Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15232
Tipo do documento: Artigo
Título: Rastreamento sorológico para doenças infeccionsas em banco de sangue como indicador de morbidade populacional
Título(s) alternativo(s): Serological screening for infectious diseases in blood donors as morbidity indicator
Autor: Andrade, Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de
Martelli, Celina Maria Turchi
Pinheiro, Edmo Dias
Santana, Cesar Leite
Borges, Francisco Pereira
Zicker, Fábio
Resumo: É discutido o valor do rastreamento sorológico para doença de Chagas, sífilis, hepatite e AIDS realizado por bancos de sangue como indicador de morbidade populacional. Foram analisados os dados referentes a 62.814 doações de sangue obtidas em dois bancos de sangue públicos e três privados correspondendo ao total das doações no período de outubro de 1985 a outubro de 1987 em Goiânia, Goiás (Brasil). A soroprevalência foi comparada com dados obtidos pela notificação compulsória das doenças e com inquéritos epidemiológicos disponíveis. Foi encontrada soroprevalência para AIDS de 0,0@ % para um único exame de ELISA, estimando-se em 1.900 o número de indivíduos supostamente infectados em Goiás, número compatível com o esperado quando se trabalha com dados de notificação. Para a doença de Chagas, hepatite B e sífilis foram observadas soroprevalências de até 3,3%, 1,3% e 4,1%, respectivamente. Foram discutidas as dificuldades encontradas para validação desses resultados pela ausência de notificação compulsória e características particulares dos inquéritos sorológicos.
Abstract: Screening tests of 62,814 blood donations curled out between October 85 and October 87 in all five blood banks of Goiania, Central Brazil, were analysed. The private institutions (3 blood banks) collected 80% of all donations and the remaining were collected by public blood banks. Seroprevalence of HIV, HBsAg, Chagas' disease and syphilis were compared with data obtained in the surveillance system and from previous surveys in an attempt to validate this source of health information. A seroprevalence of 0.07% for AIDS (one EL1SA test) was calculated, which may suggest the presence of 1900 infected individuals, in the population of the State of Goias as a whole. This figure seems reasonably close to the official data obtained by compulsory notification. For Chagas' disease, hepatitis B and syphilis seroprevalence of 3.3%, 1.3% and 4.1% were obtained, respectively. The potential usefulness and the limitations of screening in blood banks as a source of realibie morbidity indicator is discussed.
Palavras-chave: Doadores de sangue
Bancos de sangue
Exames de massa
Sorodiagnóstico
Morbidade
Blood donors
Blood banks
Mass screening
Serodiagnosis
Morbidity
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: ANDRADE, Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de et. al. Rastreamento sorológico para doenças infeccionsas em banco de sangue como indicador de morbidade populacional. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 23, n. 1, p. 20-25, 1989.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15232
Data de publicação: 1989
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Ana Lúcia Sampaio Sgambatti de Andrade - 1989.pdf491,06 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons