Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13691
Tipo do documento: Artigo
Título: O poeta Baudelaire e suas máscaras: boémio, dândi, flâneur
Autor: Menezes, Marcos Antônio de
Resumo: Este artigo objetiva discutir o dandismo e o ato de flâneur que marcaram a criação literária de Charles Baudelaire. Para Baudelaire, a máscara foi subterfúgio, a do dândi, se de um lado era artifício, de outro parece ter-lhe aderido à pele, só sendo removida para dar lugar a outras, como a do flâneur, do trapeiro, do apache e do boêmio. Infelizmente o poeta não resistiu ao peso de uma sociedade opressora e tão orgulhosa da própria civilização, contudo deixou uma maravilhosa obra que incomoda e instiga os homens da modernidade.
Abstract: This article to argue the dandismo and the act of flâneur that they had marked the literary creation of Charles Baudelaire. For Baudelaire, the mask was subterfuge, of dândi, if of a side it was artifice, of another one seems to have adhered to it to the skin, only being removed to give place to others, as of flâneur, the trapeiro, the apache and the bohemian. Unhappyly the poet did not resist the weigh of a society so proud oppressor and of the proper civilization, however a wonderful workmanship left that bothers and instigates the men modernity.
Palavras-chave: Dantismo
Flâneur
Charles Baudelaire
Dandismo
Flâneur
Charles Baudelaire
País: Brasil
Unidade acadêmica: Faculdade de História - FH (RG)
Citação: MENEZES, Marcos Antônio de. O poeta Baudelaire e suas máscaras: boêmio, dândi, flâneur. Fato & Versões, Coxim, v. 1, n. 1, p. 64-81, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13691
Data de publicação: 2009
Aparece nas coleções:FH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Marcos Antônio de Menezes - 2009.pdf125,93 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons