Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11635
Tipo do documento: Artigo
Título: Terapêutica e profilaxia da malária. Revisão
Título(s) alternativo(s): Treatment and Prophylaxis of the Malária . Revision
Autor: Andrade, João Guimarães de
Resumo: Não há perspectivas previsíveis de controle nem de erradicação da malária nos próximos anos. A antiga estratégia de combate ao vetor, tem-se mostrado pouco efetiva no decorrer dos anos e a vacina da malária apesar de resultados promissores de estudos preliminares conduzidos em campo, necessita ainda ser melhor avaliada. Assim, a estratégia atual de controle da malária consiste no tratamento e prevenção. Nesta revista serão abordados aspectos práticos sobre o manuseio das drogas antimaláricas, em especial aquelas utilizadas para o Plasmodium falciparum. A cloroquina continua sendo a droga de escolha para o P. ovale, P. malarie e P. vivax. A escolha de uma droga para o P. falciparum vai depender da sensibilidade prévia conhecida de uma determinada droga naquele país ou naquela região. Mesmo os mais novos medicamentos como a mefloquina e o halofantrine, é crescente o desenvolvimento da resistência. A grande expectativa em relação aos derivados da artemísia parece estar se confirmando em ensaios clínicos. Atualmente a tetraciclina associada ao quinino tem mostrado os maiores índices de cura para a terapêutica da malária por P. falciparum, no Brasil e poderia ser a droga de escolha. A mefloquina e mesmo as mais novas drogas, se disponíveis, poder~,ao ser recomendadas se houver falha terapêutica ou intolerância à associaç~,ao de quinino e tetraciclina. A ex-sanguíneo transfus~,ao pode ser uma medida adicional em situações especiais, tais como mais que 10% de eritrócitos parasitados e na malária cerebral. Na gravidez, a malária por falciparum deve ser tratada sem maiores receios com quinino. Enfatiza-se a grande necessidade de novos compostos, cuja estrutura química não seja relacionada aos antimaláricos já disponíveis. Estas novas drogas deveriam ser usadas com cautela, para minimizar o risco de emergência de resistência.
Abstract: There is still no immediate prospect of substantial improvement on control and possibility of erradication of malária. The old strategy to reduce malária transmission by vector control hás failed, and nowadays the hope is towards the vaccine. However, the vaccine is not available yet, só that treatment and preventive measures are the only accessible tools up to now. In this review the main approach will be on antimalarial falciparum drugs. The drug choice to Plasmodium ovale, P. malariae and P. vivax lasts to be the chloroquine. Thus, to P. falciparum the drug choice depends on the sensitivity of the strains in that region or country. There is an increased resistance to novel drugs such as mefloquine and halofantrine, but the arthemisin is a great hope to the future. Nowadays, the best drug for treating malária falciparum in Brazil is quinine plus tetracicline. Exchange transfusion is a controvérsia! additional measure used i.e., in cerebral malária and when eritrocytes parasited are grater than 10%. Pregnant woniun should receive quinino, because there is no real evidence it may cause damage. Thus, lhere is a great need for new drugs with no compromised efficacy by drug resistance. Such drugs must to be used with caution and care in order minimize the risk of emerging resistance.
Palavras-chave: Malária
Plasmodium falciparum
Plasmodium malarie
Plasmodium vivax
Resistência a drogas
Profilaxia
Terapêutica
Drugs resistence
Prophylaxis
Treatment
País: Brasil
Instituição: Ruy de Souza Lino Junior
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: ANDRADE, João Guimarães de. Terapêutica e profilaxia da malária. Revisão. Revista de Patologia Tropical, Goiânia, v. 23, n. 2, p. 181-190, jul./dez. 1994. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/20021/11593>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11635
Data de publicação: Mai-1994
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - João Guimarães de Andrade - 1994.pdf2,67 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons