Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9856
Tipo do documento: Dissertação
Título: Geoecologia das paisagens do cerrado: análise das relações socioambientais na bacia hidrográfica do rio Tocantinzinho – GO
Título(s) alternativo(s): Geoecology of the cerrado landscapes: analysis of socio-environmental relations in the Tocantinzinho river basin - GO
Autor: Oliveira, Rosane Borges de
Currículo Lattes do Autor: http://lattes.cnpq.br/3691451774821730
Primeiro orientador: Faria, Karla Maria Silva de
Currículo Lattes do primeiro orientador: http://lattes.cnpq.br/2186337194534589
Primeiro membro da banca: Faria, Karla Maria Silva de
Segundo membro da banca: Bueno, Guilherme Taitson
Terceiro membro da banca: Nascimento, Diego Tarley Ferreira do
Resumo: O crescente processo de conversão da vegetação nativa em usos antrópicos observado no norte e nordeste goiano tem representado aumento na pressão sobre os recursos naturais e processos ecossistêmicos. A bacia hidrográfica do rio Tocantinzinho (BHRT) que abrange importantes áreas prioritárias para conservação do Cerrado se insere nesse cenário. Nesse sentido, a presente pesquisa teve como objetivo analisar os efeitos da relação sociedade e natureza na paisagem da BHRT, entre 1985 e 2016. O enfoque estrutural se destacou na pesquisa por permitir, por meio da análise da composição e configuração, o reconhecimento das interações entre componentes das paisagens. A análise de estruturas com similaridades fisionômicas e funcionais, em função da interação entre os componentes físico-naturais, foi analisada a partir da execução das etapas de organização e inventário, análise e diagnóstico que permitiram a compartimentação cartográfica de 20 unidades geoecológicas que foram agrupadas conforme características geomorfológicas. A interferência antrópica foi analisada por meio das mudanças introduzidas na estrutura da paisagem, composta por unidades geoecossistêmicas, nos anos 1985, 1995, 2005 e 2016. Para tanto, imagens de satélite (LANDSAT) desses anos foram classificadas e índices descritores da paisagem foram aplicados aos mapas de cobertura e uso da terra, permitindo uma comparação espacial em sucessão histórica para área da bacia e, posteriormente, para área dos grupos das unidades geoecológicas. Os resultados indicam que a substituição das manchas de vegetação nativa por manchas antrópicas tem afetado principalmente a formação campestre, entre 2005 e 2016, nas unidades geoecológicas com características do meio físico preferenciais ao agronegócio. A análise associada das unidades geoecológicas e geocossistêmicas permitiu identificar padrões de uso da terra importantes para definição de áreas potenciais para aplicação de estratégias em prol da conectividade das manchas de vegetação nativa e ainda para o desenvolvimento econômico.
Abstract: The growing process of conversion of native vegetation to anthropic uses observed in the north and northeast of Goiás has represented increased pressure on natural resources and ecosystem processes. The Tocantinzinho River Basin which covers important priority areas for conservation of the Cerrado, is part of this scenario. In this sense, the present research had as objective to analyze the effects of the relation society and nature in the watershed landscape, between 1985 and 2016. The structural focus was highlighted in research by allowing, through analysis of the composition and configuration, the recognition of interactions between components of landscapes. The analysis of structures with physiognomic and functional similarities, as a function of the interaction between the physical and natural components, was analyzed from the execution of the organization and inventory, analysis and diagnosis steps that allowed the cartographic compartmentation of 20 geoecological units that were grouped according to geomorphological characteristics. The anthropogenic interference was analyzed through changes in the landscape structure, composed of geo-ecosystemic units, in the years 1985, 1995, 2005 and 2016. For that, satellite images (LANDSAT) of these years were classified and indexes descriptors of the landscape were applied to coverage and land use maps, allowing a spatial comparison in historical succession for the basin area and, later, for the area of ​​the groups of the geoecological units. The results indicate that the replacement of native vegetation patches by anthropic patches has mainly affected the grassland formation, between 2005 and 2016, in the geoecological units with characteristics of the physical environment preferential to agribusiness. The associated analysis of the geoecological and geo-ecosystemic units allowed identifying important land use patterns to define potential areas for the application of strategies for the connectivity of native vegetation patches and also for economic development.
Palavras-chave: Estrutura da paisagem
Unidades geoecossistêmicas
Uso da terra
Conservação
Landscape structure
Geo-ecosystemic units
Land use
Conservation
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Departamento: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Programa: Programa de Pós-graduação em Geografia (IESA)
Citação: OLIVEIRA, Rosane Borges de. Geoecologia das paisagens do cerrado: análise das relações socioambientais na bacia hidrográfica do rio Tocantinzinho – GO. 2019. 144 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/9856
Data de defesa: 28-Jun-2019
Aparece nas coleções:Mestrado em Geografia (IESA)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Rosane Borges de Oliveira - 2019.pdf11,71 MBAdobe PDFBaixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons