Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13444
Tipo do documento: Artigo
Título: A filosofia da história de R. G. Collingwood: duas contribuições
Autor: Arrais, Cristiano Alencar
Resumo: Neste artigo procuro analisar a filosofia da história de R. G. Collingwood. Para tanto, divide-se em três momentos. Primeiro, um balanço geral das idéias deste autor e de suas principais características enquanto filósofo. Depois, examino o con- troverso conceito de re-enactment à luz de seus principais intérpretes e dos manus- critos publicados nos últimos anos. Por último, a título de conclusão, indico duas possíveis contribuições da filosofia da história collingwoodiana para o pensamento histórico atual: seu conceito de imaginação histórica - cuja tarefa é tornar o passado um objeto acessível ao pensamento por meio de um modelo construtivo de inter- polação entre as afirmações feitas pelas fontes com outras, deduzidas das mesmas - e de autonomia do historiador – o resultado da crítica ao conceito de documento e de historiografia, transformadas em provas e não em autoridades. Este dois conceitos estão, segundo julgo, na raiz da “revolução copernicana” que eleva a história ao status de disciplina científica.
Abstract: In this paper I analyze the philosophy of history of R. G. Collingwood. To this, divided it into three stages. First, a general explanation about the ideas of author and its main characteristics as a philosopher. Then, I examine the controver- sial concept or re-enactment in light of his interpreters and manuscripts published in recent years. Finally, in conclusion, I indicate two possible contributions to the collingwoodian philosophy of history to the current historical thought: his concept of historical imagination - whose job is to make the past accessible to an object thou- ght through a constructive model interpolation between the statements made by other sources, less the same - and autonomy of the historian - the result of criticism of the concept document and historiography, transformed into evidence, not authority. The two concepts are, I believe, the root of the “Copernican revolution” which brings the history to the status of a scientific discipline.
Palavras-chave: Robin. G. Collingwood
Imaginação histórica
Filosofia da história
Robin. G. Collingwood
Philosophy of history
Historical imagination
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de História - FH (RG)
Citação: ARRAIS, Cristiano Alencar. A filosofia da história de R.G. Collingwood: duas contribuições. Dimensões,Vitória, v. 24, p. 32-54, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13444
Data de publicação: 2010
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Critiano Alencar Arrais - 2010.pdf211,84 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons