Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11758
Tipo do documento: Artigo
Título: Screening of fecal samples from asymptomatic children, for norovirus detection, using a third generation enzyme immunoassay commercial kit
Título(s) alternativo(s): Laboratório de virologia humana, instituto de patologia tropical e saúde pública, universidade federal de Goiás, Brazil
Autor: Santos, Hugo César Pereira
Turones, Larissa Córdova
Fiaccadori, Fabíola Souza
Cardoso, Divina das Dôres de Paula
Souza, Menira Borges de Lima Dias e S
Resumo: Os norovírus são a principal causa de surtos de gastroenterite aguda não bacteriana em todo o mundo. Recentemente, kits comerciais de Enzima Imunoensaio (EIE) têm sido desenvolvidos, e resultados controversos sobre a sensibilidade e especificidade desses ensaios foram obtidos por diferentes estudos. Portanto, o objetivo deste trabalho foi testar 60 amostras fecais para a determinação qualitativa de norovírus dos genogrupos I e II por meio de kit comercial de EIE (RIDASCREEN® Norovirus (C1401) 3rd Generation, R-Biopharm, Darmstadt, Germany). Previamente testadas, elas se mostraram positivas para calicivírus por RT-PCR (40 positivas para norovirus e 20 positivas para sapovirus). As amostras foram obtidas de 30 crianças menores de 5 anos de idade, predominantemente assintomáticas, que frequentavam uma creche em Goiânia, Goiás, Brasil. Os resultados revelaram índices de 35% de positividade para os norovírus e de 100% de especificidade para o EIE quando comparado a RT-PCR. O teste também falhou em detectar amostras que eram positivas para norovírus GI.1 e GI.4. A carga viral, presumidamente mais baixa, das crianças assintomáticas pode estar relacionada com a baixa sensibilidade. Os resultados reforçam o entendimento de que a triagem de amostras por ensaios moleculares não deve ser substituída pelo uso de kits de EIE, especialmente quando se tratar de amostras que, presumidamente, apresentem um baixo número de partículas virais como as obtidas de pacientes assintomáticos.
Abstract: Norovirus is the leading cause of non-bacterial acute gastroenteritis outbreaks worldwide. Recently, third generation Enzyme Immunoassay (EIA) commercial kits have been developed, and controversial results have been obtained by different studies regarding the sensitivity and specificity of these assays. Therefore, the aim of this study was to test 60 fecal samples, previously tested as positive by RT-PCR for caliciviruses (40 norovirus-positive and 20 sapovirus-positive samples), for qualitative determination of genogroup I and II noroviruses by a commercial EIA kit (RIDASCREEN® Norovirus (C1401) 3rd Generation, R-Biopharm, Darmstadt, Germany). The samples were obtained from 30 children aged less than five years, mostly asymptomatic, who attend a day-care center in Goiânia, Goiás, Brazil. The results conferred a positivity rate for NoV of 35% and a specificity rate of 100% for the EIA, when compared to the RT-PCR. The test also failed to detect samples that were positive for GI.1 and GI.4 norovirus. The presumably lower viral load of asymptomatic children might be related to the poor sensitivity. Our results reinforce the notion that screening of samples by molecular assays, especially of samples that might have a low number of viral particles such as those obtained from asymptomatic patients, should not be replaced by the use of EIA kits.
Palavras-chave: Asymptomatic children
Enzyme immunoassay
Norovirus
Sensitivity
Specificity
Crianças assintomáticas
Ensaio imunoenzimático
Sensibilidade
Especificidade
País: Brasil
Instituição: Ruy de Souza Lino Junior
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: SANTOS, Hugo César Pereira; TURONES, Larissa Córdova; FIACCADORI, Fabíola Souza; CARDOSO, Divina das Dôres de Paula; SOUZA, Menira Borges de Lima Dias e. Screening of fecal samples from asymptomatic children, for norovirus detection, using a third generation enzyme immunoassay commercial kit. Revista de Patologia Tropical, Goiânia, v. 43, n. 2, p. 143-149 abr./jun. 2014. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/iptsp/article/view/31111/16786>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: e-1980-8178
Identificador do documento: e-1980-8178
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11758
Data de publicação: Mai-2014
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo -Hugo César Pereira Santos - 2014.pdf179,03 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons