Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11412
Tipo do documento: Artigo
Título: A macroecological approach to study aquatic macrophyte distribution patterns
Título(s) alternativo(s): Abordagem macroecológica no estudo de macrófitas aquáticas
Autor: Carvalho, Priscilla de
Bini, Luis Mauricio
Diniz Filho, José Alexandre Felizola
Murphy, Kevin J
Resumo: Objetivo: A macroecologia é uma importante ferramenta na determinação de padrões na distribuição das espécies. Dados sobre a distribuição de macrófitas aquáticas em grande escala no Brasil são escassos. Assim, o objetivo deste trabalho foi o de analisar a distribuição geográfica de 56 espécies de macrófitas aquáticas, pertencentes a duas famílias (Potamogetonaceae e Characeae), na Grã Bretanha e Irlanda, examinando a relação da distribuição com o tamanho das espécies e com a latitude (“efeito Rapoport”); Métodos: Os dados sobre a distribuição das espécies foram obtidos da literatura e reorganizados em uma gride contendo 418 quadrats. O método da elipse foi utilizado para estimar os parâmetros areográficos como posição central, forma da distribuição e extensão de ocorrência; Resultados: A maior parte das espécies de macrófitas aquáticas apresentou pequena área de distribuição geográfica, assim como observado para outros grupos de organismos. A ampla distribuição de algumas espécies (e.g. Potamogeton natans e Potamogeton polygonifolius) provavelmente se deve a um alto potencial de dispersão destas. A relação da área de distribuição das espécies com o tamanho destas corroborou a idéia de Brown, onde espécies de maior tamanho tendem a ocupar áreas maiores, evitando, assim, a extinção. O efeito Rapoport foi observado apenas para as espécies pertencentes à família Characeae; Conclusões: Os padrões de distribuição de plantas aquáticas têm sido ignorados na literatura macroecológica. No entanto, nós detectamos alguns dos padrões que são recorrentemente detectados para outros grupos de organismos (e.g., modelo de Brown e regra de Rapoport). Portanto, nossos resultados coadunam com o número crescente de pesquisas que sugere a importância de mecanismos que operam em grandes escalas espaciais.
Abstract: Aim: Macroecology is a useful tool in the determination of species distribution patterns. Large scale data about the distribution area of aquatic macrophytes in Brazil are scarce. The objective of this study was to analyze the geographic distribution of 56 species, belonging to two families (Potamogetonaceae and Characeae) of aquatic macrophytes in Great Britain and Ireland, examining the relationship of this distribution with the plant size and latitude (Rapoport’s rule); Methods: Data were obtained from the literature and reorganized in a grid containing 418 quadrats. The ellipse method was used to estimate areographics parameters such as central position, distribution form and extent of occurrence; Results: Most species have relatively small range sizes, a pattern found for many assemblages. The broad distribution ranges of some species (e.g. Potamogeton natans and Potamogeton polygonifolius) have often been taken as compelling evidence of high dispersal rates. The aquatic macrophytes distribution corroborated Brown’s model where large sized species must have large areas of occupancy to avoid extinction. Rapoport’s rule was observed to hold only for the Characeae; Conclusions: Patterns in the geographic distribution of aquatic plants have been ignored in the macroecological literature. However, we did detect some of the patterns that are recurrently detected in other groups of organisms (e.g., Brown’s model and Rapoport’s Rule). Therefore, our results add to the growing body of research that suggests the importance of mechanisms operating in large spatial scales.
Palavras-chave: Areography
Aquatic macrophytes
Potamogetonaceae
Characeae
Rapoport’s rule
País: Brasil
Instituição: Associação Brasileira de Limnologia
Unidade acadêmica: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Citação: CARVALHO, P.; BINI, L. M.; DINIZ FILHO, J. A. F.; MURPHY, K. J. A macroecological approach to study aquatic macrophyte distribution patterns. Acta Limnologica Brasiliensia, Rio Claro, v. 21, n. 2, p. 169-174, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: An error occurred getting the license - uri.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11412
Data de publicação: Jun-2009
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - José Alexandre Felizola Diniz Filho - 2009.pdf320,82 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.