Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13882
Tipo do documento: Artigo
Título: Memória e verdade na transição democrática brasileira: o emblemático filme a freira e a tortura (1983), de Ozualdo Candeias
Título(s) alternativo(s): Memory and truth in the brazilian democratic transition: the emblematic film a freira e a tortura (1983), by Ozualdo Candeias
Autor: Oliveira, Alcilene Cavalcante
Resumo: Este artigo parte do conceito Justiça de transição, especificamente de seu pilar Memória e Verdade, no contexto de transição democrática no Brasil, para destacar a relevância do cinema nacional quanto à problematização da memória sobre o passado de ditadura civil-militar no país (1964-1985). Analisa-se o filme A freira e a tortura, de Ozualdo Candeias, lançado em 1983, que, ambientado nos anos 1970, mostra a repressão às religiosas em instâncias do Estado de exceção – em que direitos foram suspensos e outros violados. Considera-se que esse longa-metragem, de ficção, integra a produção conflitiva de memórias que se realiza no país, desde o início da abertura política (1974), para enfrentar o passado de ditadura – marcado pela violência perpetrada pelo Estado. Observa-se que a despeito de suas ambiguidades e contradições, o artefato cultural estabelece uma visão menos conciliadora sobre aquele processo político, desvelando, isto sim, o autoritarismo e a violência política do período, inclusive a violência de gênero.
Abstract: This article is based on the concept of Transitional Justice, specifically its pillar Memory and Truth, in the context of democratic transition in Brazil, in order to highlight the relevance of national cinema to the problematization of memory about the past of civil-military dictatorship in Brazil (1964-1985). In particular, we analyze the film A Freira e a tortura by Ozualdo Candeias, released in 1983, which, set in the 1970s, shows the repression of women religious in the instances of the State of exception, where rights have been suspended and others violated. It is considered that this film, fiction, integrates the conflictive production of memories that takes place in the country, from the beginning of the political opening (1974), to face the past of dictatorship - marked by the violence perpetrated by the State. It is observed that, despite its ambiguities and contradictions, the cultural artifact establishes a less conciliatory vision about that process of dictatorship, revealing, rather, authoritarianism and political violence of the period, including gender violence.
Palavras-chave: Justiça de transição
Memória
Religiosas
Cinema
Transition justice
Memory
Religious
Films
País: Brasil
Instituição: Maria Cristina Vidotte Blanco Tárrega
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Direito - FD (RG)
Citação: OLIVEIRA, Alcilene Cavalcante. Memória e verdade na transição democrática brasileira: o emblemático filme a freira e a tortura (1983), de Ozualdo Candeias. Revista da Faculdade de Direito da UFG, Goiânia, v. 41, n. 3, p. 138-159, set./dez. 2017. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/revfd/article/view/47160/24907>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/rfd.v41i3.47160
Identificador do documento: 10.5216/rfd.v41i3.47160
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/13882
Data de publicação: Dez-2017
Aparece nas coleções:FD - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Alcilene Cavalcante Oliveira - 2017.pdf639,22 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons