Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13260
Tipo do documento: Artigo
Título: Índices de cobertura vegetal e fitomassa de Stylosanthes guianensis Cv. mineirão em área degradada, fertilizada com adubo mineral e biossólido
Título(s) alternativo(s): Indexes of soil cover and phytomass of Stylosanthes guianensis cv. mineirão on degraded land fertilized with mineral fertilizer and sewage sludge
Autor: Godoi, Emiliano Lôbo de
Borges, Jácomo Divino
Leandro, Wilson Mozena
Resumo: O lodo de esgoto, quando tratado e considerado apto para o uso agronômico, recebe a denominação de biossólido, que pode ser utilizado na recuperação de áreas degradadas, como condicionador e fonte de matéria orgânica e de nutrientes para as plantas. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o potencial de uso do lodo de esgoto, produzido na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Goiânia, GO, tratado com 50% de CaO (v/v) e com bio-estimulador de crescimento, na recuperação de uma área degradada. Os atributos avaliados foram o índice de cobertura vegetal e a produtividade de Stylosanthes guianensis cv Mineirão. Foram avaliados oito tratamentos, no delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Os tratamentos foram: testemunha; adubação mineral; 20 Mg ha-1 de biossólido; 20 Mg ha-1 de biossólido + bio-estimulador; 40 Mg ha-1 de biossólido; 40 Mg ha-1 de biossólido + bio-estimulador; 60 Mg ha-1 de biossólido; e 60 Mg ha-1 de biossólido + bio-estimulador. Os índices de cobertura vegetal do solo e as produtividades não diferiram significativamente entre os tratamentos com adubação mineral e os tratamentos com dosagens crescentes de biossólido, na ausência do bio-estimulador. Verificou-se que o uso do bio-estimulador afetou negativamente o índice de cobertura vegetal do solo e a produtividade de S. guianensis. A pesquisa sugere que o biossólido produzido na ETE de Goiânia possui características adequadas para uso na recuperação de áreas degradadas em substituição à adubação mineral, desde que assegurada sua qualidade sanitária e ambiental.
Abstract: Sewage sludge, when treated and considered proper to agronomic application, is called biosolid and can be used to recover degraded areas, as an organic material source for soil conditioning and plant nutrition. The objective of this research was to evaluate the potential of sewage sludge produced by the Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), in Goiânia, Goiás State, Brazil, enriched with 50% (v/v) of CaO and growth bio-stimulator, for recovering a degraded area. The evaluated variables were soil covering and the Stylosanthes guianensis cv. Mineirão yield. Eight treatments, in randomized complete block design, were evaluated, with four replications. The treatments were: control; mineral fertilizer; 20 Mg ha-1 of biosolid; 20 Mg ha-1 of biosolid + biostimulator; 40 Mg ha-1 of biosolid; 40 Mg ha-1 of biosolid + biostimulator; 60 Mg ha-1 of biosolid; and 60 Mg ha-1 of biosolid + bio-stimulator. Soil covering and productivity indexes showed no significant differences, if we consider the mineral fertilizing treatments and those with increasing levels of biosolid residues, in the absence of bio-stimulator. All treatments with bio-stimulator showed negative effects over soil recovering and S. guianensis productivity. The research suggests that the biosolid residues produced by ETE present appropriate characteristics for recovering degraded soil, replacing mineral fertilizing, as long as sanitary and environmental quality can be assured.
Palavras-chave: Lodo de esgoto
Biossólido
Área degradada
Bio-estimulador
Sewage sludge
Biosolid residue
Degraded areas
Bio-stimulator
País: Brasil
Instituição: João Batista Duarte
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Citação: GODOI, Emiliano Lôbo de; BORGES, Jácomo Divino; LEANDRO, Wilson Mozena. Índices de cobertura vegetal e fitomassa de Stylosanthes guianensis Cv. mineirão em área degradada, fertilizada com adubo mineral e biossólido. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 38, n. 1, p. 21-26, jan./mar. 2008. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/pat/article/view/3622/3414>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13260
Data de publicação: Mar-2008
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Emiliano Lôbo de Godoi - 2008.pdf48,8 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons