Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13868
Tipo do documento: Artigo
Título: As práticas e representações de leitura na cidade de Goiânia (1937– 1960)
Título(s) alternativo(s): Reading practices and representations in Goiânia (1937-1960)
Las prácticas y representaciones de lectura en la ciudad de Goiânia (1937–1960)
Autor: Melo, Orlinda Carrijo
Resumo: Neste trabalho, analisam-se as práticas e representações de leitura na cidade de Goiânia, no período de 1933 a 1960. A partir da narrativa da transferência da capital de Goiás, são levantadas algumas questões: Por onde circulava a leitura nesse período? Quem lia? Como lia? O que lia? Onde lia? Quando lia? Em que medida o material impresso (livros, revistas, jornais, almanaques, folhetins) influenciava o imaginário social e o processo educativo da época? Que representações e imagens os leitores tinham da leitura? O conjunto dessas questões, tendo por base a História Cultural, levou a uma reflexão sobre os valores atribuídos à leitura e às instituições de leitura em uma cidade planejada de acordo com os preceitos da modernidade, do progresso e da cultura urbana.
Abstract: In this study, reading practices and representations in Goiânia for the 1933- 1960 period are analyzed. Based on the narrative of the transfer of the capital of Goiás, certain questions are raised: Where did reading take place in that period? Who used to read? How did people use to read? What did they use to read? When did they use to read? To what extent did the amount of printed material (books, magazines, newspapers, almanacs, pamphlets) influence the social imaginary and the educational process of that time? What representations and images did readers have of reading? This set of questions, with Cultural History as a basis, led to a reflection on the values attributed to reading and reading institutions in a city planned according to principles of modernity, progress and urban culture.
En este trabajo, se analizan las prácticas y representaciones de lectura en la ciudad de Goiânia, en el período compreendido entre 1933 y 1960. Partiendo de la narrativa de la transferencia de la capital de Goiás, se levantan algunos interrogantes: ¿Por dónde circulaba la lectura en aquel período? ¿Quién leía? ¿Cómo leía? ¿Qué leía? ¿Dónde leía? ¿Cuándo leía? ¿En que medida el material impreso (libros, revistas, periódicos, almanaques, folletines) influenciaba lo imaginario social y el proceso educativo de la época? ¿Qué representaciones e imagenes los lectores tenían de la lectura? El conjunto de estos interrogantes, que tienen por base la historia cultural, llevó a una reflexión sobre los valores atribuídos a la lectura y a las instituciones de lectura en una ciudad planeada de acuerdo a los preceptos de la modernidad, del progreso y de la cultura urbana.
Palavras-chave: Leituras
Práticas e representações
Modernidade
Reading
Practices and representations
Modernity
Lecturas
Prácticas y representaciones
Modernidad
País: Brasil
Instituição: José Paulo Pietrafesa
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Educação - FE (RG)
Citação: MELO, Orlinda Carrijo. As práticas e representações de leitura na cidade de Goiânia (1937– 1960). Intera-Ação, Goiânia, v. 38, n. 1, p. 203-317, jan./abr. 2013. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/interacao/article/view/18307/15127>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/ia.v38i1.18307
Identificador do documento: 10.5216/ia.v38i1.18307
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13868
Data de publicação: Abr-2013
Aparece nas coleções:FE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Orlinda Carrijo Melo - 2013.pdf218,8 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons