Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9588
Tipo do documento: Dissertação
Título: A construção do pensamento geográfico nos anos iniciais a partir do conceito de lugar
Título(s) alternativo(s): The construction of geographic thought from the concept of place
Autor: Godoi, Maria do Carmo
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/6598980940258483
Primeiro orientador: Olanda, Elson Rodrigues
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/0532009627733753
Primeiro membro da banca: Olanda, Elson Rodrigues
Segundo membro da banca: Gonçalves, Glauco Roberto
Terceiro membro da banca: Morais, Eliana Marta Barbosa de
Resumo: A representação cartográfica do lugar de vivência surge como possibilidade para que as crianças aprendam, desde os anos iniciais, a ler e a pensar o espaço geográfico como construção socioespacial historicamente construído. Sua pertinência advém do fato de alguns estudos direcionados aos anos iniciais apontarem algumas fragilidades acerca dos pressupostos teórico- metodológicos ligados ao ato de ensinar e aprender Geografia com criticidade, indispensáveis para a compreensão dos conflitos existentes no mundo em constante transformação. A linguagem cartográfica surge como proposta metodológica mediadora do processo de construção edesenvolvimento da espacialidade da criança por acreditarmos que, desde cedo, esta desenvolve noções espaciais que lhe propiciam o domínio de seu corpo e dos espaços externos a ela. Esse é um debate que nos interessa e sobre o qual nos debruçamos neste trabalho, pois acreditamos que, ao explorar os significados atribuídos ao espaço socialmente construído pelos seres humanos, num dado local, e relacioná-los com a totalidade, a criança possa compreender o mundo em sua complexidade. Desse modo, elegemos como principal foco analisar as contribuições e as possíveis limitações da representação cartográfica na construção do raciocínio socioespacial da criança desde os anos iniciais, de maneira a desenvolver habilidades cognitivas que contribuam para a construção do conceito geográfico de lugar. De modo específico, os objetivos são: identificar os processos didático-metodológicos para o estudo da representação cartográfica como linguagem que permita à criança desvendar e compreender a realidade do mundo; compreender a relevância do ensino de Geografia nos anos iniciais como instrumento de apropriação das competências e habilidades para leitura, representação e intervenção no espaço geográfico; estabelecer relações socioespaciais a partir das representações cartográficas para a leitura, a interpretação e a síntese das inter-relações espaciais que compõem o espaço geográfico. Neste sentido, o nosso questionamento foi: como construir o conceito de lugar no ensino de Geografia? Com intuito de responder esse questionamento relacionamos o tema representação cartográfica, assentado numa perspectiva crítica. O estudo de caso foi realizado por meio de observações, intervenções, reflexões e acompanhamento das aulas de dois professores do 3o ano do Ensino Fundamental I da rede pública estadual, que permitiram que fossem aplicados questionários semiestruturados aos alunos, a fim de que se pudessem traçar um diagnóstico das turmas pesquisadas. Como produto educacional, foi apresentado uma proposta de sequência didática para a construção do pensamento geográfico nos anos iniciais a partir do conceito de lugar.
Abstract: The cartographic representation of the experience of place comes up as a possibility for children to learn, since the early years, to read and think about geographic space as a historically constructed socio-spatial construction. Its pertinence comes from the fact that some studies directed to the initial years point out some frailties about the theoretical-methodological assumptions related to teaching and learning Geography with criticality, indispensable for the understanding of the conflicts in the world in constant transformation. The cartographic language emerges as a mediator proposed methodology of the construction process and development of the child's spatiality because we believe that, from an early age, develops spatial notions that allow it the mastery of its body and the outer spaces to it. This is a debate that interests us and which we focus on in this work, because we believe that by exploring the meanings attributed to space socially constructed by humans, at a given place, and relate them to the totality, the child can understand the world in its complexity. In this way, we chose as main focus to analyze the contributions and the possible limitations of the cartographic representation in the construction of the child's socio-spatial reasoning since the early years, in order to develop cognitive skills that contribute to the construction of the geographical concept of place. Specifically, the objectives are: to identify the didactic-methodological processes for the study of the cartographic representation as language that allows the child to unveil and understand the reality of the world; to understand the relevance of Geography teaching in the initial years as an instrument for the appropriation of skills and abilities for reading, representation and intervention in geographic space; to establish socio-spatial relationships representation cartographic drawings for the reading, interpretation and synthesis of the spatial interrelations that make up the geographic space. This study was characterized by the case study, in the research-action modality, with qualitative approaches based on the reading of the living space. As an educational product, we present a proposal of a didactic sequence for the mediated construction of the concept of place.
Palavras-chave: Pensamento geográfico
Ensino de Geografia
Lugar
Representação cartográfica
Anos iniciais
Geographic thought
Teaching geography
Place
Cartography representation
Early years
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação - CEPAE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Ensino na Educação Básica (CEPAE)
Citação: GODOI, M. C. A construção do pensamento geográfico nos anos iniciais a partir do conceito de lugar. 2019. 172 f. Dissertação (Mestrado em Ensino na Educação Básica) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9588
Data de defesa: 26-Mar-2019
Aparece nas coleções:Mestrado Profissional em Ensino na Educação Básica (CEPAE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Maria do Carmo Godoi - 2019.pdf3,9 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons