Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14264
Tipo do documento: Artigo
Título: Dispersão ativa em drosophila melanogaster
Autor: Carvalho, Salvador de
Kratz, Fernando Luiz
Resumo: Em mata remanescente do "mato grosso goiano" ( Goiânia, Go, Brasil), Moscas Drosophila melanogas marcadas com cocorantes, bem como moscas mutantes “white" foram liberadas na intersecção de dois eixos ortogonais sobre os quais se havia disposto iscas a intervalos de 20 m. Durante oito horas e meia foram feitas coletas periódica ( a cada meia hora) com a finalidade de estudar os movimentos de dispersão desta espécie na natureza, bem como inferir sobre a relevância do componente genético dessa dispersão. Os dados obtidos sugerem as seguintes conclusões: D. melanogaster apresentou dispersão ativa; esta dispersão dependeu do genótipo, sendo muito maior nas moscas selvagens do que nas mutantes "white"; o padrão de dispersão variou no tempo; detectou-se um potencial de mobilidade com velocidade mínima presumida de 120 m/hora; urna estimativa aproximada da densidade populacional sugere valores de cerca de 25.000 rnoscas/3.600 m2 para o grupo melanogaster e de cerca de 50.000 moscas/3.600 m2 para Drosophi la em geral; a frequência de captura variou durante o período.
Abstract: In a remaíning wood of the "mato grosso goiano" (Goiania, Go, zi1), marked fl íes as 1,ell as "whi te" rnutants were released at the intersection of t.10 orthogonal axis. Traps were dísposed at intervals of 20 mover these axis. Every half hour, form 08:30 to 17:00, Periodics collects were perfomed to study the díspersion of the fl ies in natu ral environment as well as to infer about the signíficance of the genetic C0!1_l ponentin this dispersion. The obtaíned data suggest the following conclu sions: active dispersion was detected; thís active dispersíon is genotype d􀇙 pendent (it was bigger in the wild types than in the "white" mutants); the dispersion patterns changed according to time; a presumable mobility potential of 1 20 m/hour was detected; an approximate estimate of the population density suggest values of about 25,00 flies/3,600 m2 for the melanogaster group and about 50,000 flies/3,600 m2 for Drosophíla in general; the frequence of capture changed during the period.
País: Brasil
Instituição: Antônio Teixeira Neto
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Instituto de Estudos Socioambientais - IESA (RG)
Citação: CARVALHO, Salvador de; KRATZ, Fernando Luiz. Dispersão ativa em drosophila melanogaster. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 4/6, n. 1/2, p. 155-169, jan./dez. 1984/86. Disponível em: <https://www.revistas.ufg.br/bgg/article/view/4742/3987>.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.5216/bgg.v4i1.4742
Identificador do documento: 10.5216/bgg.v4i1.4742
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14264
Data de publicação: Dez-1986
Aparece nas coleções:IESA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Salvador de Carvalho - 1984/86.pdf619,14 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons