Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9740
Tipo do documento: Tese
Título: Fontes e niveis de fibra na dieta de frangas de postura comercial
Título(s) alternativo(s): Sources and levels of fiber in commercial laying hens diet
Autor: Royer, Ana Flávia Basso
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/4326885110656445
Primeiro orientador: Stringhini, José Henrique
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/8505634095383289
Primeiro coorientador: Café, Marcos Barcellos
Currículo Lattes do primeiro coorientador: http://lattes.cnpq.br/9860968235125158
Primeiro membro da banca: Stringhini, José Henrique
Segundo membro da banca: Santos, Fabiana Ramos dos
Terceiro membro da banca: Santos, Bruno Moreira dos
Quarto membro da banca: Laboissiére, Michele
Quinto membro da banca: Santos, Januária da Silva
Resumo: As fibras dietéticas constituem parte significativa de todas as dietas vegetais e variam na quantidade e na estrutura nos diferentes ingredientes. Tem destaque na formulação de rações para a avicultura de postura, visto os benefícios no desenvolvimento dos sistemas digestivo e reprodutivo e no comportamento das frangas de reposição. Contudo, o conhecimento da relação da fibra e aproveitamento de nutrientes precisa ser melhor elucidada na nutrição de aves de postura, sobretudo na qualidade de ovos, fontes e níveis ótimos de inclusão nas dietas comerciais. Assim, objetivou-se avaliar a inclusão de fibra bruta na dieta de poedeiras leves na fase de cria e recria, sobre características de desenvolvimento ponderal e corporal, desenvolvimento de órgãos digestivos, reprodutivos e comportamento. O experimento foi realizado na Universidade Federal de Goiás, Goiânia – GO, utilizando-se 300 pintainhas da linhagem Bovans White, em delineamento inteiramente casualizado com arranjo fatorial 2x2+1, sendo dois níveis de fibra bruta na dieta (3,0% e 3,5 % de FB) duas fontes de fibra (farelo de trigo e bagaço de cana) e um tratamento testemunha (ração base de milho e farelo de soja), totalizando cinco tratamentos, com seis repetições de 10 aves cada na fase de cria. Foram avaliados padrões de comportamento e bem estar. A utilização de fibra bruta na xvi alimentação de frangas não alterou o comportamento das aves, mas melhorou as condições de bem estar. O experimento II foi realizado na Universidade Federal de Goiás, Goiânia – GO, utilizando-se 300 pintainhas da linhagem Bovans White, em delineamento inteiramente casualizado com arranjo fatorial 2x2+1, sendo dois níveis de fibra bruta na dieta (3,0% e 3,5 % de FB) duas fontes de fibra (farelo de trigo e bagaço de cana) e um tratamento testemunha (ração base de milho e farelo de soja), totalizando cinco tratamentos, com seis repetições de 10 aves cada na fase de cria. Foram avaliados o desempenho, peso relativo de carcaça e órgãos, digestibilidade da MS, PB, FDN e FDA. A inclusão de 3,0 % fibra bruta e farelo de trigo melhora o desenvolvimento dos intestinos das aves. O uso de bagaço de cana melhora a digestibilidade da fibra em detergente neutro da dieta. O experimento II foi realizado na Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados – MS, utilizando-se 360 pintainhas da linhagem Bovans White criadas a partir da 1ª semana de idade até a 18ª semana, em delineamento inteiramente casualizado com arranjo fatorial 2x2+1, sendo dois níveis de fibra bruta na dieta (3,0% e 3,5 % de FB) duas fontes de fibra (farelo de trigo e bagaço de cana) e um tratamento testemunha (ração base de milho e farelo de soja), totalizando cinco tratamentos, com seis repetições de 12 aves cada na fase de cria e 10 aves na fase de recria. Foram avaliados o desempenho, peso relativo de carcaça e órgãos, digestibilidade da MS, PB, FDN e FDA. O uso de bagaço de cana prejudica a metabolizabilidade das dietas, sobretudo com a utilização de 3,0% de FB. Contudo, na recria das aves o uso desse alimento aumenta o tamanho do intestino grosso, moela e oviduto. E o uso do farelo de trigo, com a inclusão de 3,0 e 3,5% de FB, reduz a idade ao primeiro ovo.
Abstract: Dietary fibers constitute a significant part of all vegetable diets and vary in amount and structure in different ingredients. Has featured in the formulation of feed for poultry, seen the benefits in the development of the digestive and reproductive systems and on the behaviour of birds. However, knowledge of the relationship of the fiber and nutrient utilization needs to be better understood in poultry nutrition, especially in the quality of eggs, and optimal levels of inclusion in commercial diets. Thus, the objective of evaluating the inclusion of crude fiber in the diet of laying hens in light creates, recreates, about weight and body development characteristics, development of digestive organs, and reproductive behavior. The experiment was conducted at the Federal University of Goias, Goiania – GO, using vipul Bovans White line 300, in completely randomized design with factorial arrangement 2 x 2 +1, being two levels of crude fiber in the diet (3.0% and 3.5% from FB) two sources of fiber (wheat bran and bagasse) and a treatment witness (feed corn and soybean meal), totaling five treatments, with six repetitions of 10 birds in each stage of builds. We evaluated patterns of behavior and well-being. The use of crude fiber in the feeding of birds did not change the behavior of the birds, but improved the conditions of well-being. The experiment was carried out at the Federal University of Goiás, Goiânia – GO, using vipul Bovans White line 300, in completely randomized design with factorial arrangement 2 x 2 +1, being two levels of crude fiber in the diet (3.0% and 3.5% from FB) two sources of fiber (wheat bran and bagasse) and a treatment witness (feed corn and soybean meal), totaling five treatments, with six repetitions of 10 birds in each stage of builds. We assessed the performance, carcass and organs relative weight, digestibility of DM, CP, NDF and FDA. The inclusion of 3.0% crude fiber and wheat bran improves the development of intestines of birds. The use of bagasse improves the digestibility of dietary neutral detergent fiber. The experiment II was held at Universidade Federal da Grande Dourados, gilded-MS, using 360 White Bovans line vipul created from the first week of age until the 18th week, in completely randomized design with factorial arrangement 2x2+1, being two levels of crude fiber in the diet (3.0% and 3.5% FB) two sources of fiber (wheat bran and bagasse) and a treatment witness (feed corn and soybean meal), totaling five treatments, with six repetitions of each birds in 12 creates and 10 birds in rearing phase. We assessed the performance, carcass and organs relative weight, digestibility of DM, CP, NDF and FDA. The use of bagasse damages metabolizabilidade of diets, especially with the use of 3.0% FB. However, on the birds that use rebuilds food increases the size of the large intestine, gizzard and oviduct. And the use of wheat bran, with the inclusion of 3.0 and 3.5% FB, reduces the age at first egg.
Palavras-chave: Bem estar
Criança de 0 a 3 anos
Desempenho
Recria
Creates
Welfare
Performance
Recreates
Área(s) do CNPq: PRODUCAO ANIMAL::CRIACAO DE ANIMAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Escola de Veterinária e Zootecnia - EVZ (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Zootecnia (EVZ)
Citação: ROYER, Ana Flávia Basso. Fontes e niveis de fibra na dieta de frangas de postura comercial. 2019. 113 f. Tese (Doutora em Zootecnia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9740
Data de defesa: 1-Mar-2018
Aparece nas coleções:Doutorado em Zootecnia (EVZ)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese - Ana Flávia Basso Royer - 2019.pdf3,88 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons