Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11303
Tipo do documento: TCC
Título: Resistividade elétrica superficial do concreto: influência da cura
Autor: Silva, Leandro Melo Andrade e
Primeiro orientador: Figueiredo, Enio Pazini
Primeiro membro da banca: Figueiredo, Enio Pazini
Bacarji, Edgard
Carvalho, Leonardo Gomes de Sá e
Resumo: A resistividade elétrica superficial do concreto, nos estados fresco e endurecido, pode ser influenciada por alguns fatores, como por exemplo: grau de hidratação, relação água/aglomerante (a/ag), procedimento de cura, teor de agregado e existência de armadura. Este trabalho tem o objetivo de avaliar o desempenho e o comportamento da resistividade elétrica superficial do concreto tendo como base a influência do tempo de cura e relação a/ag. Os concretos dosados foram divididos em três grupos, onde C-0,81 representa o grupo de concretos com relação água/aglomerante de 0,81 e 20 MPa de resistência à compressão; C- 0,50 representa os concretos com relação água/aglomerante de 0,50 e 40 MPa; e C-0,35 representa os concretos com relação água/aglomerante de 0,35 e 60 MPa de resistência à compressão. Os procedimentos de cura aplicados aos três grupos foram: cura seca, cura submersa até os sete dias e cura submersa até os quatorze dias. No presente estudo, os resultados mostraram que quanto maior a relação água/aglomerante, maior será a porosidade da mistura que, por sua vez, eleva a resistividade elétrica. No que tange ao procedimento de cura, os concretos curados a seco apresentaram maiores índices de resistividade que os concretos submersos.
Palavras-chave: Resistividade elétrica superficial
Concreto
Cura
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Engenharia Civil e Ambiental - EECA (RG)
Nome do curso: Engenharia Civil (RG)
Citação: SILVA, Leandro Melo Andrade e. Resistividade elétrica superficial do concreto: influência da cura. 2016. 68 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Escola de Engenharia Civil e Ambiental, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11303
Data de publicação: 7-Mar-2016
Aparece nas coleções:EECA - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Engenharia Ambiental e Sanitária - Leandro Melo Andrade e Silva - 2016.pdf2,18 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons