Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11415
Tipo do documento: Artigo
Título: Agriculture, habitat loss and spatial patterns of human occupation in a biodiversity hotspot
Título(s) alternativo(s): Agricultura, perda de habitat e padrões espaciais de ocupação humana em um "hotspot" de biodiversidade
Autor: Diniz Filho, José Alexandre Felizola
Oliveira, Guilherme de
Lobo, Fábio
Ferreira, Laerte Guimarães
Bini, Luis Mauricio
Rangel, Thiago Fernando Lopes Valle Brito
Resumo: O bioma Cerrado é o segundo maior da região Neotropical e é formado por mosaico de diferentes tipos de hábitats, desde campos abertos até florestas densas. Um recente e intensivo processo de ocupação humana tem transformado essa eco-região em uma das mais importantes regiões para agropecuária no Brasil. Uma abordagem macroecológica foi utilizada para elucidar padrões em amplas escalas espaciais de perdas de hábitat no Cerrado brasileiro, implementando técnicas de autocorrelação espacial e análises de regressão parcial para entender como a proporção de remanescentes de vegetação natural está correlacionada com variáveis socioeconômicas, expressando diferentes dimensões de ocupação humana e com variações climáticas. Em média, 59% da área é ocupada por remanescentes de vegetação, na escala da análise, mesmo que os padrões de perda de hábitat estejam fortemente estruturados no espaço, com o coeficiente de autocorrelação espacial de I de Moran igual a 0,825 ± 0,055 (p< 0 ,001). As análises de regressão parcial explicaram 89% da variação no percentual de remanescente de vegetação. A maior proporção da variância é explicada pela sobreposição múltipla entre a ocupação humana, variação climática e a estrutura geográfica (67%), bem como pelo componente estruturado climaticamente da ocupação humana (8%). Baseado no processo interativo no tempo e no espaço da ocupação humana no bioma, cenários futuros devem ser mais pessimistas. Se o movimento de ocupação continuar em direção a região Norte do bioma, como esperado, nós podemos predizer que as proporções de remanescente de vegetação natural irão declinar rapidamente, indicando assim uma forte perda da biodiversidade nas escalas do bioma.
Abstract: The Cerrado biome, the second largest biome in Neotropical region, consists of a mosaic of different habitat types, ranging from open grasslands to dense woodlands and dry forests. An intensive recent occupation process has transformed it into the most important region for cattle ranching and intensive commodity crops in Brazil. In this study, a macroecological approach was used to evaluate broad-scale spatial patterns of habitat loss in the Brazilian Cerrado, applying a series of spatial autocorrelation and partial regression analyses to understand how the proportion of remaining natural habitats is correlated with socio-economic variables, expressing different dimensions of human occupation and climatic variation. On average, 59% of the area is occupied by natural remnants at the spatial scale analyzed, although patterns of habitat loss are strongly spatially structured, with a Moran’s I spatial autocorrelation coefficient equal to 0.825 ± 0.055 (p < 0.001). The partial regression analysis explains 89% of variation in percentage of natural remnants. The highest proportion of variance is explained by the multiple overlap between human occupation, climatic variation and geographic structure (67%), as well as by the climatically structured component of human occupation (8%). Based on the space-time interactive process of human occupation in the biome, future scenarios should be rather pessimistic. If the wave of human occupation continues towards the northern parts of the biome, as expected, we can predict that percentages will decline rapidly including even stronger losses of habitat at the biome scale.
Palavras-chave: MODIS
Brazilian cerrado
Spatial autocorrelation
MODIS
Cerrado brasileiro
Autocorrelação espacial
País: Brasil
Instituição: Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Unidade acadêmica: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Citação: DINIZ FILHO, José Alexandre Felizola; OLIVEIRA, Guilherme; LOBO, Fábio; FERREIRA, Laerte Guimarães; BINI, Luis Mauricio; RANGEL, Thiago Fernando Lopes Valle Brito. Agriculture, habitat loss and spatial patterns of human occupation in a biodiversity hotspot. Scientia Agrícola, São Paulo, v. 66, n. 6, p. 764-771, dez. 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0103-90162009000600007
Endereço da licença: An error occurred getting the license - uri.
Identificador do documento: 10.1590/S0103-90162009000600007
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11415
Data de publicação: Dez-2009
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - José Alexandre Felizola Diniz Filho - 2009.pdf370,55 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.