Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9269
Tipo do documento: Dissertação
Título: Literatura e sociedade nos escritos dos anos 1930 de Georg Lukács
Título(s) alternativo(s): Literature and society in Georg Lukacs' 1930s writings
Autor: Ferreira, Aline Cristina
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/9334739468756477
Primeiro orientador: Viana, Nildo Silva
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4721163D8
Primeiro membro da banca: Viana, Nildo Silva
Segundo membro da banca: Souza, Renato Dias de
Terceiro membro da banca: Golovaty, Ricardo Vidal
Resumo: A presente dissertação tem como tema literatura e sociedade nos escritos dos anos 1930 de Georg Lukács; autor húngaro considerado um dos principais expoentes marxistas da sociologia da literatura. Durante sua trajetória, este intelectual passou por diferentes influências: kantismo, hegelianismo, marxismo e bolchevismo. Por volta dos anos 1930, Lukács adere à chamada “teoria do reflexo” de Lênin e passa a aplicá-la na literatura, elemento que contribuirá para a constituição de sua definição de realismo literário. No entanto, apesar de haver um consenso quase absoluto em torno da ideia de que o pensamento de Lênin e a sua “teoria do reflexo” constituem um desenvolvimento do pensamento de Marx, há questionamentos sobre isso. Tal discussão foi levantada por intelectuais como Karl Korsch, Anton Pannekoek, e, mais recentemente, Nildo Viana, dentre outros. Tal questionamento decorre sobretudo por haver uma consideração de que o pensamento de Lênin é ideológico (isto é, constituído por uma ideologia – palavra que significa falsa consciência sistematizada na concepção de Marx e Engels) e não teórico (ou seja, uma expressão correta da realidade, como pontuou Korsch). Assim, o problema de pesquisa da presente dissertação foi o seguinte: qual o caráter da concepção de Lukács em seus escritos dos anos 1930 sobre literatura e sociedade? Sua contribuição para os estudos sobre literatura e sociedade constitui uma ideologia (falsa consciência sistematizada) ou uma teoria (expressão correta da realidade)? E qual seria essa teoria ou ideologia? Nesse sentido, nossos objetivos foram expor e analisar de modo crítico as bases intelectuais de Lukács, sua biografia e os seus textos sobre literatura da década de 1930. O referencial teórico utilizado baseou-se em uma discussão sobre saber complexo, em especial sobre a formação das ideias e, especificamente, das ideologias e da teoria. Para tanto, utilizamos, principalmente, os seguintes autores: Marx e Engels (sobretudo A ideologia alemã), Korsch, “jovem” Lukács (de História e consciência de classe) e Nildo Viana. Há, ainda, uma discussão sobre literatura e sociedade, situando o debate de autores influenciados pelo marxismo nessa questão. A metodologia utilizada consistiu em um levantamento de textos de Lukács, sobre literatura, da década de 1930, além do levantamento de obras que contribuíssem para o entendimento destes textos. Considerando esses elementos, chegamos ao resultado de que os escritos sobre literatura da década de 1930 de Lukács são ideológicos, pautando-se na ideologia de Lênin; mas, ao mesmo tempo, não desconsideramos as suas contribuições pontuais.
Abstract: The present dissertation addresses the issue about literature and society in the writings of the 1930s by Georg Lukács; a Hungarian author considered as one of the leading Marxist exponents of the sociology of literature. During his intellectual trajectory, this intellectual passed through different influences: Kantianism, Hegelianism, Marxism and Bolshevism. By the 1930s Lukács adhered to Lenin’s so-called “reflex theory” and began to apply it in literature, an element that would contribute to the constitution of his definition of literary realism. However, although there is almost absolute consensus around the idea that Lenin’s thought and his “reflex theory” are a development of Marx’s thought, there are questions about it. This discussion was raised by intellectuals such as Karl Korsch, Anton Pannekoek, and, more recently, Nildo Viana, and others. This questioning arises mainly because there is a consideration that Lenin’s thinking is ideological (constituted by an ideology – a word that means false consciousness systematized in the conception of Marx and Engels) and not a theoretical one (a correct expression of reality, as Korsch pointed out). Thus, the research problem of this dissertation was as follows: what is the character of Lukács’ conception in his writings of the 1930s on literature and society? Does his contribution to studies on literature and society constitute an ideology (false systematized consciousness) or a theory (correct expression of reality)? And what would this theory or ideology be? In this sense, our objectives were to expose and critically analyze Lukács’ intellectual bases, his biography and his texts on literature of the 1930s. The theoretical reference used was based on a discussion about complex knowledge, especially in the formation of ideas, and specifically ideologies and theory. To do so, we mainly use the following authors: Marx and Engels (especially The German Ideology), Korsch, “youth” Lukács (of History and class consciousness) and Nildo Viana. There is also a discussion about literature and society, situating the debate of authors influenced by Marxism in this question. The methodology used consisted in a survey of Lukács texts on literature from the 1930s, as well as the collection of works that contributed to the understanding of these texts. Considering these elements, we arrive at the result that Lukacs’ 1930 writings on literature are ideological, based on Lenin’s ideology; but at the same time we do not disregard their specific contributions.
Palavras-chave: Marxismo
Literatura e sociedade
Georg Lukács
Marxism
Literature and society
Georg Lukács
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais - FCS (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Sociologia (FCS)
Citação: FERREIRA, A. C. Literatura e sociedade nos escritos dos anos 1930 de Georg Lukács. 2019. 172 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9269
Data de defesa: 1-Fev-2019
Aparece nas coleções:Mestrado em Sociologia (FCS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Aline Cristina Ferreira - 2019.pdf2,55 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons