Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14746
Tipo do documento: TCC
Título: Eficiência contratual antes e depois da gratificação por desempenho da agência goiana de transportes e obras – AGETOP
Autor: Guimarães, Raimundo Nonato Vidal
Primeiro orientador: Zanola, Ercilio
Primeiro membro da banca: Zanola, Ercilio
Machado, Michele Rilany Rodrigues
Machado, Camila Araújo
Resumo: O presente trabalho teve por objetivo identificar se as médias dos indicadores relativos a eficiência da execução contratual da Agetop apresentaram resultados melhores quando da adoção da Gratificação e do Adcional pelo Exercício de Atividades às Obras Públicas e Rodoviárias, no sentido da prestação de serviço público. Sendo a eficiência um conceito mais limitado que diz respeito aos trabalhos internos da organização e a área pública demandando formas especiais de administração, onde as organizações públicas usando técnicas de gestão utilizadas pelo iniciativa privada, tem tentado adotar um modelo voltado para resultados, o trabalho adotou as hipóteses (H1, H2, H3 e H4), constantes no subtópico operacionalização dos indicadores e hipóteses. Os Indicadores de Gestão Orçamentária, Gestão Financeira, proposto por Izaac Filho (2002) e os indicadores Obediência a Lei de Licitação e Nível de Utilização dos Bens Patrimoniais proposto por Garcia (2008), foram adaptados para serem utilizados na verificação do problema de pesquisa. Conclui-se que todos os indicadores em questão apresentaram significância menor que 0.05 (p < 0.05), indicando que os dados não seguem a distribuição normal. O resultado do teste Wilcoxon Signed Ranks Test apresentou para os indicadores: Orçamentário, Financeiro e Obediência a Lei de Licitação, P-Value/2 (two-tailed) inferior à α (α= 0,05), rejeitando a hipótese nula de que a distribuição das probabilidades da matriz de centróides inicial e final são iguais, podendo gerar distorções nos resultados quando o número de elementos dos grupor for muito discrepantes, ou seja, temos que as populações diferem em localização (tendência central). Assim, ao nível de significância de 5% existem evidências de diferença entre as amostras. Para o indicador Nível de Utilização dos Bens Patrimoniais o resultado do teste apresentou P – Value/2 (two - tailed) superior à α (α= 0,05), mostrando que a hipótese nula de que a distribuição das probabilidades da matriz de centroides inicial e final são iguais não foi rejeitada, isso implica em dizer que a mediana da diferença é nula, ou seja, as populações não diferem em localização. No geral, o trabalho tem relevância social, científica, acadêmica e busca ampliar o conhecimento, além de ser uma forma de produzir Ciência.
Palavras-chave: Gestão pública eficiente
Eficiência da gestão contratual
Gratificação por desempenho
Conflito de interesse
Assimetria informacional
Governança corporativa
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Goiás
Sigla da instituição: UFG
Unidade acadêmica: Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econõmicas - FACE (RG)
Nome do curso: Ciências Contábeis (RG)
Citação: GUIMARÃES, Raimundo Nonato Vidal. Eficiência contratual antes e depois da gratificação por desempenho da agência goiana de transportes e obras – AGETOP. 2017. 45 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/14746
Data de publicação: 5-Dez-2017
Aparece nas coleções:FACE - Trabalhos de Conclusão de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCCG - Ciências Contábeis - Raimundo Nonato Vidal Guimarães - 2017.pdf704,75 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.