Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8906
Tipo do documento: Dissertação
Título: Fatores associados ao abandono do acompanhamento clínico – laboratorial após acidente de trabalho com material biológico
Título(s) alternativo(s): Factors associated with the abandonment of clinical and laboratorial follow - up following an accident with biological material
Autor: Sardeiro, Tatiana Luciano
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9608843900760945
Primeiro orientador: Tipple, Anaclara Ferreira Veiga
Primeiro membro da banca: Tipple, Anaclara Ferreira Veiga
Segundo membro da banca: Canini, Silvia Rita Marin da Silvia
Terceiro membro da banca: Galdino Júnior, Hélio
Resumo: O acompanhamento clínico-laboratorial após acidente com material biológico deve ser realizado nas exposições ocupacionais com fonte positiva ou desconhecida. O objetivo deste estudo foi analisar a epidemiologia do abandono do acompanhamento clínico – laboratorial entre trabalhadores da área da saúde que sofreram exposição a material biológico. Estudo de coorte, desenvolvido a partir dos acidentes de trabalho registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) entre 2006 – 2016 no município de Goiânia - Goiás. Os dados foram analisados no Stata com estatística descritiva e analítica. Haviam 7.265 acidentes notificados no período do estudo. Desses foram avaliadas 2.104 exposições, nas quais a maioria dos trabalhadores era do sexo feminino, tinha ensino médio completo e pertencia a equipe de enfermagem, cujos acidentes ocorreram com maior frequência por lesão percutânea (72,6%), envolvendo agulhas com lúmen (56,1%), que foram utilizadas para administração de medicamentos ou punção de acesso vascular. Na maioria das exposições (60,1%) a pessoa fonte era conhecida e a conduta profilática mais recomendada foi a quimioprofilaxia contra o VIH. A taxa de abandono do acompanhamento clínico – laboratorial foi de 41,5%. Na análise multivariada verificou-se que as chances de interrupção do seguimento foram maiores entre os trabalhadores com idade igual ou maior a 40 anos, pertencentes às equipes de enfermagem, odontologia e do serviço de limpeza, que não estavam utilizando o avental no momento da exposição, sofreram lesão por outros objetos que não eram agulha com lúmen, trabalhavam com carteira assinada, não tiveram a emissão da comunicação de acidente de trabalho e recusaram a quimioprofilaxia contra o VIH. Constatou-se ainda que os acidentados expostos durante a realização de procedimentos na lavanderia ou na lavagem de material apresentaram menor chance de abandono. Frente a elevada taxa de abandono encontrada sugere-se a implementação de estratégias para garantir o seguimento e reduzir o risco para o trabalhador.
Abstract: Clinical-laboratory follow-up after an accident with biological material should be performed at occupational exposures with a positive or unknown source. The objective of this study was to analyze the epidemiology of occupational accidents with exposure to biological material among health workers who abandoned clinical-laboratory follow-up. Cohort study developed from work accidents registered in the SINAN (National Institute of Public Health) Information System between 2006 and 2016 in the city of Goiania - Goias. Data were analyzed in Stata with descriptive and analytical statistics. During the study period, 7,265 accidents were reported. Of these, 2,104 exposures were analyzed and the majority of the workers were females, with completed high school and belonged to the nursing team. The accidents occurred mostly due to percutaneous injury (72.6%), involving lumen needles (56.1%) which were used for drug administration or vascular access puncture. In most exposures (60.1%) the resource person was known and the most recommended prophylaxis was chemoprophylaxis against VIH. The dropout rate of clinical and laboratory follow-up was 41.5%. In the multivariate analysis, it was observed that the chances of interruption of follow-up were higher among workers aged 40 or over, belonging to the nursing, dentistry and cleaning staff, who were not using personal protective equipment (apron) at the time of exposure, were injured by other objects that were not a lumen needle, were working on the books, had not been issued with a work accident report and refused chemoprophylaxis against VIH. It was also observed that the injured persons exposed during procedures in the laundry or in the washing of material presented less chance of drop-out. It is concluded that the interruption of follow-up is a multifactorial event, influenced by the care offered after the exposure, the support of the employer and the convictions of the injured.
Palavras-chave: Perda de seguimento
Profilaxia pós-exposição
Trabalhadores da saúde
Acidente de trabalho
Loss of follow-up
Post-exposure prophylaxis
Health workers
Occupation accident
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Enfermagem - FEN (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Enfermagem (FEN)
Citação: SARDEIRO, T. L. Fatores associados ao abandono do acompanhamento clínico – laboratorial após acidente de trabalho com material biológico. 2018. 92 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8906
Data de defesa: 4-Jul-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em Enfermagem (FEN)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Tatiana Luciano Sardeiro - 2018.pdf2,17 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons