Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11641
Tipo do documento: Artigo
Título: Eliminação de epimastigotas e tripomastigotas estimada através da leitura do xenodiagnóstico, pelo método das dejeções espontâneas
Título(s) alternativo(s): Epimastigote and trípomastigote elimination by xenodiagnosis reading by spontaneous dejection method
Autor: Silva, Heloísa Helena Garcia da
Santos, Adelair Helena dos
Isac, Eliana
Silva, Ionizete Garcia da
Resumo: A partir do xenodiagnóstico aplicado em 30 pacientes chagásicos crónicos, com parasitem!*! detectável, avaliou-se a quantidade de epimastigolas e tripomasligotas, eliminados através das fezes e da urina dos triatomíneos. Nas fezes, a quantidade de epimastigotas foi, significalivamenle maior do que triponiasligoias, e na urina houve uma inversão: a quamidade de tripomastigotas foi significalivamenle maior do que epimasligotas, pelo teste /, ao nível de 1%. Os experimentos foram realizados numa câmara biológica ã temperatura de 28 ± 1*C. umidade relativa de 70 ± 5%, fotoperíodo de 12 horas.
Abstract: Thirty patients on the chronic phase of Chagas' disease were submited to xenodiagnosis, in order to evaluate the quantity of evolutive fonns (epimastigote and trípomastigote). In faeces, the quantity of epimastigotes was significantly bigher than with tripomastigotes. In urine, the number of tripomastigotes was significantly higher than with epimastigote by spontaneous dejection method (t test, p< 0,01). The experiments were performed at 28 ± 1°C, 70 ± 5% of relativo humidity and fhotoperiod of 12 h.
Palavras-chave: Xenodiagnóstico
Doença de chagas
Trypanosoma cruzi
Formas evolutivas
Xenodiagnosis
Chagas' disease
Trypanosoma cruzi
Evolulive forms
País: Brasil
Instituição: Ruy de Souza Lino Junior
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: SILVA, Heloísa Helena Garcia da; SANTOS, Adelair Helena dos; ISAC, Eliana; SILVA, Ionizete Garcia da. Eliminação de epimastigotas e tripomastigotas estimada através da leitura do xenodiagnóstico, pelo método das dejeções espontâneas. Revista de Patologia Tropical, Goiânia, v. 23, n. 1, p. 101-106, jan./jun. 1994. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/20041/11611>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11641
Data de publicação: Abr-1994
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo Heloísa Helena Garcia da Silva - 1994.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons