Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11158
Tipo do documento: Artigo
Título: A cultura simbólica espírita e o dialogismo filosófico, científico e religioso nos textos de Allan Kardec
Título(s) alternativo(s): The spiritist symbolic culture and the philosophical, scientific and religious in the texts of Allan Kardec
La cultura simbólica espiritualista y dialogismo filosófico, científico y religioso en los textos de Allan Kardec
Autor: Moraes, Ângela Teixeira de
Resumo: Este estudo visa entender como o discurso espírita tornou-se político e socialmente possível, especialmente no Brasil, ao estabelecer confrontos e adesões com outros saberes advindos do campo da filosofia, da ciência e do cristianismo, ganhando, assim, legitimidade. Parte-se da percepção de que o espiritismo pode ser entendido como que inserido em uma rede de forças que condicionaram o diálogo entre religião e os valores discursivos da modernidade. A abordagem teórica e os dispositivos analíticos baseiam-se em Thompson, Bakhtin e Foucault, e adotam-se como corpus os textos fundadores do espiritismo escritos por Allan Kardec.Os resultados mostram que o dialogismo espírita se constrói intertextual e discursivamente, revelando uma ressignificação das teses gregas, da ética cristã e do positivismo do século XIX. Advoga-se que há uma tentativa de associação do “conhece-te a ti mesmo” (gnôthi seautón) ao “cuidado de si” (epiméleia heautoû), baseando-se no pressuposto da “fé raciocinada” e da “ciência espírita”.
Abstract: This study aims to understand how the spiritist discourse has become political and socially possible, especially in Brazil, by establishing confrontations and accessions with other knowledge coming from the field of philosophy, science and Christianity, thus gaining legitimacy. It is argued that spiritism can be understood as part of a network of forces that conditioned the dialogue between religion and discursive values of modernity. The theoretical approach and analytical devices are based on Thompson, Bakhtin and Foucault, and it is adopted as a corpus of spiritualism founding texts written by Allan Kardec, The results show that spiritist dialogism is built in a intertextual and discursivelyway, revealing a redefinition of some Greek philosophical thesis, Christian ethics and positivism. It assumes that there is an attempt to associate the "know thyself " (gnôthi seautón) with the “self care” (epiméleia heautoû), based on the assumption of " rational faith " and " spiritist science ".
Este estudio tiene como objetivo comprender cómo el discurso espírita se há convertido en política y socialmente posible, especialmente en Brasil, para establecer confrontaciones y membresías con otros conocimientos que surgen desde el campo de la filosofía, la ciencia y el cristianismo, ganando así legitimidad. Se inicia con la comprensión de que el espiritismo se puede entender como que entramos en una red de fuerzas que condicionaron el diálogo entre la religión y los valores discursivos de la modernidad. El enfoque teórico y los dispositivos de análisis se basan en Thompson, Bakhtin y Foucault, y se adopta como un corpus los textos fundadores de espiritismo escritos por Allan Kardec. Los resultados muestran que el dialogismo espírita se construye en la forma intertextual y discursivamente, revelando la redefinición de algunas tesis filosófica griega, la ética cristiana y el positivismo. Se supone que hay un intento de asociar el "conócete a ti mismo" (gnôthi seautón) con el "autocuidado" (epimeléia heautoû), basado en el supuesto de la "fe racional" y "ciencia espiritista".
Palavras-chave: Dialogismo
Análise de discurso
Espiritismo
Fé e razão
Dialogism
Discourse analysis
Spiritism
Faith and reason
Faith and reason
Análisis del discurso
Fe y razón
País: brasil
Instituição: João de Melo Maricato
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Informação e Comunicação - FIC (RG)
Citação: MORAES, Ângela Teixeira de. A cultura simbólica espírita e o dialogismo filosófico, científico e religioso nos textos de Allan Kardec. Comunicação & Informação, Goiânia, v. 18, n. 2, p. 22-35, jul./dez. 2015. Disponível em: < http://www.revistas.ufg.br/index.php/ci/article/view/37635/19648>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11158
Data de publicação: 4-Dez-2015
Aparece nas coleções:FIC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ângela Teixeira de Moraes - 2015.pdfArtigo - Ângela Teixeira de Moraes - 2015.549,48 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.