Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13161
Tipo do documento: Artigo
Título: Trabalho, ideologia e a constituição do ser social: reflexões sobre a questão da identidade docente
Título(s) alternativo(s): Working, ideology and the constitution of social human being: reflexions about the teacher identity question
Autor: Dias Júnior, Marcos Jerônimo
Rosa, Sandra Valéria Limonta
Resumo: No decorrer da história, o modo de produção capitalista vai se (re)estruturando e constituindo novos reordenamentos sociais, econômicos, políticos e culturais que influenciam as várias áreas da vida humana, inclusive a educação escolar e a constituição da identidade docente. O artigo aqui apresentado é parte de uma pesquisa de caráter teórico-bibliográfico que tem como objeto o trabalho docente e como objetivo compreender a constituição do ser social do trabalhador docente por meio de uma análise histórica, dialética e material da realidade concreta partindo da seguinte problemática: Como a organização do trabalho no atual estágio do capital vai engendrando e constituindo a identidade docente? Buscamos compreender o trabalho como categoria fundamental na constituição de significados e sentidos da identidade do professor como ser social, articulado com a identificação e análise de mecanismos ideológicos presentes na contradição da cisão entre capital, trabalho e educação, que provocam implicações na identidade docente. A construção da identidade parte das relações objetivas articulando-se de forma dialética à relação entre indivíduo e sociedade. Partimos do pressuposto teórico-epistemológico de que o trabalho, na concepção ontológica, é a essência da constituição do ser social e consequentemente da identidade do trabalhador, no caso desta pesquisa, da identidade docente. Nossa investigação tem evidenciado que, diante das contradições históricas entre capital e trabalho e trabalho e educação, atualmente o trabalho docente tem sido afetado por mecanismos ideológicos cada vez mais complexos, que por sua vez incidem sobremaneira na subjetividade dos professores e na constituição de seu ser social.
Abstract: Throughout history the capitalist mode of production is structuring and developing itself with new social, economic, political and cultural rearrangements that influence the various areas of human life, including education and the establishment of teacher identity. The article presented here is part of a theoretical and bibliographical research whose object is the teacher working and the objective is to understand the constitution of teaching worker as a social human being, by historical, dialectical and material analysis of concrete reality based on the following issues: how the organization of work in the current capital stage will engendering and building the teacher identity? We seek to understand that work is fundamental in the constitution of meanings and teacher’s sense of identity as a social being, combined with the identification and analysis of ideological mechanisms present in contradiction of the split between capital, labor and education, which have major implications on teacher identity. The construction of the identity comes from the objective relations articulated dialectically on the relationship between individual and society. We start from the theoretical and epistemological assumption that the work in the ontological conception, is the essence of the constitution of the social and consequently worker identity, in the case of this research, teaching identity. Our research has shown that, given the historical contradictions between capital and labor and work and education, work currently teaching has been affected by ideological mechanisms increasingly complex, which in turn greatly affect the subjectivity of teachers and the development of his social human being.
Palavras-chave: Trabalho
Ideologia
Identidade docente
Work
Ideology
Teacher identity
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de Educação - (FE)
Citação: DIAS JÚNIOR, Marcos Jerônimo; ROSA, Sandra Valéria Limonta. Trabalho, ideologia e a constituição do ser social: reflexões sobre a questão da identidade docente. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 24, n. 3, p. 105-122, set./dez. 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13161
Data de publicação: Dez-2015
Aparece nas coleções:FE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marcos Jerônimo Dias Júnior - 2015.pdf165,8 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons