Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11977
Tipo do documento: Artigo
Título: Dispersal modes and fruiting periods in hyperseasonal and seasonal savannas, central Brazil
Título(s) alternativo(s): Modos de dispersão e períodos de frutificação em savanas hiperestacional e estacional, Brasil central
Autor: Silva, Igor Aurélio
Cianciaruso, Marcus Vinicius
Batalha, Marco Antônio
Resumo: Savanas estacionais são caracterizadas por uma seca pronunciada que influencia seu funcionamento. Savanas hiperestacionais passam adicionalmente por alagamento na estação chuvosa. Na América do Sul, a maior região de savana é o cerrado. Para avaliar se um modo particular de dispersão ou um período de frutificação está associado ao alagamento, examinamos grupos de dispersão e fenológicos em espécies presentes em cerrados hiperestacional e estacional. Comparamos a proporção de espécies e indivíduos nesses grupos com testes G para independência em tabelas de contingência e não encontramos diferenças na proporção de espécies em ambos os grupos. No entanto, com base na proporção de indivíduos, a anemocoria foi a principal estratégia de dispersão no cerrado hiperestacional e a zoocoria, no cerrado estacional. Estratégias fenológicas de frutificação nos períodos mais seguros do ano foram diferentemente selecionados em ambos os tipos de cerrado. No cerrado hiperestacional, a maioria dos indivíduos frutificou nos meses não alagados, enquanto que, no cerrado estacional, a maioria dos indivíduos frutificou nos meses úmidos. Portanto, o alagamento pode promover importantes modificações na eficiência das estratégias de dispersão e fenológicas de plantas de savanas hiperestacionais.
Abstract: Seasonal savannas are characterized by an intense drought that influences their functioning. Hyperseasonal savannas experience additionally a waterlogging during the rainy season. In South America, the largest savanna environment is the Brazilian cerrado. To assess whether a particular dispersal mode or fruiting period is associated to the waterlogging, we examined dispersal and phenological groups in hyperseasonal and seasonal cerrado plant species. We compared the proportion of species and individuals in these groups with G-tests for independence in contingency tables. We did not find differences in the proportion of species; however, based on the proportion of individuals, the main dispersal strategy was anemochory in the hyperseasonal cerrado and zoochory in the seasonal cerrado. Phenological strategies of fruiting in safe periods of the year were differently selected in both cerrados. In the hyperseasonal cerrado, most individuals fruited in non-waterlogged periods, whereas in the seasonal cerrado, most individuals fruited in wetter periods. Thus, waterlogging may drive important modifications in the efficiency of the dispersal and phenological strategies of hyperseasonal savannas plants.
Palavras-chave: Cerrado
Dispersal modes
Guilds
Phenology
Waterlogging
Alagamento
Guildas
Modos de dispersão
País: Brasil
Instituição: Sociedade Botânica do Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Ciências Biológicas - ICB (RG)
Citação: SILVA, Igor Aurélio; CIANCIARUSO, Marcus Vinicius; BATALHA, Marco Antônio. Dispersal modes and fruiting periods in hyperseasonal and seasonal savannas, central Brazil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 155-163, Jan./Mar. 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/S0100-84042009000100015
Identificador do documento: 10.1590/S0100-84042009000100015
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/11977
Data de publicação: Mar-2009
Aparece nas coleções:ICB - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Igor Aurélio Silva - 2009.pdf129,64 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons