Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9643
Tipo do documento: Dissertação
Título: Trajetórias laborais e formativas dos educandos do Proeja
Título(s) alternativo(s): Work and training trajectories of Proeya students
Autor: Coelho, Heliane Braga
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/1854062983460950
Primeiro orientador: Rodrigues, Maria Emilia de Castro
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/2648444233565239
Primeiro membro da banca: Rodrigues, Maria Emilia de Castro
Segundo membro da banca: Machado, Maria Margarida
Terceiro membro da banca: Costa, Cláudia Borges
Resumo: Esta dissertação vincula-se na linha de pesquisa: Educação, Trabalho e Movimentos Sociais do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (FE/UFG) e teve como objetivo compreender as percepções acerca do processo de ensino e aprendizagem dos educandos egressos, concludentes e não permanentes do Curso Técnico em Panificação integrado ao Ensino Médio na modalidade Educação de Jovens e Adultos / Educação Profissional Tecnológica (Proeja) oferecido pelo Câmpus Inhumas do Instituto Federal de Goiás (IFG), no recorte temporal (2013-2017), e as possíveis contribuições nas suas trajetórias laborais e formativas. O percurso da investigação é baseado no estudo de caso numa perspectiva histórica (BOGDAN; BIKLEN, 1994) com base na revisão da literatura, na análise de documentos e questionários que recuperam a história da implantação do Proeja, e no estudo das memórias dos sujeitos pesquisados. Considerou-se a dupla dimensão das categorias: trabalho (ontológico x alienação), e da educação (emancipação x adaptação) à luz de uma bibliografia que discute as tensões e contradições entre capital x trabalho e educação x sociedade, com destaque para Marx e Engels (1984, 2001), Gramsci (1982, 1991), Nosella (2010), Castro (2011, 2016), Vitorette (2014), IFG (2013, 2016), IFG-Câmpus Inhumas (2014), Arroyo (2005, 2008, 2010, 2017), Machado (1994, 2000, 2009), Kuenzer (1994, 2000, 2014), Antunes (2000, 2009), Frigotto (2003, 2012a, 2012b), Silva (2010), Moura (2013), Machado e Rodrigues (2013), Dayrell (1996), Freire (1996, 2011, 2014), Visquetti (2018) e Wesz (2018). No decorrer da pesquisa documental e sistematização de entrevistas e questionários semiestruturados foi possível identificar alto índice de não permanência, a inexistência de uma política permanente de investimento estrutural no programa e de formação de professores. Embora os não permanentes relatem como razões de (não)permanência a não identificação com o curso iniciado, a dificuldade de aprendizagem em algumas disciplinas do núcleo comum, a pouca integração entre teoria e prática, a duração do curso, a inexistência da sala de acolhimento para menores, essa situação era agravada pela fragilidade da assistência estudantil, pelas tensões do dia-a-dia, pelo cansaço, pela sobrecarga de trabalho e pelos problemas familiares; em contraposição, os educandos egressos e concludentes relatam que, apesar de todos esses fatores que confluem para a não permanência, suas trajetórias ganharam novos sentidos quando puderam retomar e concluir seus estudos, na busca do Ser Mais.
Abstract: This dissertation is linked to the line of research: Education, Work and Social Movements of the Post-Graduation Program of the College of Education of the Federal University of Goiás (CE /FUG) and it had as aim to understand the perceptions about the process of learning and teaching of graduating students, concluding students and students who are not permanent of the Technical Course in Bakery integrated to High School in the modality Education of Young and Adults / Professional Technological Education (Proeya) offered by the College Inhumas of the Federal Institute of Goiás (FIG), in the temporal clipping (2013-2017), and the possible in their trajectories of work and education, and the possible contributions in their work and training trajectories. The journey of the investigation is based in the study of case in a historical perspective (BOGDAN; BIKLEN, 1994) based on literature review, documents analyzed and questionnaires that recover the history of the implantation of Proeya, and the study of memories of subjects researched. It was considered the double dimension of the categories: work (ontological x alienation), and education (emancipation x adaptation) according of the biography which discusses the tension and contradictions between capital x work and education x society, highlighting Marx e Engels (1984, 2001), Gramsci (1982, 1991), Nosella (2010), Castro (2011, 2016), Vitorette (2014), IFG (2013, 2016), IFG-Câmpus Inhumas (2014), Arroyo (2005, 2008, 2010, 2017), Machado (1994, 2000, 2009), Kuenzer (1994, 2000, 2014), Antunes (2000, 2009), Frigotto (2003, 2012a, 2012b), Silva (2010), Moura (2013), Machado and Rodrigues (2013), Dayrell (1996), Freire (1996, 2011, 2014), Visquetti (2018) and Wesz (2018). Through the documental research and systematization of interviews and semi-structured questionnaires was possible to identify a high indication of students who are not permanent, the inexistence of a permanent politic of structural investment in the program and teacher’s education. Although the students who are not permanent report as reasons for (not)permanence and the not identification with the initiated course, the difficulties of learning in some subjects of common core, a few integration between theory and practice, the length of the course, the absence of a reception host for underage, this situation was increased by the fragility of student assistance, for the everyday tension, for the tiredness, by the overwork and familiar problems; in contrast, the graduating students and the concluding students report that, despite all these factors that converge for the non-permanence in the course, their trajectories got new arrangements when they could resume and conclude their studies, in the seek for Being More.
Palavras-chave: Proeja
Educandos
Trajetórias
Proeya
Students
Trajectories
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Educação - FE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Educação (FE)
Citação: COELHO, Heliane Braga. Trajetórias laborais e formativas dos educandos do Proeja. 2019. 140 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9643
Data de defesa: 8-Mar-2019
Aparece nas coleções:Mestrado em Educação (FE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Heliane Braga Coelho - 2019.pdf3,56 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons