Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12993
Tipo do documento: Artigo
Título: Diagnóstico da cultura do tomate de mesa no município de Goianápolis, estado de Goiás, Brasil
Título(s) alternativo(s): Diagnostic of tomato prodution in Goianápolis, Goiás, Brazil
Autor: Santos, Marivone Moreira dos
Noronha, José Ferreira de
Resumo: Este estudo foi realizado a partir de um censo entre 23 produtores de tomate de mesa. Procurou-se estudar as tecnologias utilizadas, a composição dos custos, a rentabilidade desta ativida-de e os meios de comercialização da produção do tomate de mesa na região de Goianápolis (GO), no período de setembro de 1999 a julho de 2000. Os dados foram coletados por meio de um questio-nário individual aplicado aos produtores, que foram visitados pe-riodicamente. Esses produtores foram agrupados de acordo com a tecnologia usada (grupos) e por categorias ou extrato de tama-nho (grandes e pequenos). Foram identificadas as tecnologias usa-das, os custos, a rentabilidade da produção e os meios de comercialização do tomate de mesa. Os defensivos mais utiliza-dos pertencem à classe de I a IV, perigosos à saúde humana e ao ambiente. Os tomatais foram pulverizados, em média, três vezes por semana. As embalagens de defensivos agrícolas vazias tive-ram três destinos, sendo 4% destinadas ao aterro sanitário da Pre-feitura de Goianápolis, 17% foram enterradas e 79% foram quei-madas. Os produtores de tomate de mesa receberam assistência dos engenheiros agrônomos das casas fornecedoras de insumos, da Agência Rural, da empresa onde foram feitas as mudas e par-ticular. As cultivares mais plantadas foram do tipo longa vida e grupo Santa Cruz. A produtividade média foi de 167 cx/mil pés ou 56,98 t/ha. As variáveis que mais pesaram no custo total foram mão-de-obra (20,74 %), fertilizantes (19,11%), defensivos (26,84%), sementes e mudas (8,66%), e juros com financiamento (6,37%). Os gastos com fertilizantes e mão-de-obra tiveram in-fluência significativa na renda bruta dos produtores. A mão-de-obra e os investimentos em maquinaria, equipamentos de irriga-ção e veículos foram importantes na explicação da rentabilidade da atividade. O tomate de mesa, dessa região, foi comercializado nas Ceasas de Goiânia e Anápolis (GO) e diretamente a compra-dores de outros estados, sendo que esses produtores não têm garantias na comercialização do tomate vendido a outros estados. O pagamento foi feito com cheque pré-datado, em confiança na honestidade do comprador. Não foram raros os casos que provaram o contrário e os produtores arcaram com os prejuízos.
Abstract: This study was concerned with high utilization of pesticides in tomato production, its cost, profitability and enviromental and humam impacts, in the Region of Goianápolis, GO. The data coverd the 1999-2000 harvest. The results show that, amongst the 29 pesticides used by farmers, seven are extremely dangerous, four are very dangerous; eight are dangerous and ten are less dangerous, to human health and the enviroment. Tomatoe producers apply these pesticides, on the average, three times per week. Pesticide containers are disposed in three ways: burnned, burried ou sent to the county sanitary deposit. The Long Life type of tomatoe presented avergage productivity of 174 boxes/one thousand plants and the Santa Cruz type 130 boxes/one thousand plants. This type of tomatoe production costs were 3.58% higher than the Santa Cruz variety average productivity was 167 boxes/one thousand plants or 56.98 tons/hectare. The tomatoe production markets are the Ceasas in Goiânia and Anápolis and direct sales to buyers from several States. In this case farmers have no waranty that they will receive for their sales to other states. Payment is made by pre-dated check based on the buyers trust. But, it is not unusual to observe cases where final payment is not made and the producers assume total loss.
Palavras-chave: Produção de tomate
Custos
Rentabilidade
País: Brasil
Instituição: João Batista Duarte
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Citação: SANTOS, Marivone Moreira dos; NORONHA, José Ferreira de. Diagnóstico da cultura do tomate de mesa no município de Goianápolis, estado de Goiás, Brasil. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 31, n. 1, p. 29-34, jan./jun. 2001. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/2523>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/12993
Data de publicação: Jun-2001
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marivone Moreira dos Santos - 2001.pdf27,56 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons