Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11009
Tipo do documento: Artigo
Título: Padrões espaciais da riqueza de espécies de viperídeos na América do Sul: temperatura ambiental vs. cinética-bioquímica
Autor: Lima-Ribeiro, Matheus Souza
Rangel, Thiago Fernando Lopes Vale Brito
Pinto, Miriam Plaza
Moura, Ionai'i Ossami
Melo, Tatiana Lima
Terribile, Levi Carina
Resumo: Este estudo tem por objetivo testar a influência da temperatura na taxa metabólica de viperídeos como um mecanismo básico de origem dos padrões espaciais de riqueza desse grupo na América do Sul, como proposto por Allen et al. (2002) dentro da Teoria Metabólica em Ecologia. Para isso, testamos a relação entre o logaritmo natural da riqueza de espécies de viperídeos e o inverso da temperatura (em Kelvin, 1000*K-1), após corrigir os efeitos da autocorrelação espacial, e verificamos se a reta estimada apresenta inclinação de -9,0*T. As variáveis apresentaram baixo índice de correlação (r2 = 0,216; p < 0,0001), com uma inclinação da reta de -3,737*T (C.I. (95%) ± 0,379). Os resultados indicaram que os viperídeos não respondem à variação de temperatura da mesma forma que os demais grupos testados, uma vez que o intervalo de confiança para o ângulo da reta estimada não contempla o valor -9,0*T, como predito pelo modelo. O presente estudo sugere que o padrão espacial da riqueza de espécies de viperídeos na América do Sul é estruturado por outros parâmetros além da temperatura, não contemplados no modelo de Allen et al. (2002).
Abstract: The aim of this study was to test the influence of temperature on metabolic rates of viperid species as the underlying mechanism to explain the richness pattern of this group in South America, following the Metabolic Theory of Ecology (MTE) proposed by Allen et al. (2002). We tested MTE predictions by considering the relationship between the natural logarithm of viperid species richness and the inverse of temperature (in Kelvin, 1000*K-1) after to correct for spatial autocorrelation effects and to check whether the linear function presents a slope of -9.0*T. The relationship between variables presented low correlation coefficient (r2 = 0.216; P < 0.0001) and a slope of -3.737*T (C.I. (95%) ± 0.379).These results showed that viperids respond in a different way to the temperature gradient in comparison with other taxa and the prediction of Allen et al. (2002), since the confidence interval of slope in this case does not include the value of -9.0*T. This study demonstrates that temperature is not the sole driver of broad-scale spatial pattern of viperid species richness in South America.
Palavras-chave: Teoria metabólica da ecologia
Gradientes latitudinais de diversidade
Organismos ectotérmicos
Regra de equivalência energética
Alometria
Metabolic theory of ecology
Latitudinal gradients of diversity
Ectothermic taxa
Energeticequivalence rule
Allometry
País: brasil
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução
Citação: LIMA-RIBEIRO, Matheus Souza; RANGEL, Thiago Fernando Lopes Vale Brito; PINTO, Miriam Plaza; MOURA, Ionai'i Ossami; MELO, Tatiana Lima; TERRIBILE, Levi Carina. Padrões espaciais da riqueza de espécies de viperídeos na América do Sul: temperatura ambiental vs. cinética-bioquímica. Acta Scientiarum. Biological Sciences, v. 32, p. 153-158, 2010. Disponível em: <http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciBiolSci/article/view/4303/4303>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.4025/actascibiolsci.v32i2.4303
Identificador do documento: 10.4025/actascibiolsci.v32i2.4303
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11009
Data de publicação: 27-Fev-2009
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Padrões espaciais da riqueza de espécies de viperídeos na América do Sul - 2009.pdf134,5 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.