers training in an inclusive perspective. Participating in this investigation was a professor trainer, a support teacher, a continuing education teacher / a postgraduate student and five teachers in initial training / undergraduates in graduate degree in chemistry in the Universidade Federal de Goiás (UFG), besides students with a visual impairment from Basic Education. Reflecting about the existing relationship between research and the teaching action, the research was set up as a research action, divided into three stages: the 1st stage consists of the effective performance of teachers in initial and continuing training in the daily life of the teaching institution; 2nd stage, in the theoretical reflection practical theoretical reflection of the proposals developed, and 3rd stage, in planning, action and joint reflection of the activities developed in the institution by the teachers in formation. Analyzing the empirical data regarding the speeches of the students and teachers during the classes, the interviews with CEBRAV’s representatives and the progress of the VI students who participated in the classes, our results point out that the teacher training from the development of research in partnerships collaborative learning institutions can be an alternative to improving the quality of inclusive education in regular classrooms. They also direct the possibility of teaching chemistry to people VI through experimentation, with this we assume the theoretical reflection of the practice in the Specialized Educational Assistance as an alternative for the construction of the necessary knowledge to the teacher training to act in the scope of teacher training.
Palavras-chave: Formação de professores
Parceria-colaborativa
Inclusão escolar
Teacher training
Collaborative-partnership
School inclusion
Área(s) do CNPq: EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Pró-Reitoria de Pós-graduação (PRPG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)
Citação: FRANÇA, F. A. A formação docente em química para a inclusão escolar: a experimentação com alunos com deficiência visual. 2018.117 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8884
Data de defesa: 15-Ago-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação em Ciências e Matemática (PRPG)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Fernanda Araújo França - 2018.pdf1,61 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons