Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11890
Tipo do documento: Artigo
Título: Bat community species richness and composition in a restinga protected area in southeastern Brazil
Título(s) alternativo(s): Estrutura de comunidade de morcegos numa área protegida de restinga no sudeste do Brasil
Autor: Oprea, Monik
Esbérard, Carlos Eduardo Lustosa
Vieira, Thiago Bernardi
Mendes, Poliana
Silva, Daniel de Brito Candido da
Ditchfield, Albert David
Resumo: No Brasil, as restingas sofrem severos impactos humanos que resultam em perda e degradação de habitat. Além disso, constituem um dos ecossistemas menos estudados. Os principais objetivos deste estudo foram descrever uma parcela da quirópterofauna do Parque Estadual Paulo Cesar Vinha, município de Guarapari, Estado do Espírito Santo, e descrever a estrutura de comunidade de morcegos nessa área de restinga, no Sudeste do Brasil. O trabalho de campo foi realizado duas vezes por mês, de agosto de 2004 a setembro de 2005. O esforço de amostragem total foi de 40.300 m2/h, que representa o maior esforço de captura para morcegos em restingas até o momento. Os morcegos foram capturados em diferentes tipos de vegetação e tiveram as informações de espécie, sexo, idade, comprimento do antebraço e peso anotadas. Os índices de diversidade de Shannon e Jaccard foram utilizados para analisar a diversidade e a similaridade entre os habitats. Foram obtidas 554 capturas representando 14 espécies e duas famílias. Noctilio leporinus foi registrado através de observação direta. Com o uso de um detector de ultrassons, registrou-se a presença de indivíduos da família Molossidae, não sendo possível a identificação da espécie. A riqueza foi maior no ambiente de Clusia (11 espécies) e na lagoa de Caraís (10 espécies). O índice de diversidade de Shannon foi estimado em H’ = 1,43 na área total amostrada, com a lagoa de Caraís, representando o habitat mais diverso (H’ = 1,60). A maior similaridade (J = 0,714) foi observada entre as duas áreas sob maior influência antrópica. Um aumento no número de pesquisas em áreas de restinga é importante para garantir melhores medidas de conservação para esse ecossistema.
Abstract: In Brazil, restingas are under severe human-induced impacts resulting in habitat degradation and loss and remain one of the less frequently studied ecosystems. The main objectives of the present study are to describe the bat community in a restinga in Paulo Cesar Vinha State Park, Guarapari municipality, state of Espírito Santo, southeastern Brazil. Fieldwork was conducted twice a month from August 2004 to September 2005. A total sampling effort of 40,300 m2/h, represents the largest sampling effort for sampling bats in restingas to date. Bats were sampled in five different vegetational types in the area. Captured bats were processed recording information on species, sex, age, forearm length and weight. Shannon Diversity and Jaccard indexes were used to analyse diversity and similarity among habitats in the Park. A total of 554 captures belonging to 14 species and two families were obtained. Noctilio leporinus was recorded through direct observation and an ultra-sound detector also registered the presence of individuals from the family Molossidae, without being possible to distinguish it at specific level. Frugivores were the most representative guild. Richness was higher in Clusia shrubs (11 species) and Caraís lagoon (10 species). Shannon diversity index was estimated at H’ = 1.43 for the overall sample, with Caraís lagoon representing the most diverse habitat (H’ = 1.60). The greater similarity (J = 0.714) was observed for the two areas under high human influence.
Palavras-chave: Chiroptera
Community ecology
Diversity
Restinga
Diversidade
Ecologia de comunidades
País: Brasil
Instituição: Instituto Internacional de Ecologia
Unidade acadêmica: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Citação: OPREA, M.; ESBÉRARD, C. E. L.; VIEIRA, T. B.; MENDES, P.; PIMENTA, V. T.; BRITO, D.; DITCHFIELD, A. D. Bat community structure in a restinga protected area in southeastern Brazil. Brazilian Journal of Biology, São Carlos, v. 69, n. 4, p. 1073-1079, Nov. 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S1519-69842009000500010
Identificador do documento: 10.1590/S1519-69842009000500010
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11890
Data de publicação: Nov-2009
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Monik Oprea - 2009.pdf236,43 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons