Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15264
Tipo do documento: Artigo
Título: Prevalência de toxoplasmose em gestantes atendidas em dois centros de referência em uma cidade do Nordeste, Brasil
Título(s) alternativo(s): Prevalence of toxoplasmosis in pregnant women in two reference centers in a city in Northeast Brazil
Autor: Câmara, Joseneide Teixeira
Silva, Marcos Gontijo da
Castro, Ana Maria de
Resumo: Determinar a prevalência de toxoplasmose e identificar os principais fatores associados à sororeatividade em gestantes atendidas em dois centros de referência em uma cidade do Nordeste do Brasil. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com 561 gestantes atendidas em dois centros de referência para pré-natal de alto risco em uma cidade do Nordeste do Brasil. Todas foram entrevistadas por meio de um questionário epidemiológico e foram coletadas amostras de sangue em que foram realizadas sorologia anti-Toxoplasma gondii para IgG e IgM (ELISA), teste de avidez da IgG e reação em cadeia da polimerase (PCR). A análise estatística foi realizada com o programa SPSS version 18.0 Windows, usando odds ratio e intervalo de confiança de 95%, considerando-se o nível de significância de 5%. RESULTADOS: Constatou-se sororeatividade para toxoplasmose em 437 (77,0%), susceptibilidade em 124 (22,1%) e 5 (0,9%) gestantes com infecção ativa. Não encontramos associação significativa entre sororeatividade para toxoplasmose e idade, procedência, renda, escolaridade, situação da rede de esgotos, número de gestações e idade gestacional. As variáveis com associação significativa (p≤0,05) para sororeatividade foram: multigestas (p=0,03) e convívio com cães soltos na rua (p=0,001). CONCLUSÕES: O estudo permitiu identificar uma alta sororeatividade para toxoplasmose entre as pacientes atendidas no pré-natal, assim como os fatores associados à sororeatividade, devendo ser reforçadas orientações apropriadas sobre medidas de prevenção primária e monitoramento sorológico trimestral das gestantes nesse município e outras regiões do Nordeste do Brasil.
Abstract: To determine the prevalence of toxoplasmosis and to identify the main factors associated with seroreactivity in pregnant women cared for at two reference centers in a city in Northeast Brazil. METHODS: A cross-sectional study was conducted on 561 pregnant women at two high-risk prenatal reference centers in a city in Northeast Brazil. All women were interviewed using an epidemiological questionnaire and had their blood samples collected for the following serological tests: anti-Toxoplasma gondii IgG and IgM (ELISA), IgG avidity test, and polymerase chain reaction (PCR). Statistical analysis was carried out using SPSS version 18.0 for Windows, calculating odds ratio, confidence interval of 95% and with the level of significance set at 5%. RESULTS: Seroreactivity for toxoplasmosis was detected in 437 women (77.0%), susceptibility in 124 (22.1%) and active infection in 5 (0.9%). There was no significant association between seroreactivity for toxoplasmosis and age, location, income, education, availability of sewage, number of pregnancies or gestational age. The variables significantly associated (p≤0.05) with seroreactivity were multiparity (p=0.03) and living with stray dogs (p=0.01). CONCLUSIONS: This study identified high seroreactivity for toxoplasmosis among patients seen during prenatal care, as well as factors associated with seroreactivity. Appropriate guidelines about primary preventive measures should be emphasized and quarterly serological monitoring is recommended for pregnant women in this city and elsewhere in the Northeast of Brazil.
Palavras-chave: Toxoplasmose/epidemiologia
Estudos soroepidemiológicos
Gravidez
Toxoplasmosis/epidemiology
Cuidado pré-natal
Seroepidemiologic studies
Prenatal care
Pregnancy
País: Brasil
Unidade acadêmica: Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública - IPTSP (RG)
Citação: CÂMARA, Joseneide Teixeira; SILVA, Marcos Gontijo da; CASTRO, Ana Maria de. Prevalência de toxoplasmose em gestantes atendidas em dois centros de referência em uma cidade do Nordeste, Brasil. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Rio de Janeiro, v. 37, n. 2, p. 64-70, fev. 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Identificador do documento: 10.1590/SO100-720320150005115
Identificador do documento: 10.1590/SO100-720320150005115
URI: http://repositorio.bc.ufg.br/handle/ri/15264
Data de publicação: 2015
Aparece nas coleções:IPTSP - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo - Joseneide Teixeira Câmara - 2015.pdf190,89 kBAdobe PDFThumbnail
Baixar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons