Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13521
Tipo do documento: Artigo
Título: Narrativas sobre a América: o trauma e suas expressões temporais
Título(s) alternativo(s): Narratives about America: the trauma and its temporal expressions
Autor: Fredrigo, Fabiana de Souza
Bittencourt, Libertad Borges
Resumo: Ao partir do pressuposto de que a escritura ensaística funda um lugar para a América no Ocidente, pretendemos indicar de que maneira tais narrativas configuraram um campo para a interpretação do continente. A hipótese é que se essa interpretação peculiar definiu um “lugar no mundo” para a cultura latino-americana, assim o fez na medida em que constituiu sentido à experiência histórica por meio da noção de trauma. Para discorrer sobre essa hipótese, priorizamos o ensaio em um tempo longo, trazendo para análise tanto as narrativas de Octávio Paz, Carlos Fuentes e Tomás Moulian quanto as de Francisco Bilbao e Justo Sierra. Ainda, como contraponto, recorremos aos discursos de Simón Bolívar e Gabriel García Márquez, pois esses expressam igualmente o trauma latino-americano. Essa trajetória é relevante porque, em nossa análise, identificamos como traço comum a essas escrituras o trauma. A escolha dessas narrativas, em períodos distintos, porém conexos, também é perpassada pelo propósito de demonstrar o quanto a “história escrita” da América Latina ainda hoje é devedora da ensaística.
Abstract: With the assumption that the essay writing establishes a place for America in the West, we intend to indicate how such narratives configured a field to the interpretation of the continent. The hypothesis is that this peculiar interpretation defined a "place in the world" to the Latin American culture, it did so when it made sense to the historical experience of the concept of trauma. To discuss about this hypothesis, we prioritize the essay through a long period of time, bringing to the analysis the narratives of Octavio Paz, Carlos Fuentes and Thomas Moulian as well as Francisco Bilbao and the Justo Sierra. Still, as a counterpoint, we turn to the speeches of Simon Bolivar and Gabriel García Márquez, as these equally express the Latin American trauma. This trajectory is relevant because, in our analysis, we identified the common thread to these scriptures – the trauma. The choice of these essayists, at different times, but related, is also pervaded the purpose of demonstrating how the "writing history" of Latin America today is indebted to the essay.
Palavras-chave: América Latina
Trauma
Ensaio
Latin America
Trauma
Essay
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de História - FH (RG)
Citação: FREDRIGO, Fabiana de Souza; BITTENCOURT, Libertad Borges. Narrativas sobre a América: o trauma e suas expressões temporais. Revista Eletrônica da ANPHLAC, São Paulo, n. 17, p. 59-86, jul./dez. 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13521
Data de publicação: Dez-2014
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Fabiana de Souza Fredrigo - 2014.pdf389,44 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons