Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11931
Tipo do documento: TCC
Título: O pesquisador produtividade em pesquisa (CNPq) no campo da Educação Física: análise na perspectiva de gênero
Autor: Santos, Geovana Almeida dos
Primeiro orientador: Lazzarotti Filho, Ari
Primeiro membro da banca: Lazzarotti Filho, Ari
Cabral, Dennia Pasquali e
Nascimento, Oromar Augusto dos Santos
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo identificar o perfil do pesquisador produtividade em pesquisa1 CNPq (PQ) do programa2 de Educação Física (EDUCAÇÃO FÍSICA) no ano de 2013, partindo das variáveis: valor da bolsa, gênero, produção, linha de pesquisa e formação. Avaliando comparativamente a relação entre este e os pesquisadores dos demais programas do ano seguinte, com base no recorte da variável gênero. Metodologia: Estudo de caráter descritivo – analítico, que teve como corpus de analise os pesquisadores PQ no ano de 2013 e 2014, disponível no Mapa de investimento CNPq. Resultados: Com relação ao perfil do PQ da Educação Física constatamos que 81% dos analisados são homens, classificados em categoria “2” (52%), destes 72% possuem doutoramento nacional, com predominância nas produções relacionada às ciências duras, correspondendo a 78% do total. Identificamos que a formação básica, mestrado e doutorado são predominantemente em Educação Física, representando respectivamente o percentual de 77%, 35% e 30%. Com relação aos programas verificamos que no ano de 2014 o CNPq possuía 78 programas, totalizando 52985 bolsas, em que 3.224 eram de pesquisadores, e 2.073 eram pesquisadoras. Constatamos que a diferença geral entre os (as) pesquisadores (as) nos programas corresponde a 31%, semelhante à do programa de Educação Física (33%). Verificamos que os programas mais tradicionais operam com menor diferença na relação pesquisador/pesquisadora. Dos 78 programas 20 possuem predominância Feminina, enquanto 58 possuem predominância Masculina, incluindo a Educação Física. Conclusão: Concluímos que há a predominância do gênero masculino, com doutorado em instituições nacionais, categoria “2”, e privilegiam em suas produções e linhas de pesquisa as ciências duras. ainda que o paradigma social decorrente da gênese de dominação masculina concernente ao campo da EF contribui para a manutenção das desigualdades de gênero, quando analisamos o desenvolvimento científico dos pesquisadores. E que a escolha da carreira possui influência direta na ascensão feminina, de modo que, quanto mais consolidado o campo, mais equilibrado se apresenta as disputas de seus capitais.
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Educação Física e Dança - FEFD (RG)
Nome do curso: Educação Física (RG)
Citação: SANTOS, Geovana Almeida dos. O pesquisador produtividade em pesquisa (CNPq) no campo da Educação Física: análise na perspectiva de gênero. 2016. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Faculdade de Educação Física e Dança, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11931
Data de publicação: 20-Dez-2016
Aparece nas coleções:FEFD - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Educação Física - Geovana Almeida dos Santos.pdf2,19 MBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons