Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1483
Tipo do documento: Article
Título: Descoloração do corante food blue no 1, por meio de uso de fibras silicáticas de amianto (crisotila 5s) como suporte para fungo Ganoderma applanatum
Título(s) alternativo(s): Discoloration of fd&c blue nº 1 dye by asbestos silicate fibers (chrysotile 5s) as support for Ganoderma applanatum Fungus
Decoloración del colorante food blue nº 1, mediante el uso de fibras de amianto silicato (crisotilo 5s) como apoyo para el hongo Ganoderma applanatum
Autor: Rabelo, Josely Batista
Campos, Luiza Cintra
Sales, Paulo de Tarso Ferreira
Lacerda, Monike Fabiane Alves Ribeiro
Santiago, Mariângela Fontes
Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar a interferência das fibras silicáticas de amianto (Crisotila 5S) como suporte de cultura dos fungos, tendo como parâmetros de determinações as atividades enzimáticas de lacase, lignina peroxidase e manganês peroxidase como produtos microbianos e a descoloração do corante Food Blue nº 1 por meio da espectrofotometria do visível. Foi utilizado o microrganismo Ganoderma applanatum, as soluções de corante azul brilhante nº 1 e a crisotila 5S. O tratamento biológico foi efetuado em uma mesa agitadora refrigerada à temperatura de 28º C e 180 rpm na ausência de luz, sendo que foram colocados 100 mL de efluente em um erlenmeyer de 250 mL e acrescentado os conteúdos das placas (meio de cultura + fungo) e a crisotila. Os tempos de tratamento foram de 24, 48, 72 e 96 h. Foi observado que para concentração de 0,125 g.L-1, houve significativa degradação do corante pelo G. applanatum e a adsorção da crisotila pelo fungo. Portanto, neste trabalho, o uso de crisotila como suporte para crescimento de fungos em meio líquido, aumentou significativamente a produção enzimática de lignina peroxidase, concomitante com a diminuição da absorbância da solução em 630 nm (λmáx), indicando boas perspectivas no processo degradativo desse corante.
This work aimed to evaluate the interference of asbestos silicate fibers (Chrysotile 5S) as support for fungus culture. The enzymatic activity of laccase, lignin peroxidase and manganese peroxidase were determined as microbial products and the discoloration of FD&C blue nº 1 dye was checked by spectrometry in UV-visible. The microorganism Ganoderma applanatum, five different concentrations of the dye solutions and the chrysotile 5S were used. The biological treatment was carried out on a refrigerated shaker table at 28 0C and 180 rpm in light absence, and 100 mL of dye solution were put in a 250 mL Erlenmeyer flask and the plate contents (culture medium + fungus) and chrysotile were added to it. The treatment times investigated were 24, 48, 36, and 48 h. For the 0.125 g L-1 solution concentration, considerable dye degradation and chrysotile adsorption by the G. applanatum fungus, and fungal biocompound production were observed. Therefore, the chrysotile used as support for fungal growth in liquid medium increased the enzymatic production of lignin peroxidase with absorbance decrease at 630 nm (λmax). This indicates a prominent use of bioremediation and chysotile as fungal support for the degradation of FD&C blue nº 1 dye.
Este trabajo tuvo como objetivo estudiar la interferencia de amianto de fibra de silicato (crisotilo 5S) en apoyo de la cultura de los hongos, con los parámetros de las determinaciones de las actividades de la enzima lacasa, peroxidasa de lignina y manganeso peroxidasa como productos microbianos y la decoloración del colorante Food Blue nº 1 por espectrofotometría visible. Se utilizó el microorganismo Ganoderma applanatum, las soluciones del colorante Azul Brillante nº 1 y crisotilo 5S. El tratamiento biológico se realizó sobre una mesa vibradora se enfrió a 28 °C y 180 rpm en la oscuridad, y se colocaron 100 ml de efluente en un matraz Erlenmeyer de 250 ml y se añadió a los contenidos de las placas (medio de cultivo + levadura) y el crisotilo. Los tiempos de tratamiento fueron 24, 48, 72 y 96 h. Se observó que la concentración de 0,125 g.L-1, se produjo una degradación significativa del colorante por G. applanatum y la adsorción de crisotilo por el hongo. Por lo tanto, en este trabajo, el uso de crisotilo como soporte para el crecimiento de hongos en medio líquido, aumentó significativamente la producción de la enzima peroxidasa de lignina, concomitante con la disminución de la absorbancia de la solución a 630 nm (λmáx), lo que indica buenas perspectivas em este proceso degradativo teñir.
Palavras-chave: Crisotila 5S
Corante azul brilhante nº 1
Ganoderma applanatum
Descoloração
Instituição: Ricardo Menegatti
Citação: RABELO, J.B; CAMPOS, L.C; SALES , P. de T. F; LACERDA , M. F. A. R; SANTIAGO, M. F. Descoloração do corante food blue no 1, por meio de uso de fibras silicáticas de amianto (crisotila 5s) como suporte para fungo Ganoderma applanatum. Revista Eletrônica de Farmácia, Goiânia, v. 10, n.1, jan./mar. 2013. Disponível em:<http://www.revistas.ufg.br/index.php/REF/article/view/23438>.
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/1483
Data de publicação: Mar-2013
Aparece nas coleções:FF - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
23438-98792-1-PB.pdf804,49 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.