Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9729
Tipo do documento: Dissertação
Título: Formação cultural e mídia: uma reflexão sobre o processo formativo do indivíduo/leitor a partir das colunas de Míriam Leitão
Título(s) alternativo(s): Cultural formation and media: a reflection on the formative process of the individual/reader from the columns of Míriam Leitão
Autor: Rocha, Luís Gustavo Souza
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/7905678984341317
Primeiro orientador: Resende, Maria do Rosário Silva
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/9438831227539163
Primeiro membro da banca: Resende, Maria do Rosário Silva
Segundo membro da banca: Roure, Susie Amâncio Gonçalves de
Terceiro membro da banca: Carloni, Paola Regina
Resumo: O trabalho aqui apresentado busca verificar, à luz da Teoria Crítica da Sociedade, as possibilidades de formação cultural presentes na mídia a partir do estudo das colunas da jornalista Míriam Leitão no jornal “O Globo”. O primeiro capítulo discute o conceito de formação cultural (Adorno, 2006), que se relaciona com o conceito da própria formação do indivíduo, que em sentido maior, envolve não apenas a educação formal, mas também a apropriação subjetiva da cultura. No caso da mídia, é preciso considerá-la como parte da indústria cultural (Horkheimer & Adorno, 1985), que rebaixa bens culturais à condição de mercadorias porque justifica a cultura como negócio devido ao caráter ideológico com que legitima-se no capitalismo. A perda da perspectiva da formação para a emancipação indica a pseudoformação, cuja consequência é a barbárie. O segundo capítulo discute a informação jornalística e faz um resgate histórico do jornalismo que a produz. A informação é resultante do processo da indústria cultural e tende a impossibilitar o processo formativo do indivíduo exposto a ela, pois sua finalidade não é despertar a consciência humana para a autonomia do pensamento, uma vez que a racionalidade que a constrói e distribui, em sintonia com a lógica de todos os bens culturais convertidos em mercadoria, tem por objetivo manter os indivíduos subjugados pelo poder dominante, e não o esclarecimento capaz de superar, por meio da reflexão dos indivíduos, a barbárie que fundamenta a sociedade capitalista. Tendo como pano de fundo a problemática da formação, o terceiro capítulo realiza a análise de 11 colunas da jornalista, escritas entre janeiro e outubro de 2018, o que permite uma reflexão, a partir do recorte temático das eleições presidenciais de outubro do mesmo ano, com o objetivo de compreender a (im)possibilidade formativa do produto jornalístico, abrindo perspectiva para a análise de como a mídia, em seu conjunto, busca atingir a subjetividade dos indivíduos, procurando adaptá-los ao papel de consumidores.
Abstract: The work presented here seeks to verify, using the Critical Theory of Society, the possibilities of cultural formation present in the media from the study of the columns of the journalist Míriam Leitão in the newspaper “O Globo”. The first chapter discusses the concept of cultural formation (Adorno, 2006), which relates to the concept of the formation of the individual, which in a larger sense, involves not only formal education but also the subjective appropriation of culture. In the case of the media, it is necessary to consider it as part of the cultural industry (Horkheimer & Adorno, 1985), which impoverishes cultural goods to the condition of goods because it justifies culture as a business due to the ideological character with which it legitimizes itself in capitalism. The loss of the perspective of formation for emancipation indicates the semi-formation, whose consequence is barbarism. The second chapter discusses the journalistic information and makes a historical rescue of the journalism that produces it. The information is the result of the process of the cultural industry and tends to make impossible the formative process of the individual exposed to it, since its purpose is not to awaken the human consciousness to the autonomy of thought, since the rationality that builds and distributes it, in tune with the logic of all cultural goods converted into commodities, has as its objective to keep individuals under the dominating power, not the enlightenment capable of overcoming, through the reflection of individuals, the barbarism that underlies capitalist society. On the basis of the training problem, the third chapter analyzes the journalist 11 columns, written between January and October 2018, allowing a reflection, based on the thematic clipping of the October presidential elections, in order to understand the formative possibility of the journalistic product, opening a perspective for the analysis of how the media, as a whole, seeks to reach the subjectivity of individuals, trying to adapt them to the role of consumers.
Palavras-chave: Formação cultural
Indústria cultural
Emancipação
Indivíduo
Jornalismo
Mídia
Subjetividade
Cultural formation
Cultural industry
Emancipation
Individual
Journalism
Media
Subjectivity
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Faculdade de Educação - FE (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Psicologia (FE)
Citação: ROCHA, L. G. S. Formação cultural e mídia: uma reflexão sobre o processo formativo do indivíduo/leitor a partir das colunas de Míriam Leitão. 2019. 97 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9729
Data de defesa: 19-Mar-2019
Aparece nas coleções:Mestrado em Psicologia (FE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Luís Gustavo Souza Rocha - 2019.pdf1,82 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons