Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11972
Tipo do documento: Artigo
Título: Os efeitos dos regimes de fogo sob a vegetação de cerrado no Parque Nacional das Emas, GO: considerações para a conservação da diversidade
Título(s) alternativo(s): Fire regime effects on cerrado vegetation in the Emas National Park: ideas for diversity conservation
Autor: Silva, Danilo Muniz
Loiola, Priscilla de Paula
Rosatti, Natalia Bianca
Silva, Igor Aurélio
Cianciaruso, Marcus Vinicius
Batalha, Marco Antônio
Resumo: O fogo é um importante agente evolutivo que pode causar alterações florísticas, filogenéticas e funcionais nas comunidades vegetais de cerrado, alterando a composição do solo e modificando as interações interespecíficas. Aqui discutimos os efeitos do fogo sobre a vegetação de cerrado e levantamos sugestões para o seu manejo em unidades de conservação. Com especial ênfase para trabalhos realizados no Parque Nacional das Emas, na fisionomia de campo cerrado, compilamos os seguintes resultados: em maiores frequências de fogo (queimadas anuais ou bienais) ocorre agrupamento fenotípico, diminuição da competição, diminuição da biomassa vegetal e enriquecimento dos solos; em menor frequência (sem queimadas há doze anos), há maior competição entre as espécies e grande acúmulo de biomassa seca. Além disso, diferentes regimes de fogo suportam diferentes composições florísticas, com grupos de espécies exclusivos em cada regime, tanto de espécies herbáceo-subarbustivas quanto de arbustivo-arbóreas. Portanto, sugerimos que seja mantido um mosaico com diferentes regimes de fogo e que se evitem áreas de cerrado sem queimadas por muitos anos.
Abstract: Fire is an important evolutionary agent that can cause floristic, phylogenetic, and functional changes in cerrado plant communities, altering the composition of the soil and modifying interspecific interactions. Here, we discuss the effects of fire on cerrado vegetation and suggest actions for reserve management. With particular emphasis on research in the Emas National Park, in savanna physiognomy, we compiled the following results: in higher frequencies, annual or biennial burnings, there are phenotypic grouping, decreased competition, reduced plant biomass, and soil enrichment; in lower frequency, without burnings for 12 years, there are increased competition and higher accumulation of dry biomass. Furthermore, different fire regimes support different floristic compositions, with groups of herbaceous and wood species unique to each regime. Therefore, we suggest that a mosaic of different fires regimes should be kept and that areas without fire for many years should be avoided.
Palavras-chave: Biomassa vegetal
Diversidade filogenética
Diversidade funcional
Manejo
Solo
Functional diversity
Management
Phylogenetic diversity
Plant biomass
Soil
País: Brasil
Instituição: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
Unidade acadêmica: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Citação: SILVA, Danilo Muniz da; LOIOLA, Priscilla de Paula; ROSATTI, Natalia Bianca; SILVA, Igor Aurélio; CIANCIARUSO, Marcus Vinicius; BATALHA, Marco Antônio. Os efeitos dos regimes de fogo sob a vegetação de cerrado no Parque Nacional das Emas, GO: considerações para a conservação da diversidade. Biodiversidade Brasileira, Brasília, DF, v. 1, n. 2, p. 26-39, dez. 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11972
Data de publicação: Dez-2001
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Danilo Muniz da Silva - 2011.pdf630,02 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons