Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11061
Tipo do documento: Artigo
Título: Evidências do efeito moran na sincronia populacional: uma demonstração em microcosmo experimental
Título(s) alternativo(s): Evidences of moran effect in the population synchrony: a demonstration in experimental microcosm
Autor: Ribeiro, Matheus de Souza Lima
Moura, Iona’i O. de
Pinto, Míriam P.
Nabout, João C.
Melo, Tatiana L. de
Costa, Shirley S.
Rangel, Thiago F.L.V.B.
Resumo: São propostas três causas principais para sincronia de populações: fatores exógenos, dispersão e interações interespecíficas. O presente trabalho teve por objetivo testar a influência dos fatores exógenos na sincronia de populações de Sitophilus zeamais (Mots.) (Coleoptera: Curculionidae), isoladas espacialmente (sem dispersão), em microcosmos com diferentes condições ambientais (umidade e temperatura). Doze populações com 20 indivíduos cada, foram divididas, aleatoriamente, em dois tratamentos: com lâmpada e sem lâmpada. O censo dos indivíduos adultos foi realizado semanalmente, durante sete meses. A tendência de crescimento da abundância ao longo do tempo foi eliminada através do ajuste de modelos autoregressivos. A sincronia entre as populações, detectada por meio dos coeficientes de correlação de Pearson e Spearman, foi maior dentro do que entre tratamentos, embora as populações mantidas sem lâmpada tenham sido mais sincrônicas do que as populações com lâmpada. Além de evidenciarem a influência do ambiente nas flutuações populacionais, esses resultados sugerem que o metabolismo e as interações intraespecíficas são fatores importantes na dinâmica populacional. Organismos em ambientes desfavoráveis podem apresentar taxas metabólicas anormais, contribuindo pouco para o crescimento populacional. Logo, populações pequenas sofrem maior influência da estocasticidade demográfica, reduzindo a probabilidade de sincronia entre elas. Nos ambientes mais favoráveis, espera-se que os indivíduos desenvolvam funções metabólicas normais, levando as populações a apresentar taxas de crescimento mais elevadas. Nesse caso, a estocasticidade demográfica tem menor influência, levando as populações sem lâmpada a flutuar de forma mais sincrônica.
Abstract: Three main causes to population synchrony are proposed: exogenous factors, dispersal and inter-specific interactions. This paper had as main goal to test the influence of the exogenous factors in the synchrony in spatially isolated (i.e., no dispersal) populations of Sitophilus zeamais (Mots.) (Coleoptera: Curculionidae), in microcosms with different environmental conditions (humidity, temperature and light intensity). Twelve populations of 20 individuals each, were randomly assigned between two treatment conditions: with or without light. Population size and environmental factors (temperature and relative humidity) were weekly assessed for seven months. Temporal trend in populations increase was eliminated adjusting autoregressive models. Population synchrony, detected by means of Pearson’s and Spearman’s correlation coefficients, was higher within than between treatments, although the populations kept without lamp were more synchronized than populations with lamp. Besides demonstrating the influence of environment on population fluctuations, these results suggest that metabolism and intra-specific interactions are important factors in population dynamic. Organisms exposed to unsuitable environmental conditions may have abnormal metabolic rates, which negatively influences the population grow. Thus, small populations are more likely to suffer from demographic stochasticity, decreasing the probability of the synchrony among populations. On the other hand, in more suitable environments, individuals are expected to have normal metabolic functions, and so, to achieve higher rates of population grow. In this case, the demographic stochasticity has smaller influence, leading populations without lamp to fluctuate synchronously.
Palavras-chave: Estocasticidade demográfica
Estocasticidade ambiental
Heterogeneidade ambiental
Dinâmica populacional
Demographic stochasticity
Environmental stochasticity
Environmental variability
Population dynamic
País: brasil
Instituição: Fernando Luís Cônsoli
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Evolução
Citação: LIMA-RIBEIRO, M. S.; MOURA, I. O.; PINTO, M. P.; NABOUT, J. C.; MELO, T. L.; COSTA, S. S.; RANGEL, T. F. L. V. B. Evidências do efeito moran na sincronia populacional: uma demonstração em microcosmo experimental. Neotropical Entomology, v. 36, p. 662-669, out. 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11061
Data de publicação: Out-2007
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Matheus de Souza Lima Ribeiro - 2007.pdfArtigo - Matheus de S. Lima-Ribeiro - 2007670,85 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.