Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11145
Tipo do documento: Artigo
Título: A educação sob o signo da biopolítica: da resistência às formas de controle à autoconstituição de nós mesmos
Título(s) alternativo(s): Education under the sign of biopolitics: from resistance to forms of control to self-constitution of ourselves
La educación bajo el signo de la biopolítica: de la resistencia a las formas de control y a nuestra autoconstitución
Autor: Felício, Carmelita Brito de Freitas
Resumo: A proposta do ensaio é pensar o devir-educação e suas virtuais relações com a biopolítica. Partimos da hipótese segundo a qual as tecnologias de saber-poder e os dispositivos de controle e normalização não podem funcionar sem um vetor pedagógico. Por isso mesmo, se a biopolítica investe nos corpos para torná-los objetos de controle político, manipulação cultural e instrumentalização econômica, tratar-se-ia de nos opor a esses investimentos e invocar as forças de resistência alojadas nos próprios indivíduos. Para Foucault, o sentido ético da urgente tarefa de constituir uma ontologia histórica da atualidade passa, também, pela indagação do que estamos fazendo de nós mesmos. Ora, se na formação de si está implicada a tarefa de educar contra e para além de seu tempo, levemos então a sério o alerta de Nietzsche com o qual Foucault, certamente, concordaria: os educadores devem começar por se educar a si próprios. “E é para esses que eu escrevo”.
Abstract: The proposal of this essay is to think the becoming-education and its potential relations with biopolitics. We start from the hypothesis that the technologies of knowledge-power and control and normalization devices cannot work without a teaching vector. Therefore, if biopolitics invests in bodies to make them objects of political control, cultural manipulation and economic exploitation, our task is to oppose these attacks and invoke the power of resistance lodged in these individuals. For Foucault, the ethical sense of the urgent task of building a historical ontology of actuality also involves inquiring what we are making of ourselves. If our own formation of self involves the task of educating against and beyond our own time, then we should take seriously the warning of Nietzsche with which Foucault certainly agrees: educators must begin by educating themselves. “And it is for them that I am writing”.
: La propuesta del ensayo es pensar el devenir de la educación y sus relaciones virtuales con la biopolítica. Partimos de una hipótesis según la cual las tecnologías de saber-poder y los dispositivos de control y normalización no pueden funcionar sin un vector pedagógico. Consecuentemente, si la biopolítica invierte en los cuerpos para convertirlos en objetos de control político, manipulación cultural e instrumentalización económica, trataríamos de oponernos a esas inversiones e invocar a las fuerzas de resistencia residentes en los propios individuos. Según Foucault, el sentido ético de la urgente tarea de constituir una ontología histórica de la actualidad pasa, también, por la investigación que estamos haciendo sobre nosotros mismos. Pues, si en la formación de uno mismo está implícita la tarea de educarse contra y hacia más allá de su propio tiempo, tomemos en serio el alerta de Nietzsche con el cual Foucault, ciertamente, concordaría: los educadores deben comenzar por educarse a sí mismos. “Y es a ellos a quienes escribo”.
Palavras-chave: Biopolítica
Educação
Resistência
Formação de si
Biopolitics
Education
Resistance
Formation of self
Educación
Formación de sí mismo
País: brasil
Instituição: Cristovão Giovani Burgarelli
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Educação - FE (RG)
Citação: FELÍCIO, Carmelita Brito de Freitas. La educación bajo el signo de la biopolítica: de la resistencia a las formas de control y a nuestra autoconstitución. Inter-Ação, Goiânia, v. 40, n.1, p. 85-100, jan./abr. 2015. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/interacao/article/view/31463/18537>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/ia.v40i1.31463
Identificador do documento: 10.5216/ia.v40i1.31463
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11145
Data de publicação: 1-Out-2014
Aparece nas coleções:FE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo- Carmelita Brito de Freitas Felício- 2015.pdfArtigo- Carmelita Brito de Freitas Felício- 2015.432,11 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.