Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13754
Tipo do documento: Artigo
Título: Controle químico da mancha bacteriana em mudas de tomate para processamento industrial
Autor: Nascimento, Abadia dos Reis
Fernandes, Paulo Marçal
Borges, Lucas Liberato
Pontes, Nadson Carvalho
Duval, Alice Maria Quezado
Resumo: Com o objetivo de avaliar opções de produtos para o controle da mancha bacteriana em mudas de tomate, foram realizados dois ensaios independentes, em viveiro comercial, no município de Rio Verde – GO, nos períodos de novembro a dezembro de 2009. Os experimentos foram conduzidos em delineamento experimental inteiramente casualizado com três repetições, utilizando o híbrido Heinz 9553. A parcela foi representada por 450 mudas em uma bandeja comercial. O primeiro ensaio consistiu nos tratamentos: 1 - testemunha; 2 - oxicloreto de cobre; 3 - hidróxido de cobre; 4 - acibenzolar-S-metil; 5 - metiram + piraclostrobina; 6 - famoxadona + mancozebe; 7 - cloreto de benzalcônio. O segundo ensaio consistiu nos mesmos tratamentos do primeiro ensaio acrescidos da aplicação do regulador de crescimento - paclobutrazol. As aplicações foram realizadas via pulverização foliar, utilizando pulverizador costal de barra com pressão constante. Após 29 dias da semeadura, o isolado EH 2008-13 de X. perforans, foi inoculado por meio da imersão das mudas em bandeja. A severidade da mancha bacteriana foi avaliada em 15 folíolos de cada parcela aos 16 dias após a inoculação. Não houve diferenças significativas no primeiro ensaio, mas detectou-se diferença significativa no segundo onde houve a aplicação do regulador de crescimento (P= 0,001). Os tratamentos acibenzolar-S-metil e famoxadona + mancozebe apresentaram valores médios de severidade inferiores à testemunha, no entanto, não diferiram significativamente dela. O tratamento metiram + piraclostrobina apresentou maior severidade da mancha bacteriana, não demonstrando ser eficaz no controle da doença em mudas nas condições testadas neste ensaio. Os resultados indicam possível efeito do regulador de crescimento sobre a ação dos produtos testados.
Abstract: With the aim of evaluate chemical options to the control of bacterial spot in tomato seedlings, two independent experiments were carried out at a commercial tomato nursery in Rio Verde, Goiás, during the periods of November to December of 2009. The hybrid Heinz 9553 was used. The trials were in a completely randomized design with three replications. The plots were represented by a commercial plantlet trays of 450 cells. The treatments were: 1 - control; 2 - copper oxicloreto; 3 - copper hydroxide; 4 - acibenzolar-S-methyl; 5 - metiram + pyraclostrobin, 6 - famoxadone + mancozebe ; 7 – benzalkonium chloride. The experiments differed as for the paclobutrazol application, in the second experiment. The products were applied by using a CO 2 portable sprayer with constant pressure. The inoculation occurred at 29 days after sowing, with isolated EH 2008-13 of Xanthomonas perforans which was originated from Rio Verde. The aerial part of the plantlets were immersed during 1 minute in a 18 L of the bacterial suspension placed in a large plastic tray. Disease severity was evaluated on 15 leaflets per plot at 16 days after inoculation. It was expressed in terms of average percentage of foliar area with symptoms by using the computational program Quant 2002. For the experiment without use of growth regulator there were not significant differences among the treatments. Despite presenting significant differences, in the for the paclobutrazol application, except for treatment metiram + pyraclostrobin, which resulted in the higher disease value, all treatments were not significantly different from the check-control. In that trial, acibenzolar-S-methyl following by famoxadone + mancozebe, were the only ones that presented inferior values comparing with the check-control, however not being significantly different. It can be inferred that interaction between the growth regulator and some treatments should exist.
Palavras-chave: Indutor de resistência
Heinz 9553
Paclobutrazol
Xanthomonas perforans
Resistance inducer
Heinz 9553
Paclobutrazol
Xanthomonas perforans
País: Brasil
Unidade acadêmica: Escola de Agronomia e de Engenharia de Alimentos - EAEA (RG)
Citação: NASCIMENTO, Abadia dos Reis; FERNANDES, Paulo Marçal; BORGES, Lucas Liberato; PONTES, Nadson Carvalho; QUEZADO-DUVAL, Alice Maria. Controle químico da mancha bacteriana em mudas de tomate para processamento industrial. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 29, n. 6, p. 1878-1886, nov./dez. 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13754
Data de publicação: Dez-2013
Aparece nas coleções:EA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Abadia dos Reis Nascimento - 2013.pdf393,85 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons