Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8932
Tipo do documento: Dissertação
Título: Americanismo e cinema hollywoodiano no filme A felicidade não se compra
Título(s) alternativo(s): Americanism and hollywood cinema on film It’s a wonderful life
Autor: Cardoso, Tatiana Cristina
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3346550660140566
Primeiro orientador: Maciel, David
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/3587511267893434
Primeiro membro da banca: Maciel, David
Segundo membro da banca: Vilela, Ana Lúcia Oliveira
Terceiro membro da banca: Gonçalves, Rodrigo Jurucê Mattos
Resumo: Esta pesquisa defende a ideia de que forças sociais determinaram ideologicamente a produção cinematográfica dos Estados Unidos da América (EUA), durante o surgimento do cinema até o período de sua consolidação, colaborando para a propagação do americanismo como modo de vida. A metodologia utilizada foi a análise fílmica de A Felicidade Não Se Compra (1946), para se observar que tipo de modo de vida norte- americana o cinema de estrutura narrativa clássica inseria em sua produção, com o intuito de difundir o american way of life, sem quebrar as regras de moral já estabelecidos pelos códigos de censura impostos na época e que até hoje, na contemporaneidade, vigoram. Foram discutidos ainda cultura, política e economia dos EUA nos anos 1930, 1940 e 1950, períodos selecionados pela sua relevância na fabricação de mitos e momentos decisivos na história norte-americana; americanismo como modo de vida; fordismo; e o cinema hollywoodiano, por ser o um dos meios de comunicação de massa pioneiros que colaborou com as formas de americanização não só dentro dos EUA, mas por todo o mundo.
Abstract: This research defends the idea that the social forces determined ideologically the cinematographic production of the United States of America, during the emergence of the cinema until the period of its consolidation, collaborating for the propagation of Americanism as a way of life. As a methodology, was used the film analysis of It’s a Wonderful Life (1946), to observe what kind of American way of life the cinema of classic narrative structure would be insert in its production, with the intention of spreading the american way of life without breaking the moral rules already established by the codes of censorship imposed at the time and that until now, in contemporary times, are in force. US culture, politics, and economics were discussed in the 1930s, 1940s and 1950s, periods selected for their relevance in the making of myths and turning points in American history; Americanism as a way of life; Fordism; and Hollywood cinema, for being the one of the pioneering mass media that collaborated with the forms of Americanization not only within the US but throughout the world.
Palavras-chave: Americanismo
Cinema hollywoodiano
Estados Unidos da América
Americanism
Hollywood Cinema
United States of America
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de História - FH (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em História (FH)
Citação: CARDOSO, Tatiana Cristina. Americanismo e cinema hollywoodiano no filme A felicidade não se compra. 2018. 340 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8932
Data de defesa: 6-Set-2018
Aparece nas coleções:Mestrado em História (FH)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Tatiana Cristina Cardoso - 2018.pdf2,19 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons